Bandas pop consagradas aderem à nova plataforma digital


O Pleimo - www.pleimo.com.br -, plataforma digital brasileira que agrega bandas e fãs de música do mundo inteiro, destaca as bandas Gloria e Medulla como dois exemplos de artistas que usam de modo bem-sucedido o site, com boa capacidade para engajar os fãs, gerar receitas e aumentar número de seguidores. Um dos maiores diferenciais da plataforma é o modelo de remuneração da empresa: ao entrar no Pleimo, o artista fica com 80% do lucro líquido das operações, e além disso, o fã também pode doar 20% do valor de sua assinatura mensal na plataforma para seu artista favorito. Dessa forma, o artista tem a possibilidade de formar uma carteira de recebimentos em crescimento pleno mensalmente.

“Nosso maior objetivo é possibilitar e entregar para o músico uma remuneração justa pelo seu trabalho. Além disso, queremos fazer com que ele possa aumentar sua visibilidade no universo digital”, afirma Dauton Janota, fundador do Pleimo. Ao entrar no Pleimo, o artista continua detentor de 100% dos direitos sobre sua obra e conta também com ferramentas de gestão financeira e estatística que o auxiliarão em sua carreira.

Janela de oportunidades - O Medulla, banda carioca de rock formada em 2005, é um dos melhores exemplos de como o Pleimo está auxiliando a gerenciar a carreira de diversos artistas no ambiente digital. Desde que ingressou na plataforma, a banda praticamente dobrou seu faturamento mensal, utilizando o Pleimo para se aproximar ainda mais de seus fãs, lançar seus trabalhos com exclusividade e vender seus produtos.

Atualmente, a banda possui mais de 13 mil fãs apoiadores dentro do Pleimo e vê seus números nas redes sociais crescendo exponencialmente: são mais de 20 mil fãs no Facebook e quase cinco mil seguidores no Twitter, redes sociais que, junto com o Pleimo, são os principais canais de comunicação do grupo. Os números praticamente dobraram desde que a banda ingressou na plataforma. “A base de fãs é o mais importante para a carreira do artista, e a internet permite aos músicos independentes a comunicação direta com o público. Ter uma plataforma que nos instiga a pensar e a trabalhar para o fã é fundamental”, afirma Raony de Almeida, vocalista do Medulla.

A identificação com a filosofia do Pleimo também foi essencial para que a banda entrasse na plataforma. “O mercado foca em vender o seu produto, e não no estilo de vida do consumidor. Pleimo e Medulla pensam no estilo de vida do fã, então a identificação foi imediata”, diz o vocalista. Atualmente, a banda ocupa a primeira posição na venda de produtos pela plataforma, como camisetas, canecas e cases para celular.

Já a banda Gloria, mesmo há pouco tempo na Pleimo, também já vem observando seus números de fãs crescendo a cada dia dentro da plataforma. Com mais de 2 mil usuários apoiadores dentro do Pleimo, o grupo também é um dos que mais faturam na plataforma. “O mais interessante no Pleimo é a política de distribuição digital, pois o artista é remunerado a partir da sua base de fãs assinantes, num ótimo exemplo de meritocracia”, afirma Maurício “Mi” Vieira, vocalista do Gloria.

Para Mi Vieira, explorar o poder do ambiente digital é imprescindível para qualquer artista nos dias de hoje. “A internet propicia uma distribuição de logística razoavelmente simples, com custos baixos. Hoje, o grande desafio está em tornar isso algo rentável para o artista, acessível para o público e interessante para os empresários. O Pleimo representa um grande passo nessa direção”, diz o músico.

Comentários