sexta-feira, 27 de março de 2015

Marília Gabriela é a entrevistada do Roda Viva


O Roda Viva da próxima segunda-feira, 30 de março, recebe em seu centro Marília Gabriela. A jornalista, apresentadora e atriz repassa sua carreira, fala dos novos rumos e da recente empreitada no teatro como protagonista da peça "Vanya, Sonia, Masha e Spyke". O programa vai ao ar às 22h, ao vivo, na TV Cultura. 

Como jornalista, Marília teve passagens marcantes em emissoras de TV como a Globo, Bandeirantes, CNT e SBT, onde mantinha o programa "De Frente com Gabi". Entre 2010 e 2011, apresentou o próprio Roda Viva, hoje comandado pelo jornalista Augusto Nunes. Em janeiro deste ano, anunciou seu desligamento da emissora de Silvio Santos para se dedicar a outros projetos, como o teatro. Ela continua à frente do Marília Gabriela Entrevista, exibido pelo canal por assinatura GNT.

Participam da bancada do Roda Viva Luiz Felipe Pondé, filósofo e colunista do jornal "Folha de S. Paulo"; Carlos Graieb, editor-chefe do site da revista "Veja"; Rose Nogueira, jornalista; Jorge Takla, diretor teatral; e Murilo Bomfim, repórter do jornal O "Estado de S. Paulo". Ao longo do programa, o cartunista Paulo Caruso faz caricaturas da convidada.   

TV Cultura mostra aniversário de maestro com duas orquestras


O maestro Isaac Karabtchevsky completou 80 anos de idade no dia 27 de dezembro de 2014. Para celebrar a data tão especial na vida deste que é um dos maiores maestros da história do Brasil, suas duas orquestras juntaram-se no palco da Sala São Paulo para apresentar ao público uma das sinfonias preferidas do maestro: a Segunda de Mahler, conhecida como Ressurreição. E a TV Cultura registrou tudo com exclusividade, com exibição no próximo sábado, 21 de março, às 21h30, no programa Clássicos. 

Karabtchevsky tem uma brilhante carreira desde os anos 70, tanto no Brasil quanto na Europa. Foi diretor artístico da OSB (Orquestra Sinfônica Brasileira) por mais de duas décadas, do Theatro Municipal de São Paulo, e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Na Europa, dirigiu a Tonskunstler de Viena, a orquestra do Pays de la Loire e do Teatro La Fenice em Veneza.

Clássicos – 28/03/2015 – 21h30
Orquestra Sinfônica Heliópolis
Isaac Karabtchevsky, regente
Lina Mendes, soprano
Edinéia de Oliveira, mezzo-soprano
Coral
Gustav Mahler - Sinfonia nº 2, em dó menor “Ressurreição”
Site da TV Cultura - www.tvcultura.com.br

Laura Cardoso estreia peça sobre maturidade em SP

A partir de 28 de março, estreia em São Paulo o espetáculo “A Última Sessão”. Com um elenco de atores experientes que ajudaram a construir a história do teatro brasileiro e das telenovelas, “A Última Sessão” é uma história sobre o amor à vida, sobre a mudança de paradigmas em relação aos valores da maturidade. 

Um grupo de amigos está reunido no restaurante de um clube. Enquanto o chef prepara um almoço especial para a aniversariante – a protagonista vivida pela grande Laura Cardoso, uma das atrizes mais premiadas do Brasil, com quase 70 anos de carreira – todos jogam bingo e conversam. Ali, histórias do passado vêm à tona, revelando dolorosas verdades.

A história bem traçada e o entrosamento do elenco garantem um espetáculo de alta carga cômica e emocional. Acertos de contas, reviravoltas e temas como sexualidade e egolatria quebram a ideia de fragilidade da terceira idade, em um texto cujas curvas levam a um surpreendente final. 

FICHA TÉCNICA
Direção e autoria: Odilon Wagner
Elenco: Laura Cardoso, Nivea Maria, Etty Fraser, Sonia Guedes, Miriam Mehler, Gabriela Rabelo, Sylvio Zilber, Gésio Amadeu, Yunes Chami
Gênero: comédia
Duração: 1h30
Classificação etária: 12 anos

Teatro Raul Cortez – Fecomércio
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista – São Paulo - SP.

Atriz de minissérie global é destaque no Trip TV

Em entrevista à Trip Tv, Martha fala da euforia e da repercussão das cenas e elogia o corpo de Paola (Foto: arquivo pessoal)

A atriz Martha Nowill chamou a atenção recentemente por ter protagonizado cenas quentes com Paola Oliveira na minissérie Felizes para sempre. Em uma conversa descontraída com o Trip TV desta semana, Martha fala da euforia e da repercussão das cenas e elogia o corpo de Paola. Para entender o que é ser jovem e homossexual no Brasil, o programa convidou uma atriz, uma ativista, e os criadores do maior canal de conteúdo gay do YouTube brasileiro, o Põe na Roda, para discutir preconceito, inclusão e a difícil decisão de sair do armário.

Mário Bortolotto é ator, diretor, escritor e figura importante do teatro brasileiro contemporâneo. Seu grupo de teatro, Cemitério de Automóveis, junto dos Satyros e dos Parlapatões, foi fundamental na revitalização da Praça Roosevelt, no centro de São Paulo. E foi na mesma praça que ajudou a transformar em polo cultural que, em 2009, ao reagir a um assalto, Mário tomou quatro tiros. No Trip TV, Mário revela se o episódio mudou sua vida, além de falar sobre sua chegada a São Paulo, sobre teatro, cinema e bebida. 

E ainda nesta edição: força e superação com um time de vôlei sentado; e um ensaio sensual com a doce chef de cozinha Vitória Pagani. O Trip TV vai ao ar de quinta pra sexta, às 2h15, com reapresentação na terça seguinte, no mesmo horário. Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/bandtv e siga também nosso Twitter (@bandtv) e Instagram (@band).

Band passará na íntegra as provas da Copa Petrobras de Marcas

A transmissão da prova começara às 12h30 do domingo (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Neste domingo, a partir das 12h30, o aficionado pelo automobilismo poderá ver a performance do ‘novato’ Rubens Barrichello e do caçula Rodrigo Baptista no autódromo de Goiânia. O público aficionado pelo automobilismo poderá acompanhar no próximo domingo, 29 de março, a íntegra da primeira rodada dupla da Copa Petrobras de Marcas 2015, que aconteceu no último fim de semana em Goiânia (GO). A TV Bandeirantes vai mostrar a partir das 12h30 o VT das duas corridas realizadas no Autódromo Internacional Ayrton Senna, com narração de Celso Miranda, reportagens de Bruno Império e comentários de Tiago Mendonça.

A primeira prova teve o novato Rubens Barrichello partindo em primeiro, depois de problemas que deixaram Victor Meira e Vicente Orige largando dos boxes. A vitória ficou com o paranaense Cesinha Bonilha, enquanto o ex-piloto de Fórmula 1 e campeão da Stock Car recebeu a bandeirada em quarto. O mais jovem (18 anos) piloto da Copa Petrobras Rodrigo Baptista largou no meio do pelotão (10º), assumiu o oitavo posto na primeira volta que sustentou até a décima passagem, quando abandonou por causa de problema no sensor de aceleração de seu Toyota Corolla.

A segunda prova teve o grid invertido entre os oito primeiros, o que deu mais dinâmica ainda à competitiva categoria disputada por cinco montadoras diferentes. A vitória desta vez ficou com o gaúcho Vicente Orige. Barrichello terminou em oitavo, enquanto que o caçula Rodrigo Baptista recebeu a sua primeira bandeirada em sexto. O líder do Campeonato Brasileiro de Marcas e Pilotos é o brasiliense Victor Meira.

Já O Teco-Teco acompanha as peripécias de Betinho (uma versão animada de Alberto Santos Dumont menino) e do inventor e aventureiro Cascudo (referência ao historiador Luís da Câmara Cascudo), interpretado pelo ator Bertrand Duarte. Na casa de Cascudo, os dois iniciam uma viagem pelo mundo da ciência, da tecnologia, das invenções e da história. Por fim, registram tudo em um livro virtual sobre descobertas e bizarrices da humanidade. O infantil é uma produção da TV Brasil em parceria com a Andreato Comunicação e Cultura.

Astro Não Mia e O Teco -Teco são os destaques da TV Rá Tim Bum!


As séries "Astro Não Mia" e "O Teco-Teco" animam a programação da TV Rá Tim Bum! neste final de semana. No sábado, dia 28, a partir das 11h40, a criançada acompanha as aventuras intergalácticas de Astro Não Mia com o episódio A Espécie Dominante. Logo em seguida, O Teco-Teco voa até as pirâmides em Egípcios. Já no domingo , dia 29, os ETs Zak e Dultz dão uma voltinha pela Lua em A ideia é minha, enquanto Betinho e Cascudo aprendem sobre dragões, unicórnios e basiliscos na edição intitulada Criaturas Fantásticas.

Protagonizada pelos ETs adolescentes Zak e Dultz, a animação "Astro Não Mia" ensina noções sobre o universo de forma lúdica e atrativa para as crianças. Nela, os dois alienígenas chegam acidentalmente à Terra durante uma corrida no espaço. No planeta azul, conhecem Gato, um felino egocêntrico e folgado, e passam a acreditar que ele é a espécie que domina este mundo. Assim, os três decolam em busca do caminho de volta para casa enquanto compartilham conceitos, explicações e curiosidades sobre astronomia. Produzida pela TV Rá Tim Bum!, a série é composta por 13 episódios, cada um com 7 minutos de duração, e é voltada para o público de 3 a 6 anos.

Já "O Teco-Teco" acompanha as peripécias de Betinho (uma versão animada de Alberto Santos Dumont menino) e do inventor e aventureiro Cascudo (referência ao historiador Luís da Câmara Cascudo), interpretado pelo ator Bertrand Duarte. Na casa de Cascudo, os dois iniciam uma viagem pelo mundo da ciência, da tecnologia, das invenções e da história. Por fim, registram tudo em um livro virtual sobre descobertas e bizarrices da humanidade. O infantil é uma produção da TV Brasil em parceria com a Andreato Comunicação e Cultura.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Editora lança última parte da "Trilogia de Sábado à Noite"


Babi Dewet está se sentindo órfã. Tudo por que acaba de concluir a história de amor de Amanda e Daniel. Tudo começou nos tempos do colégio e termina em “Sábado à Noite 3 – Com amor e música”. O livro traz a continuação da fanfic independente escrita por Babi Dewet e que ganhou vida em 2012, com “Sábado à Noite” e “Sábado à Noite – Dos Bailes para a Fama”, após ser publicada, pelo selo Generale da Editora Évora. Os encontros e desencontros do casal vai dos bancos escolares de Alta Granada até o sucesso da banda Scotty ser espalhado por todo país.

“Sábado à Noite 3 – Com amor e música” é o fim da trilogia iniciada em 2011, mas o começo do sucesso da banda Scotty formada por Daniel, Caio, Rafael e Bruno que deixaram as máscaras e o amadorismo e, passam a ser reconhecidos pelo país com sua música. Esse volume é recheado de amor e amizade.

Sobre a autora - Babi Dewet nasceu no dia 30 de dezembro de 1986, no Rio de janeiro. No início da adolescência, morou em Alto Paraíso (GO) e aprendeu muito sobre limites e amadurecimento. É formada em Cinema e dona de um curso que engloba um projeto de reeducação para jovens. É apaixonada por cultura pop, literatura fantástica e bandas britânicas. Fã de carteirinha de fenômenos como Harry Potter e Crepúsculo, também adora os clássicos de Jane Austen. Blogueira e viciada em internet, Babi passa horas lendo resenhas e conversando com leitores.


Sobre o livro:
Título: Sábado à Noite 3
Subtítulo: Com amor e música
Autor: Babi Dewet
Assunto: Ficção, romance, literatura para adolescentes
Preço: R$ 39,90
Páginas: 304
Formato: 16 x 23 cm
ISBN: 978-85-63993-98-4
Edição: 3ª
Acabamento: Brochura

Chega ao Brasil biografia do "Rolling Stone" Ron Wood


Um dos grandes mercados no segmento editorial é o de biografias. A todo momento, a vida de um famoso, ídolo, gênio ou personalidade de destaque em qualquer segmento é  devassada ou revelada por páginas de livro e chega a ser inebriante para qualquer amante de literatura. Alguns gostam mais desse gênero, outros menos, mas a possiblidade de ter em mãos segredos de sucesso ou a trajetória de vida descrita com detalhes encanta uma infinidade de leitores. Pensando nisso, o selo Generale, da Editora Évora, traz a autobiografia de um ícone de rebeldia dos anos 1960/70 e que ainda hoje faz parte de uma das bandas mais populares e polêmicas do mundo. “Ron Wood, A Autobiografia de um Rolling Stone” traça uma história recheada de sexo, drogas e rock´n-roll, e detalha os bastidores da banda criada em 1962, mas que o guitarrista passou a integrar em 1974, com a saída de Mick Taylor.

O primeiro filho a nascer em terra firme narra que veio de uma família de ciganos da água e que foi criado em um apartamento próximo ao Aeroporto de Heathrow, em Londres. Enquanto crescia, suas habilidades para pintura e música se tornavam cada vez mais acentuadas. Fora da água, conta-nos sua vida em primeira pessoa e emociona os leitores com uma detalhada versão sobre os marcantes momentos que jamais pôde esquecer. Na apresentação da edição brasileira, Marcos Ottaviano, guitarista brasileiro e integrante da banda Blue Jeans, resume a importância do Stone - “Ron Wood é um artista importantíssimo na música. Foi baixista no Jeff Beck Group ... e tocou no The Faces (...)cujo som era uma pintura; há cores naquelas músicas. Já sua entrada nos Rolling Stones ampliou a abrangência de público do grupo, tornando o som da banda mais popular. Ron Wood é uma lenda do rock.”  Com o sucesso, vieram os excessos. E como o caos e a histeria sempre seguem Ronnie em suas aventuras pelos extremos do rock, as drogas tornaram tudo mais difícil. Seus relacionamentos, especialmente com Mick Jagger, Keith Richards e com as mulheres em sua vida ficaram cada vez mais complexos.

Para o artista plástico Ivald Granato, “a trajetória de Wood é intensa, generosa e cheia de altos e baixos. É um dos poucos na história a ter duas estatuetas do Rock and Roll Hall of Fame, pelo The Faces e pelos Stones. Neste livro, os leitores terão a oportunidade de conhecer a história desse menino adulto, my friend Ron Wood”. Este livro é um retrato fascinante não apenas dos Stones, como também dos maiores roqueiros dos anos 1960, e mais: de Eric Clapton a Rod Stewart, de Jimmy Page a Keith Moon, de Jimi Hendrix a Pete Townshend.  Um livro rico e revelador. Um passeio surpreendente pelo mundo do rock.

Sobre o autor - Ron Wood nasceu em 1947, em Londres. É guitarrista, baixista, compositor, vocalista e pintor.  Antes de integrar os Rolling Stones, em 1975, tocou nas bandas The Birds, Creation, Jeff Beck Group e The Faces. Lançou sete discos solo. Como membro dos grupos Rolling Stones e The Faces, ingressou, no Rock and Roll Hall of Fame, respectivamente, em 1989 e em 2012. Paralelamente à música, mantém uma sólida carreira de artista plástico. Atualmente, vive em Londres.

Sobre o livro:
Título: Ron Wood
Subtítulo: A Autobiografia de um Rolling Stone
Autor: Ronnie Wood
Origem: Britânico
Assunto: Biografia
Páginas: 400
Preço: R$ 64,90
Formato: 16x23
ISBN: 978-85-63993-51-9
Acabamento: Brochura
Edição: 1ª

quarta-feira, 25 de março de 2015

Lollapalooza aposta em caminhões para o festival

A quarta edição brasileira do Lollapalooza acontecerá no próximo fim de semana (28 e 29), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e terá mais de 50 atrações para cerca de 150 mil pessoas. 

Para dar mais conforto e estrutura para um dos principais festivais de música do mundo, que reunirá nomes como Jack White, Pharrell Williams, Robert Plant, Calvin Harris, Skrillex, The Smashing Pumpkins, Foster the People e Bastille, entre outros, a produtora Time For Fun (T4F), responsável pelo evento, aposta em unidades móveis da Truckvan, empresa paulista especializada em fabricar veículos e carretas customizados para as áreas de eventos, saúde, treinamento e capacitação profissional, serviços e defesa e segurança.

A equipe de direção técnica do Lollapalooza ficará acomodada em uma carreta camarim de 15 metros, com duas suítes, mobiliário e equipamentos para atender às necessidades do grupo. Já a produção do festival descansará em um trailer climatizado com duas camas de casal, banheiro, chuveiro com água quente e uma minicozinha.

“Este é o terceiro ano consecutivo que participamos do Lollapalooza, o que mostra a qualidade e versatilidade das nossas soluções sobre rodas”, destaca a coordenadora do Departamento de Produção e Eventos da Truckvan, Lia Braga.

Além disso, os fãs do festival terão a oportunidade de conhecer a unidade móvel da C&A, que será inaugurada no evento. “É uma carreta com 15 metros de comprimento e dois avanços que será usada como showroom no festival”, explica Lia.

Para o público aguentar a maratona de shows e recompor as energias, sete food trucks produzidos pela Truckvan servirão variados tipos de comida na praça de alimentação.

Confira a lista de food trucks da Truckvan no evento: Consulado das Massas: Comida italiana. Nhoque de batata com molho de tomate pelado; ravioli de muçarela com molho de tomate pelado e ravioloni de muçarela e limão siciliano com molho de tomate pelado ou molho branco.

El Favorito: Comida argentina. Choripan (linguiça argentina em pão francês e molho chimichurri), portenito (fatia suculenta de bife de ancho em pão francês com alface, tomate e molho chimichurri ou mostarda Dijon), steak burger (hambúrguer de costela com bacon, queijo e rúcula servido no pão francês) e empanadas (carne e queijo com cebola).

El Favorito-MEX: Comida mexicana. Tacos, fajitas e guacamole com nachos.

A Firma Pizza Truck: Minipizzas de muçarela (Tony Gordo) e muçarela com calabresa (Don Corleone).

Picnic: Melt Gmf (sanduíche aberto na ciabatta com linguiça de ervas, cebola caramelizada e queijo derretido); sanduíche de salmão defumado com guacamole e cream cheese no pão integral e sanduíche de pasta de frango com curry no pão integral.

FamiLee: Bala de coco, musse de chocolate Toblerone, Delícia Dark (torta de chocolate com biscoito) e Rusticake (bolo de maçã, cenoura e especiarias com cobertura de cream cheese de limão siciliano).

Calçada: Risotos, hambúrgueres artesanais e hot dog francês.

Serviço:
Lollapalooza Brasil 2015
Local: Autódromo de Interlagos
Endereço: Avenida Senador Teotônio Vilela, 261,– Interlagos – São Paulo/SP
Data: 28 e 29 de março de 2015
Mais informações: www.lollapaloozabr.com

Entrega do “Prêmio Espantaxim 2014” acontece em São Paulo


No próximo dia 25 de abril, as escolas e destaques  “III Concurso Nacional Literário Infantil” vão receber o o troféu “Prêmio Espantaxim 2014”. A terceira contou com1930 redações inscritas, além de mensagens recebidas de crianças de todas as regiões do país.

"De que maneira ela está presente em sua vida? Crie uma história ou descreva um momento musical feliz"  foi o tema desta edição, que teve como objetivo incentivar a escrita e a leitura, estimular a criatividade e a imaginação dos pequenos e despertar o interesse pela música. Participaram da ação crianças de 7 a 12 anos, de escolas públicas e privadas do país, que concorreram às categorias de redação e mensagem.

Os números desse ano foram bastante animadores, segundo a organização da premiação. Participaram da iniciativa crianças de mais de 70 escolas distribuídas por 13 Estados brasileiros. “Nosso objetivo é oferecer uma oportunidade para que pequenos escritores possam expor suas ideias. O Concurso do Prêmio Espantaxim acontece a cada dois anos e é uma contribuição à educação infantil”, afirma a autora e escritora Dulce Auriemo, idealizadora do Projeto Espantaxim.

O Concurso teve 26 vencedores e outros 5 destaques, distribuídos nas categorias mensagem, redação e poesia, que se juntaram aos demais estudantes selecionados pela comissão julgadora, totalizando 185 trabalhos. Todo o material selecionado já faz parte da "III Antologia Espantaxim e o Castelinho Mágico – Música 2014", na qual estão publicados os textos originais e digitados dos vencedores e selecionados, sem alterar o conteúdo da obra.

Este ano, a entrega dos troféus e prêmios será realizada no Museu de Arte de São Paulo, na Avenida Paulista. A cerimônia acontecerá às 15h e contará com a presença da escritora Dulce Auriemo, idealizadora do projeto, do convidado especial pianista Amilton Godoy e dos personagens da Turminha do Espantaxim. O evento será aberto apenas para os participantes do concurso, seus familiares e amigos, parceiros e imprensa.

Sucesso nos anos 80, grupo A-ha anuncia volta aos palcos


Nessa quarta-feira, 25, o grupo A-Ha promoverá uma entrevista coletiva na embaixada norueguesa em Berlim às 9h30 no horário de Brasília, com o intuito de anunciar a grande novidade: a banda voltará a ativa, para alegria dos fãs do trio que ficou famoso nos anos 80 por seu pop original e marcante. O A-ha falará sobre o passado, o presente e o futuro do grupo.

Tudo começou quando Paul, o guitarrista e compositor principal da banda, resolveu testar algumas de suas músicas novas com Morten, o vocalista, para ver se algumas delas poderiam ser utilizadas em vários arranjos. Mas isso se transformou em algo mais. 

"Quando Morten e Paul falaram sobre a experiência de trabalharem juntos novamente, eu tive três opções: recusar por completo, deixá-los fazer isso sem mim, ou me unir a eles. A ideia de recusar essa proposta não me pareceu correta”, diz Magne, o tecladista.

Apesar da banda ter realizado uma Farewell Tour global em 2010, os membros do a-ha assinaram um novo contrato com a gravadora Universal Music, firmando o compromisso de atuarem juntos novamente por pelo menos dois anos. Os três já estão trabalhando em novos materiais e uma das novas músicas se chama “Mythomania”, escrita por Magne, também conhecido como Mags.

Além do recente anúncio da participação na edição brasileira do Rock in Rio dia 27 de setembro no Palco Mundo, principal palco do festival, os integrantes também revelaram que anunciarão as datas e locais da nova turnê em comemoração aos 30 anos de história do a-ha no evento especial na capital alemã nessa quarta.

"Eu sinto que eu tenho algumas músicas matadoras prontas que poderiam se transformar em um álbum realmente muito bom", diz Paul. Além de ter gravado vários materiais com o vocalista Morten Harket recentemente, Paul também compôs e gravou pelo menos 50 canções nos últimos anos.

Saiba mais no facebook da banda - A-ha Oficial

Plataforma digital coloca no ar músicas de festival Lolapalooza


O Google Play, plataforma de entretenimento digital do Google, disponibilizou nesta terça-feira uma seleção de ofertas dedicada ao festival Lollapalooza, que neste final de semana realizará sua quarta edição no Brasil. O combo promocional conta com músicas gratuitas e descontos de até 60% em álbuns recentes dos principais artistas que irão se apresentar no Autódromo de Interlagos, como Jack White, Robert Plant, Pharrel Williams, The Smashing Pumpkins e Pitty.

Para usuários do serviço de streaming do Google Play Música, preparamos duas playlists especiais para quem deseja fazer um “esquenta” antes de escutar ao vivo. Os usuários podem procurar pelas playlists “Esquenta Lollapalooza” e  “O Universo de Jack White". São dezenas de músicas escolhidas a dedo para quem deseja entrar no clima desde já.

Sesc Pompeia apresenta a volta do grupo de hip hop RZO


O Sesc Pompeia recebe neste fim de semana o grupo RZO, que retorna à cena hip-hop de São Paulo. Após hiato de 10 anos separados, Sandrão, Helião, DJ Cia e Negra Li voltam aos palcos trazendo a formação inicial. No show, RZO (Rapaziada da Zona Oeste) resgata clássicos que se tornaram hinos do rap nacional, como “O Trem”, “Paz Interior”, “Rolê na Vila”, entre outros. As apresentações contam ainda com as participações especiais de Karol Conka (dia 4) e Ice Blue (dia 5). 

A volta do grupo foi motivada pela mobilização dos fãs na internet, além da própria vontade dos integrantes de retomar o projeto, interrompido em 2004.  O grupo, que começou no final da década de 80, no bairro de Pirituba (zona oeste de São Paulo), alia musicalidade e ideologia com a sagacidade poética. RZO abriu shows de grupos nacionais e internacionais, como Consciência Humana, Racionais MC’s, Naughty by Nature, Snoop Dogg, entre outros, ganhando experiência, público e se consolidando no cenário musical.  

Em 1999, o RZO (com DJ Cia) lançou o segundo álbum "Evolução é uma coisa", mostrando o amadurecimento nas letras e na produção. Antes do término em 2004, o grupo foi contemplado com o Prêmio Hutúz (2003), na categoria 'Melhor Grupo'. Em 2008, DJ Cia, Helião e Sandrão (RZO), ao lado de Mano Brown, Ice Blue, Conexão do Morro e entre outros, apresentaram o projeto: "Big Ben Bang Jhonson”.

Serviço:
Sesc Pompeia apresenta RZO – Com participação de Karol Conka e Ice Blue
Dias 4 e 5 de abril. Sábado, às 21h30 e domingo, às 19h.
Choperia Pompeia 
Ingressos: R$ 9,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15,00 (credenciado*/usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30,00 (inteira).
Venda online a partir de 24 de março, terça-feira, às 17h30.
Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 25 de m
SESC Pompeia – Rua Clélia, 93.

Mais informações: sescsp.org.br/pompeia

Estado de São Paulo anuncia 161 milhões para projetos culturais



O governador de São Paulo Geraldo Alckmin anunciou o valor de patrocínio do ProAC – programa de incentivo à cultura do governo paulista – para 2015. Serão destinados R$ 121,7 milhões para o ProAC ICMS e R$ 40 milhões para a vertente Editais. O valor destinado ao ProAC ICMS será liberado para captação no dia 30 de março.  

Esses recursos serão disponibilizados ao longo do ano e apoiarão a realização de diversos projetos paulistas nas mais variadas linguagens artísticas e segmentos. "O valor será importante para financiar bons projetos na área da literatura, cinema, teatro, circo, dança e artes cênicas. Enfim, para todas as áreas. Tudo isso para fomentar a cultura que melhora a qualidade de vida das pessoas e vem ao encontro de toda a nossa população não só na capital, mas no litoral e em todo o interior do Estado de São Paulo", explicou Alckmin.

Em 2014, o ProAC ICMS aprovou 1088 projetos propostos entre pessoas físicas e jurídicas. No mesmo ano, 657 projetos captaram recursos, sendo 400 projetos da capital e 257 do interior, litoral e Grande São Paulo, contemplando 86 municípios do Estado.

Já o módulo editais selecionou 672 projetos em todo o Estado, em 97 cidades. Mais de 40% das propostas são provenientes do interior e litoral. “Para 2015 a meta da Secretaria da Cultura do Estado é elevar para o mínimo de 50% os projetos aprovados pelo ProAC Editais no interior e litoral, em todos os segmentos. O objetivo é descentralizar cada vez mais o acesso dos artistas a esses recursos. No caso do ProAC ICMS, a ideia é ampliar os encontros regionais, estimulando, também, a participação dos empresários”, afirma Maria Thereza Magalhães, coordenadora da Unidade de Fomento e Difusão Cultural.

Os editais lançados em 2014 passaram por uma avaliação da Secretaria da Cultura e 95% deles foram bem sucedidos e serão mantidos em seu teor, valores e prêmios. Os demais receberão pequenas adequações.

A grande novidade desse ano será o lançamento, pela primeira vez, de seis editais em versão online, facilitando a inscrição da proposta. Como projeto piloto, o proponente poderá realizar toda a inscrição do projeto de forma eletrônica pelo site da Secretaria. A ideia é expandir ano a ano para os demais concursos. Esses seis primeiros (teatro, dança, artes cênicas e territórios das artes) atualmente impactam 20% das propostas recebidas pela Secretaria.

O ProAC ICMS já beneficiou ao longo de nove anos milhares de projetos, tornando-se um dos maiores meios de patrocínio à cultura no Estado. Com o crescimento do programa, passou por ajustes nos últimos dois anos para tornar seu uso mais simplificado para os proponentes e mais transparente para os cidadãos em geral. O programa  pode ser pleiteado para uma grande variedade de projetos culturais, incluindo artes plásticas, visuais, design, música, circo, audiovisual, teatro, cultura popular, dança, museus, hip-hop, literatura, preservação do patrimônio histórico, vídeo, programas de rádio e TV, bibliotecas, dentre outros.

Downton Abbey estreia na TV Cultura no dia 1º de abril



Antes exclusiva na TV por assinatura, a série Downton Abbey chega à  televisão aberta a partir de 1º de abril (quarta-feira). A responsável pela estreia é a TV Cultura, que adquiriu o direito de exibição de quatro temporadas do programa. Vai ao ar de quarta a sexta-feira, às 22h, logo após o Jornal da Cultura. O drama de época se passa no início do século XX, na propriedade rural Downton Abbey, onde vivem a família aristocrática britânica Crawley e seus criados. 

Após a morte de um parente que estava a bordo do Titanic, Robert Crawley (Hugh Bonneville) descobre que o novo herdeiro da mansão é um primo distante, Matthew Crawley (Dan Stevens). A partir de então começa a luta dos Crawley para manter o legado de Downton Abbey.

Entre as várias tramas da série está a relação entre os moradores da mansão e os empregados, que mantêm suas diferenças por pertencerem a dois grupos sociais antagônicos. Acontecimentos como o naufrágio do Titanic, o início da Primeira Guerra Mundial e a pandemia de gripe espanhola costuram o enredo. Exibida no Reino Unido, a série recebeu elogios da crítica e ganhou inúmeros prêmios, incluindo três Globos de Ouro, três Bafta's e 11 Emmys. Foi reconhecida pelo Guinness World Records como a série de língua inglesa mais aclamada pela crítica.

Além de Bonneville e Stevens, estão entre os atores do elenco Laura Carmichael, Jim Carter, Brendan Coyle, Michelle Dockery, Joanne Froggatt e Maggie Smith. A criação de Downton Abbey tem assinatura do produtor, roteirista e ator Julian Fellowes. 

Vocalista da banda Quase Coadjuvante lança disco solo


Em meio à correria de seu dia-a-dia, entre filmar videoclipes, ensaiar com sua banda, substituir Renan Benini em shows da Lupe de Lupe e investir boa parte de seu tempo em todas as produções da Geração Perdida de Minas Gerais; Jonathan Tadeu fez um disco solo.

 "Casa Vazia" sairá em breve pelo Altnewspaper, que também disponibilizou a primeira faixa, junto com um vídeo e uma curta entrevista com Jonathan sobre a nova empreitada em sua carreira. "Carlos José" é produzida por Vitor Brauer, da Lupe de Lupe, e mixada por Fernando Bones, da Aldan.


O link para o vídeo no canal da Geração Perdida é esse: https://www.youtube.com/watch?v=mBTMWYloduo 

Documentário ‘James Brown’ aborda uma história americana


Da música ao debate sobre a distribuição de moradias nas grandes capitais brasileiras, o canal Curta! traz na semana de 30 de março uma seleção de grandes documentários. A principal atração é “James Brown", um retrato de um dos maiores artistas do século XX, o músico americano, James Brown, que alcançou o auge de sua arte, apesar de ter nascido negro e pobre na América dos anos 30. 

Com materiais de arquivo e diversos encontros, "James Brown" relembra a vida do cantor desde 1933 até 2006, concentrando-se em seus anos de glória, entre 1955 e 1971. O documentário também relata o mundo em que o artista evoluiu, falando sobre sua visita às tropas norte-americanas em 1968, quando eles estavam em guerra no Vietnã. Registros contam a história da comunidade negra americana em um período muito turbulento, a partir do início da década de 1950 até o fim da década de 1960.

Diretor: Philip Priestley 
Duração: 56 min. Ano: 2008
Estreia: 30 de março, segunda-feira, às 23h
Horários alternativos: 31 de março, terça-feira, às 3h e às 17h / 1º de abril, quarta-feira, às 11h / 5 de abril, domingo, à 0h.
Classificação: Livre

Sobre o Curta! - Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional, os principais segmentos são música, cinema, dança, teatro, artes visuais, história, filosofia, literatura, psicologia, política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 da NET, 83 na GVT, 76 na Oi TV, 103 na Vivo TV e 69 na Claro TV. Siga as redes do canal nos endereços: www.facebook.com/CanalCurta, twitter.com/CanalCurta e www.youtube.com/user/canalcurta

Livro mostra jornalismo de tv pública


O lançamento do livro Jornalismo Ainda É Cultura, do apresentador Willian Corrêa e do editor-chefe Ricardo Taira, do Jornal da Cultura, da TV Cultura, aconteceu na última segunda-feira, 23 de março, na Livraria Cultura, e foi antecedido por um debate entre os comentaristas que se alternam no programa durante a semana. Entre os presentes na noite de autógrafos, prestigiaram o evento o apresentador Marcelo Tas, o produtor musical Solano Ribeiro, o cartunista Paulo Caruso, o ex-jogador Roberto Rivellino, o presidente da Fundação Padre Anchieta, Marcos Mendonça, e o presidente do Conselho Curador da FPA, Belisário dos Santos Jr. A publicação conta como é produzido o Jornal da Cultura e traz reflexões sobre o jornalismo da TV Cultura e sobre o futuro da comunicação.

terça-feira, 24 de março de 2015

Peça adaptada de filme francês estreia em São Paulo


A peça “Intocáveis”, a primeira adaptação do filme francês no mundo, estreia no dia 21 de março (sábado) para o público, no Teatro Renaissance, em São Paulo com direção geral de Iacov Hillel, adaptação de José Rubens Siqueira, com produção de Marcella Guttmann e elenco composto por Aílton Graça, Marcello Airoldi, Eliana Guttman, Bruna Miglioranza, Livia La Gatto, Ricardo Ripa e Sidney Santiago, além da participação especial (apenas em vídeo) da atriz Zezé Motta. O espetáculo baseado no filme homônimo de Olivier Nakache e Éric Toledano e inspirado em fatos reais (no livro autobiográfico “O Segundo Suspiro”, de Philippe Pozzo di Borgo) mostra, com humor e muita sensibilidade, o encontro desses dois “intocáveis”, impiedosos e divertidos, duros e ternos, ambos transgressores, seres humanos. A peça recebeu incentivo cultural por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC ICMS).

“Intocáveis” narra à história de Philippe, um aristocrata rico que após sofrer um grave acidente fica tetraplégico. Precisando de assistente, ele decide contratar Driss, um homem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado. Aos poucos ele aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um “pobre coitado”. Primeiro foi o livro, depois o documentário “Os Verdadeiros Intocáveis”, na sequência o longa-metragem “Os Intocáveis”, e agora a peça “Intocáveis”. O filme foi o mais visto na França, em 2011 e o mais rentável no país, em que recebeu o Grande Prêmio Sakura no Festival Internacional de Cinema de Tóquio, em 2011. No ano seguinte, venceu o prêmio de Melhor Filme no Globo de Cristal, considerado um dos troféus de maior relevância na França.

Segundo o diretor teatral Iacov Hillel, a peça, através de uma interpretação realista, é sobre “um encontro, a busca do que é tocável, entre os intocáveis. Entre o preto e o branco, o pobre e o rico, o estudado e o não-estudado, o que conhece a vida e o que é enclausurado pelas questões sociais. E o que é bonito é como esses dois personagens permeiam-se na verdade um do outro e como eles vão se conhecendo, se desafiando e como essas duas forças dramáticas se encontram. O sentimento que essa peça desperta é acreditar que estamos aqui para sermos felizes, independentemente das adversidades”.

Para José Rubens Siqueira que fez a adaptação, “transpor o filme Intocáveis para o palco não foi apenas traduzir o roteiro. Foi encontrar recursos especificamente teatrais para por em cena, ao vivo diante do público, as situações físicas e, sobretudo, a delicadeza e potência dos relacionamentos dos personagens. E as implicações mais vastas entre pessoal e social, entre o sentido metafórico de “intocável” do deficiente físico e do “deficiente” sócio-econômico.

A trilha sonora de Intocáveis criada pela diretora musical e sonoplasta Tunica apresenta um conceito musical que mescla o erudito com o popular, do moderno com o antigo. O repertório passa pelo clássico de Hector Berlioz, de Francis Poulenc (Les Chemins de L’Amour), a Black Music dos anos 70 de Earth, Wind & Fire (“Boogie Wonderland”) e o rock de Iron Maiden (“Juanita”). Esses opostos se juntam a uma versão jazzista de Vivaldi e Bach, feito por Jacques Loussier, além de uma extraordinária interpretação de Nina Simone para a música “Felling Good”.

Para a diretora de produção Marcella Gutmann, “depois do grande sucesso do filme esta é uma oportunidade do público viver na pele, ao vivo, toda a emoção da amizade de Philippe e Driss. Todas as diferenças e prazeres que este encontro possibilita. É uma comédia, com toque dramático porque abordamos assuntos delicados, que vão além da privação física”.

Intocáveis - A comédia é situada em Paris, na casa de Philippe (Marcello Airoldi), um homem bonito, requintado, culto, muito rico, tetraplégico, resultado de uma queda de parapente. O aristocrata mora num bairro elegante com a filha adotada Elisa (Livia La Gatto), cercado de profissionais que atendem suas necessidades físicas, domésticas e administrativas, aos quais trata com afeto e reconhecimento por garantir sua difícil sobrevivência.

Sua vida, porém, não se limita ao cuidado do corpo. Na alma ele continua vivo e ativo: cultua discretamente a memória da esposa morta prematuramente, lê, vai à ópera, visita galerias de arte, corresponde-se e convive com pessoas interessantes. Mas a absoluta segurança, o acesso a tudo o que há de melhor, mergulha sua vida na monotonia. Falta risco, falta voo. Ao selecionar um assistente, misto de fisioterapeuta, motorista, acompanhante, ele descarta os mais qualificados e arrisca contratar o africano Driss (Ailton Graça), que não tem qualificação, vem de um bairro perigoso, de um passado duvidoso, mergulhado na vida com todas as dificuldades, mas repleto de vigor.

Aos poucos a amizade e a confiança crescem entre eles, aproximando estes dois homens de condições sociais, culturais e financeiras tão diversas. Driss acaba sendo os braços e as pernas do outro, tudo aqui que o Philippe não pode fazer. Eles se tornam amigos e cúmplices, e interferem profundamente, um na vida do outro. A narrativa conta ainda com a elegante governanta e fisioterapeuta Yvonne (Eliana Guttman), que cuida da casa de Philippe; a sedutora secretária Magalie (Bruna Miglioranza), que inspira desejo pelo rico aristocrata; o Adamô (Sidney Santiago), irmão de Driss; o advogado Antoine, primo de Philippe e Bastien, namorado de Elisa, ambos personagens são interpretados por Ricardo Ripa. O espetáculo ainda conta com a participação especial de Zezé Motta, como a mãe de Driss.

Bandas pop consagradas aderem à nova plataforma digital


O Pleimo - www.pleimo.com.br -, plataforma digital brasileira que agrega bandas e fãs de música do mundo inteiro, destaca as bandas Gloria e Medulla como dois exemplos de artistas que usam de modo bem-sucedido o site, com boa capacidade para engajar os fãs, gerar receitas e aumentar número de seguidores. Um dos maiores diferenciais da plataforma é o modelo de remuneração da empresa: ao entrar no Pleimo, o artista fica com 80% do lucro líquido das operações, e além disso, o fã também pode doar 20% do valor de sua assinatura mensal na plataforma para seu artista favorito. Dessa forma, o artista tem a possibilidade de formar uma carteira de recebimentos em crescimento pleno mensalmente.

“Nosso maior objetivo é possibilitar e entregar para o músico uma remuneração justa pelo seu trabalho. Além disso, queremos fazer com que ele possa aumentar sua visibilidade no universo digital”, afirma Dauton Janota, fundador do Pleimo. Ao entrar no Pleimo, o artista continua detentor de 100% dos direitos sobre sua obra e conta também com ferramentas de gestão financeira e estatística que o auxiliarão em sua carreira.

Janela de oportunidades - O Medulla, banda carioca de rock formada em 2005, é um dos melhores exemplos de como o Pleimo está auxiliando a gerenciar a carreira de diversos artistas no ambiente digital. Desde que ingressou na plataforma, a banda praticamente dobrou seu faturamento mensal, utilizando o Pleimo para se aproximar ainda mais de seus fãs, lançar seus trabalhos com exclusividade e vender seus produtos.

Atualmente, a banda possui mais de 13 mil fãs apoiadores dentro do Pleimo e vê seus números nas redes sociais crescendo exponencialmente: são mais de 20 mil fãs no Facebook e quase cinco mil seguidores no Twitter, redes sociais que, junto com o Pleimo, são os principais canais de comunicação do grupo. Os números praticamente dobraram desde que a banda ingressou na plataforma. “A base de fãs é o mais importante para a carreira do artista, e a internet permite aos músicos independentes a comunicação direta com o público. Ter uma plataforma que nos instiga a pensar e a trabalhar para o fã é fundamental”, afirma Raony de Almeida, vocalista do Medulla.

A identificação com a filosofia do Pleimo também foi essencial para que a banda entrasse na plataforma. “O mercado foca em vender o seu produto, e não no estilo de vida do consumidor. Pleimo e Medulla pensam no estilo de vida do fã, então a identificação foi imediata”, diz o vocalista. Atualmente, a banda ocupa a primeira posição na venda de produtos pela plataforma, como camisetas, canecas e cases para celular.

Já a banda Gloria, mesmo há pouco tempo na Pleimo, também já vem observando seus números de fãs crescendo a cada dia dentro da plataforma. Com mais de 2 mil usuários apoiadores dentro do Pleimo, o grupo também é um dos que mais faturam na plataforma. “O mais interessante no Pleimo é a política de distribuição digital, pois o artista é remunerado a partir da sua base de fãs assinantes, num ótimo exemplo de meritocracia”, afirma Maurício “Mi” Vieira, vocalista do Gloria.

Para Mi Vieira, explorar o poder do ambiente digital é imprescindível para qualquer artista nos dias de hoje. “A internet propicia uma distribuição de logística razoavelmente simples, com custos baixos. Hoje, o grande desafio está em tornar isso algo rentável para o artista, acessível para o público e interessante para os empresários. O Pleimo representa um grande passo nessa direção”, diz o músico.

"Sacada" Vevo apresenta Xande de Pilares na Laje do Vidigal


Considerado um dos cartões postais mais cobiçados do Brasil, o Morro do Vidigal transformou-se em palco para nova edição do Sacada VEVO, que convidou Xande de Pilares para cantar seu novo sucesso “Clareou” com o Rio de Janeiro como pano de fundo. Todos os detalhes da gravação estão disponíveis no canal do artista na vevo.com – maior plataforma de vídeo Premium da internet, especializada em música e entretenimento - http://vevo.ly/1S7Ivg 

“O Sacada sempre está à procura de lugares singulares e que possuem uma vista incrível. Subir ao Vidigal e gravar com o Xande de Pilares foi uma experiência única. Estamos muito felizes e poder dividir esse momento com a audiência da Vevo Brasil e fãs do artista”, afirma Fátima Pissarra – Diretora Geral de Operações da plataforma no país. O "Sacada" Vevo é um programa exclusivo, no qual a produção convida o artista e juntos escolhem lugares inusitados para gravarem conteúdo original. Com apenas uma câmera na mão, imagens incríveis são captadas para dar vida às novas edições. Confira!

Banda Noturnall divulga título e capa de novo álbum


"Back To Fuck You Up!" será o título do segundo e novo álbum de estúdio do Noturnall. O disco está sendo gravado no Estúdio Fusão em São Paulo e chega às lojas em Maio. A capa de "Back To Fuck You Up!" foi mais uma vez assinada por Carlos Fides da Artside Studio - com quem o grupo já havia trabalhado no disco de estreia - em colaboração com Pedro Sena (Lordigan). Os músicos Thiago Bianchi (v) e Fernando Quesada (b) também contribuíram para o conceito da arte que traz de volta o personagem do primeiro álbum sob um contexto pontual.

Quando questionado sobre o significado do título e do desenho da capa, Quesada prefere ser minimalista e deixar a interpretação livre. "Algumas pessoas gostam de falar sobre o que acontece no país e no mundo através das redes sociais e dos meios de comunicação. Nós preferimos fazer isso através do Heavy Metal."

Já o discurso do baterista Aquiles Priester é mais específico. É impossível ficar alheio a tudo que está acontecendo em nosso país. Nos afeta em todos os sentidos, pois além de termos nossa vida artística, temos que lidar com todas as coisas do cotidiano como todos os brasileiros. Precisamos encontrar respostas e soluções para ir adiante com os nossos planos. Alguns preferem falar sobre dragões e labirintos em suas músicas, nós preferimos lidar com a realidade de todos os dias. Pode parecer pretensioso, mas estamos fazendo nossa parte em busca da preservação da cultura do nosso país da melhor forma que podemos nos expressar: através da música".

O lançamento de "Back To Fuck You Up!" acontecerá às vésperas da turnê sul-americana que o Noturnall fará em Maio ao lado do Adrenaline Mob, o supergrupo norte-americano liderado pelo vocalista do Symphony X, Russell Allen, também produtor do disco de estreia do Noturnall. A turnê também conta com a participação da banda Republica e terá oito datas: dia 07 no Granfinos em Belo Horizonte/MG, dia 08 no Circo Voador no Rio de Janeiro/RJ, dia 09 no Carioca Club em São Paulo/SP, dia 10 no Iguatemi em Juazeiro do Norte/CE, dia 13 no Teatro Caupolicán em Santiago/Chile, dia 15 no Music Hall em Curitiba/PR, dia 16 no Mirage em Limeira/SP e dia 17 em Buenos Aires/Argentina no Teatro Vorterix.

Sinfônica de Piracicaba busca parcerias para temporada



O Ministério da Cultura publicou no Diário Oficial da União a portaria que autoriza a Orquestra Sinfônica de Piracicaba a captar recursos para a Temporada de Concertos 2015, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet. Com a adesão de empresas e pessoas físicas, será possível ampliar as apresentações gratuitas previstas para este ano e promover espetáculos a estudantes de escolas públicas. Convidado a assumir a fase de reestruturação, o maestro Jamil Maluf comemora a publicação e acredita na adesão das empresas e da população. “A aprovação vem num momento oportuno, pois a Sinfônica é um patrimônio cultural. Poucas instituições conseguem chegar aos 115 anos no Brasil com êxito e se renovando”, contextualiza ele, que assumiu a direção artística e regência titular da Orquestra.

Quatro vezes premiado como melhor maestro pela APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte), Maluf empenhou-se no desenvolvimento de um programa que pudesse conciliar a educação musical e a formação de plateia. “Queremos uma orquestra estável, com concertos regulares para formar jovens e adultos”, destaca Maluf. Na avaliação de André Micheletti, regente-assistente e diretor artístico associado da Sinfônica, as vantagens em aderir ao patrocínio é que as empresas mantém relacionamento público estratégico e agregam valor à marca, além de agirem com responsabilidade social e corporativa. “Do ponto de vista financeiro, as empresas podem reaver até 100% do valor investido, o que por si só é um bom negócio”, diz.

Com a captação integral dos recursos da Lei Rouanet (no valor de R$ 2.525.080,00), será possível promover dois concertos sinfônicos e quatro espetáculos didáticos mensais, num total de 45 apresentações até dezembro. O público total é de 19 mil pessoas nos nove meses do projeto. Para os espetáculos didáticos, intitulados de ABC do Dó Ré Mi, a meta é levar 12 mil alunos das escolas públicas ao Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central, em parceria com a Secretaria de Educação. Atores irão interagir com as crianças para explicar o funcionamento de uma orquestra e os instrumentos de música erudita.

Antes de todos os concertos, por 30 minutos, acontece a palestra O Meu Concerto de Hoje, com explicações sobre as obras que o publico irá ouvir. As explanações estarão aos cuidados de Jorge Coli, professor em história da arte na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde dirige o Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Atualmente, a agenda da Orquestra é de um concerto mensal até agosto, a partir de recursos da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), utilizados também para a manutenção da sede, no bairro Jaraguá. A temporada começa em 11 de abril, no Teatro do Engenho, também com entrada gratuita. “Sou da opinião que uma orquestra não se faz sozinha, ela precisa da vontade coletiva. Grandes orquestras nascem da união da sociedade”, lembra Maluf.

A primeira etapa do projeto de reestruturação da Sinfônica de Piracicaba consistiu na convocação para testes de estágios em todos os naipes orquestrais. Ao todo 320 instrumentistas de seis estados se inscreveram e 17 foram selecionados. Eles atuarão ao lado dos músicos profissionais, recebendo ensinamentos para a futura vida de orquestra. A ação faz parte da implantação do Centro de Estudos Musicais.

Adesão – Os patrocínios podem ser feitos por pessoas físicas e jurídicas, por meio da dedução ou abatimento no imposto de renda. Empresas tributadas em lucro real podem doar até 4% do valor devido e pessoas físicas até 6%. Micro e pequenas empresas podem participar como apoiadoras. O prazo de captação termina em 31 de dezembro.

Pelas exigências do Minc, é necessária a arrecadação mínima de 20% do total do projeto para que a movimentação dos valores na conta corrente seja liberada. “A parceria com as empresas também colocará a Sinfônica num novo patamar, pois a nossa temporada terá solistas reconhecidos no cenário internacional”, completa Maluf.

Os interessados em contribuir com a Orquestra podem entrar em contato com Sandra Neves pelo telefone (19) 98113-5555 ou pelo e-mail asandraneves@yahoo.com. A portaria do Ministério da Cultura foi publicada no Diário Oficial da União de 9 de março de 2015. A íntegra do projeto está disponível no www.novosalic.cultura.gov.br (o número do Pronac é 1412275).

A primeira apresentação da Sinfônica de Piracicaba ocorreu em 24 de março de 1900, na Catedral de Santo Antônio, então igreja matriz, sob regência de Lázaro Lozano. Sua história é marcada por grandes êxitos, com a dedicação de músicos da cidade e professores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). A Orquestra é reconhecida como entidade de utilidade pública por leis municipal e estadual.

Antonio Abujamra entrevista Celso Sabadin em "Provocações"


Antônio Abujamra recebe os críticos Ida Vicenzia e Celso Sabadin, que falam sobre a arte da crítica na próxima edição do Provocações. Vai ao ar na terça-feira, dia 24 de março, às 23h30, na TV Cultura. Com 37 anos de carreira como crítica de teatro, Ida Vicenzia confessa sua paixão pelo ofício. “Minhas críticas não costumam ser muito corriqueiras, não é que me falte modéstia. Eu quero entrar no âmago do espetáculo, no coração dos atores. Por isso, quando eu não gosto de um espetáculo eu não faço a crítica”.

Ida ressalta que a crítica não pode ser absoluta: “A crítica de teatro não é uma verdade para mim nem para as pessoas que leem, porque ela não cumpre um papel definitivo a não ser quando aponta alguma coisa que possa orientar o ator ou o diretor”. O crítico de cinema Celso Sabadin explica as dificuldades da profissão. “A grande maioria dos meus colegas é crítico porque gosta da crítica, do pensamento cinematográfico e não tem pretensões de ser cineasta. É difícil viver da profissão. A gente conta nos dedos de uma das mãos os críticos de cinema que vivem exclusivamente da crítica. Todo mundo tem um plano B”.

Segundo Sabadin, o cinema brasileiro emperra na circulação. “Nós conseguimos resolver o velho problema da produção. Produzimos uma variedade de filmes bastante razoável, mas não há onde exibir, pois não temos salas de cinema. As distribuidoras não são eficientes e isso gera um mercado interno consumidor muito pequeno”. O crítico também fala que o público está equivocado quanto à produção do cinema brasileiro, “O grande público acredita que o único filme brasileiro que está em cartaz são as comédias da Globo, o que não é verdade!”. Antônio Abujamra lê Mário da Silva Brito.

Operários do Metrô assistem a concerto no canteiro de obras


Capacetes e luvas no colo. Ferramentas no chão. Olhos cheios d’água. Na tarde de ontem, um grupo de colaboradores do Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras da Linha 4 do Metrô entre Ipanema e Gávea, assistiu, na futura Estação Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, ao concerto da Academia Jovem Concertante, projeto que forma jovens músicos de diversos estados para orquestras importantes do país. Muitos sacaram os celulares para não perder nenhuma peça. Outros acompanhavam os arranjos balançando com a cabeça.

Para o pedreiro de acabamentos José Francisco da Silva, de 45 anos, o concerto dentro da futura estação, na área de bilheterias, foi privilégio. “Sempre quis assistir a uma orquestra num teatro, mas não tive oportunidade. Gosto muito desse estilo musical porque o som dos instrumentos mexe muito comigo”, disse ele. “Estou arrepiado”.

A orquestra estava completa, com seus 36 jovens músicos, e se apresentou no acesso da futura estação como parte do calendário de eventos do Rio450, em comemoração ao aniversário da cidade. Em seu terceiro concerto nas obras da Linha 4, a Academia Jovem Concertante - idealizada e dirigida pela pianista Simone Leitão e regida pelo violinista Daniel Guedes – apresentou composições como Samba do Avião, de Tom Jobim, Sinfonia Nº 4 em Dó Menor D417 "Trágica", de Schubert; e Concerto para Piano e Orquestra Nº 5 - Imperador; de Beethoven. O encerramento do concerto foi ao som de Cidade Maravilhosa, do compositor André Filho.

“Adorei o concerto, nunca tinha visto! A música clássica mexe com as lembranças e a emoção. Voltar para o trabalho depois de uma apresentação assim deixa a gente até mais alegre”, afirmou o ajudante de produção Jeferson Miranda, de 45 anos.

Este ano, o concerto principal da Academia Jovem Concertante ocorre no dia 24 de março, na Sala Cecilia Meireles. Também estão programados concertos itinerantes para operários de outras obras da cidade, uma contrapartida social do projeto Academia Jovem Concertante, patrocinado pela Odebrecht Infraestrutura. Além do Rio de Janeiro, o projeto ainda passa pelo Maranhão em abril, e São Paulo em agosto. Para neutralizar o carbono pelas atividades e traslados do projeto, serão plantadas 1.500 mudas de árvore pelo Instituto Nacional de Florestas.

Academia Jovem Concertante - A Academia Jovem Concertante, projeto que tem direção artística da pianista Simone Leitão e regência do violinista Daniel Guedes, estreou em 2012 com uma turnê que percorreu sete estados brasileiros. A AJC é um trabalho intensivo de repertório orquestral variado, que visa preparar o jovem músico para ser integrante de orquestras importantes do país. Por ser itinerante, o objetivo é levar a música sinfônica para lugares e espaços pouco explorados por essa forma de arte. Além disso, existe um grande enfoque no repertório da música de câmara, e os músicos têm a oportunidade de se apresentar em concertos didáticos.

Mais de 300 mil pessoas vão usar a Linha 4 do Metrô - A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro (Barra da Tijuca—Ipanema) é uma obra do Governo do Estado do Rio de Janeiro e vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Serão seis estações e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A ligação metroviária entre Ipanema e Barra da Tijuca estará à disposição dos passageiros em julho de 2016, com a operação comercial da nova linha nos mesmos horários das demais linhas do metrô. Será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos. Os usuários poderão ainda deslocar-se da Pavuna até a Barra da Tijuca pagando apenas uma tarifa.

domingo, 22 de março de 2015

Dia Mundial da Água é destaque na TV Cultura


No Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março (domingo), a TV Cultura  leva ao ar um pacote de atrações com debate entre especialistas além matérias especiais no Repórter Eco, Matéria de Capa e Metrópolis. No ar a partir das 11h30.

A Cultura exibe entre 11h30 e 15h30 quatro programas da Television Trust For The Environment. O primeiro da lista é O Futuro do Planeta - episódio A Água (11h30), que faz um panorama do recurso natural desde a sua procura até os riscos de contaminação, sobretudo em países pobres onde há urgência de projetos de saneamento. Depois, vai ao ar Água no seu Tanque (13h), que mostra o funcionamento do carro movido a célula de combustível de hidrogênio e quais seriam seus benefícios para o meio ambiente.

A série Água para Todos apresenta dois episódios: Ponto de Fervura (13h30) e Canalizando seus Direitos (14h). O primeiro traz a tona a discussão sobre um futuro com escassez de água. A questão central do programa é se a competição por ela levará ao conflito ou à cooperação internacional. Já o segundo tem como pano de fundo uma meta estipulada pela ONU (Organização das Nações Unidas) de que em 2015 seria reduzido para metade o número de pessoas sem água no mundo. O vídeo mostra como as pessoas, na ponta da crise, lidam com o problema.

A TV Cultura também promove um debate sobre o atual cenário da água no Brasil, que vai ao ar às 15h30, com transmissão ao vivo. O programa Dia Mundial da Água – Uma Reflexão para o Futuro vai colocar em pautas assuntos como variações climáticas, compartilhamento dos recursos hídricos, agricultura e energia. A apresentação é da jornalista do Repórter Eco, Márcia Bongiovanni.

Participam do encontro Carlos Alberto Nobre, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia e doutor em ecologia e mudanças globais; Joaquim Guedes Correa Gondim Filho, superintendente da Agência Nacional de Águas (ANA); Paulo Canedo de Magalhães, engenheiro civil especializado em hidrologia; Arnaldo Jardim, secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo; João Carlos Meirelles, secretário de Energia do Estado de São Paulo; e Benedito Braga, secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo.

Às 17h30, o Repórter Eco destaca a importância do Dia Mundial da Água e exibe matérias que apontam alternativas para o consumo controlado do recurso. A primeira reportagem acompanha o trabalho de um grupo que combate ao desperdício de água em São Caetano, na Grande São Paulo. Inspirado em ação realizada em Los Angeles, nos Estados Unidos, a Patrulha, como eles se denominam, fiscaliza e orienta moradores que ainda usam mangueira para lavar carro ou garagem. A segunda matéria gira em torno de uma invenção, já patenteada, que condensa a água que está no ar e a transforma em líquido purificado e pronto para beber.

Em programa dedicado à data, o Matéria de Capa dá destaque para as campanhas da Organização das Nações Unidas sobre o recurso e entrevista Juliana Cibim, doutora em assuntos hídricos, professora da FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) e membro do IDS – Instituto Democracia e Sustentabilidade. No ar às 19h30. A apresentação é do jornalista Aldo Quiroga.   

Fechando o ciclo de especiais, o Metrópolis visita a exposição Veracidademundana, em cartaz na galeria A7MA, na Vila Madalena, em São Paulo, e entrevista Mundano, um dos artistas. A mostra é composta por telas, esculturas e instalações que interseccionam assuntos como água, cidade, meio ambiente e política.

O programa, que vai ao ar às 20h, também acompanha a exibição do documentário canadense Marcas da Água – Watermark, em São Paulo, e entrevista o jurista Eduardo Muylaert e a arquiteta e coordenadora da Aliança pela Água, Marussia Whately. O filme reúne diversas histórias do mundo sobre a relação do homem com a água. A direção é de Jennifer Baichwal e do fotógrafo Edward Burtynsky.

Banda Republica disponibiliza música em nova plataforma


O grupo paulistano de sludge metal Republica acabou de assinar um contrato com a Vevo Internacional, site de vídeos musicais e entretenimento ligado às empresas Universal Music Group, Sony Music Entertainment e Abu Dhabi Media. O novo acordo possibilitará que os videoclipes da banda sejam assistidos por mais pessoas ao redor do mundo. Entre os destaques do novo canal da banda na Vevo Internacional - http://www.vevo.com/artist/republica-rock - está o vídeo de "Life Goes On" que ultrapassa a marca de 170 mil visualizações.

Entre outras novidades, o Republica foi convidado pela Rádio 89 FM a regravar uma versão da música que comemora os 30 anos da emissora. Intitulada "3 Décadas de Rock N Roll" a composição é assinada por Chuck Hipolitho (Vespas Mandarinas) e Alf (Rumbora) com produção de Lampadinha (Ultraje a Rigor, Raimundos, Los Hermanos, etc). 

Gravada no estúdio AudioArena, a versão do Republica para "3 Décadas de Rock N Roll" já está na programação diária da Rádio 89 FM e também pode ser ouvida em streaming no canal oficial da banda no Youtube: https://youtu.be/4qDrvlG0-7M

Já em termos de palco, o Republica fará um grande show neste sábado, dia 21 de Março, no Aquarius Rock Bar, localizado na zona leste de São Paulo. A banda será uma das atrações do "Aquarius Metal Fest II" que também contará com apresentações do Korzus, Torture Squad, Project 46, Reboco, Draft 2012 e Quinta Travessa. Para esse show o Republica contará com a participação mais do que especial de Silvio Golfetti, ex-guitarrista e membro fundador do Korzus.

O Aquarius Rock Bar fica na Rua Iososuke Okaue, 40 em Itaquera. O segundo lote de ingressos esta à venda pelo preço de R$ 40,00 através do Alô Ingresso: http://www.aloingressos.com.br/

Ainda sobre palco, em Maio o Republica embarca para a "New Wave Of American Heavy Metal Tour", turnê de oito shows que o grupo realiza ao lado do Adrenaline Mob (USA) e Noturnall pelo Brasil, Chile e Argentina. As datas são: dia 07 no Granfinos em Belo Horizonte/MG, dia 08 no Circo Voador no Rio de Janeiro/RJ, dia 09 no Carioca Club em São Paulo/SP, dia 10 no Iguatemi em Juazeiro do Norte/CE, dia 13 no Teatro Caupolicán em Santiago/Chile, dia 15 no Music Hall em Curitiba/PR, dia 16 no Mirage em Limeira/SP e dia 17 em Buenos Aires/Argentina em local a ser definido.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Léo Jaime se apresenta no Theatro Net, em São Paulo


O Palco Petrobras Premmia recebe Leo Jaime no Theatro Net São Paulo, na Vila Olímpia,para uma única apresentação no dia 26 de março, quinta-feira, às 21h. O show que viaja pelo Brasil chega a São Paulo trazendo no repertório seus sucessos e homenagens a autores que o influenciaram, como Roberto e Erasmo e Tim Maia. Ele é acompanhado por Marcos Suzano (percussão), Gustavo Corsi (guitarra) e Rodrigo Sha (sax e flauta).

Humor, interpretações e versatilidade são marcas do artista. Em suas palavras: “Eu faço só duas coisas: escrevo e interpreto. Nem sempre escrevo o que interpreto ou enceno o que escrevi. Gosto de fazer as duas coisas. Não importa se é na música, no teatro, na TV ou diante de uma página em branco”.

Recentemente, ele lançou a música Diz (Dudu Falcão), como bônus track do CD Todo Amor, que foi relançado pela gravadora WEA. Uma nova versão da canção O Pobre (Leo e Herbert Vianna) está na trilha do filme Até que a Sorte nos Separe (2012), um dos recordes de bilheteria do cinema brasileiro. Uma parceria sua com Rita Lee, Tchau, fez parte da trilha de "Malhação".

Gal Costa canta obra de Lupicínio Rodrigues


Após as apresentações de seu último disco, Recanto (2011), e do show intimista “Espelho d’Água”, Gal Costa resgata a obra de uma das maiores personalidades da música brasileira, interpretando canções do grande cantor e compositor Lupicínio Rodrigues (1914-1974). O espetáculo tem estreia nacional dia 25 de março no Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre (RS), cidade natal do compositor de “Vingança” (1951) e “Volta” (1957). 

O projeto, que inclui turnê pelas capitais Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Belém, Curitiba e São Paulo e lançamento de CD ao vivo, foi intitulado "Ela disse-me assim". A iniciativa é da Maurício Pessoa Produções, com patrocínio do edital nacional 2014 do programa Natura Musical, apoiado pela Lei Rouanet. J. Velloso assina com Marcus Preto a direção artística do show que será gravado ao vivo para edição de CD. 

Lupicínio Rodrigues - Compositor e cantor brasileiro, Lupe, como era chamado desde pequeno, compôs marchinhas de carnaval e sambas-canção; músicas que expressam muito sentimento, principalmente a melancolia por um amor perdido. Foi o inventor do termo dor-de-cotovelo, que se refere à prática de quem crava os cotovelos em um balcão ou mesa de bar, pede um uísque duplo, e chora pela perda da pessoa amada. Constantemente abandonado pelas mulheres, buscou em sua própria vida a inspiração para suas canções, onde a traição e o amor andavam sempre juntos. Boêmio, foi proprietário de diversos bares, churrascarias e restaurantes com música, que seguidamente ia abrindo e fechando, tudo apenas para ter, antes do lucro, um local para encontro com os amigos.
Deixou cerca de uma centena e meia de canções editadas; outras centenas que compôs foram perdidas, esquecidas ou estão à espera de quem as resgate. 

Sobre o programa Natura Musical - O programa patrocina novos talentos, artistas consagrados em momentos emblemáticos da carreira e projetos de preservação de legado e formação musical em todo o Brasil, por meio de diferentes frentes, como os Editais Públicos, que selecionam projetos de diferentes formatos e estágios da produção cultural por meio das Leis Rouanet e do Audiovisual em todo o Brasil, e da Lei do ICMS em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e no Pará; por Seleção Direta, que contempla propostas adequadas ao conceito do programa e de grande relevância e inovação, sem a obrigatoriedade das leis de incentivo; e pelos Festivais. 

TV Cultura e TV Câmara assinam acordo de cooperação


A TV Cultura firmou  parceria com a TV Câmara para intercâmbio de acervos, produções e espaço físico. O acordo foi assinado nesta segunda-feira, 16 de março, pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e  pelo presidente  da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, Marcos Mendonça.

O termo de cooperação, que contempla a troca de conteúdo e espaço, permite que as duas emissoras transmitam programas e reportagens já finalizados pelos dois canais, além da produção conjunta de novos conteúdos jornalísticos, educativos e culturais. A parceria ainda prevê o uso de espaço. A TV Cultura cede seus estúdios para a TV Câmara e, em contrapartida, pode usar as instalações da emissora legislativa em Brasília.

Para o presidente Marcos Mendonça, o público é o grande favorecido. “Nós ganhamos, a TV Câmara ganha e, no final, quem ganha é o povo brasileiro”. “Estamos nos juntando com quem tem 45 anos de história, para que a gente possa fazer um trabalho em benefício de todos”, declarou o presidente Eduardo Cunha.