quarta-feira, 26 de maio de 2010

Capital Inicial faz pocket show ao vivo na Metropolitana FM paulistana

Uma das bandas de maior sucesso no rock nacional, o Capital Inicial, faz pocket show, ao vivo, no programa Chupim, da Metropolitana FM (98,5 MHz) no próximo dia 31 de maio. Na apresentação, o grupo tocará alguns de seus principais sucessos em voz e violão, além de conversar com os ouvintes. O Chupim é apresentado por Beby, Barbie, Barthô, Judith e Veneno e vai ao ar de segunda a sexta, das 18h às 19h horas.

Criada em 1982 em Brasília a partir do Aborto Elétrico, banda punk que também deu origem ao Legião Urbana, o Capital Inicial já acumula 12 albuns de estúdio em quase três décadas de carreira. Atualmente, o grupo é formado por Dinho Ouro Preto (vocais), Fê Lemos (bateria e vocal de apoio), Flávio Lemos (baixo), e Yves Passarel (guitarra.

Nova Brasil FM comemora 10 anos ao som de Jorge Vercillo


Há dez anos entrava no ar a Nova Brasil FM, sucessora da antiga Nova FM, especializada em Dance Music, que por sua vez sucedeu a FM Record, que até 1990, a exemplo da TV Record, pertencera ao grupo Paulo Machado de Carvalho, antes desta ser vendida a Igreja Universla do Reino de Deus. Após algum tempo tentando definir sua nova linha de programação, a Nova Brasil adotou uma programação exclusiva para valorizar consagrados e novos talentos da Moderna MPB.

Para estejar a emissora faz um show de aniversário com dois artistas de sucesso da MPB. Jorge Vercillo, que faz parte da história da rádio, comanda a noite na Via Funchal, em São Paulo. Para interpretar algumas canções e comemorar junto com os ouvintes, a Nova Brasil FM traz ao palco a participação especial de Maria Gadu. A cantora, que se consagrou com a canção Shimbalaiê, sucesso no Brasil, tocou pela primeira vez na Nova Brasil FM.

Vercillo traz ao palco faixas do 8º álbum, D.N.A., produzido pelo próprio cantor e por Paulo Calasans. O disco marca a estreia do artista em sua nova gravadora, a Sony Music. E traz ao todo doze faixas, sendo dez canções inéditas, todas de autoria de Jorge Vercillo, sozinho ou em colaboração com parceiros habituais, como Dudu Falcão e Ana Carolina.

Abrindo o álbum, “Há de ser” traz o primeiro trabalho em conjunto do cantor com um de seus ídolos, Milton Nascimento, com quem o cantor faz um dueto. “Jorge é o que eu entendo por verdadeiro músico. E um amigo, faz parte de minha família, assim como abriu as portas da dele. E como se não bastasse me deu a felicidade de cantarmos juntos Há de ser, uma obra prima”, ressalta Milton Nascimento.

SERVIÇO
Data| 30 de maio de 2010
Horário| 20h
Abertura da casa| 18h
Local| Rua Funchal, 65 - Vila Olímpia - www.viafunchal.com.br

Rádio pirata que fazia campanha eleitoral encerra transmissões

Da Redação do E Band, com Rádio Bandeirantes
brasil@eband.com.br

Além de ser pirata, a rádio Esperança, que veiculava campanhas eleitorais antes do autorizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), interrompeu suas operações na freqüência 106,7 FM. “Já ta desligada a rádio. Já ta fora do ar. Já me desfiz dos aparelhos. Já era”, sentenciou o Pastor Vinícius Abreu, responsável pela emissora, dizendo que desligou os transmissores após reportagem da Rádio Bandeirantes.

Além de decretar o fim do veículo, Abreu prometeu não voltar à ativa. No entanto, ele já é um velho conhecido da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que promete ficar de olho nele e agir rapidamente caso resolva voltar. A rádio religiosa vendia por R$ 400 mensais espaços na programação de uma hora. Perguntado pela reportagem se Deus aprovaria o empreendimento, Abreu abençoou. “Agostinho, que Deus o abençoe infinitamente. Te retribua e te abençoa da mesma forma que você está nos abençoando (sic)”.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Serra se irrita com jornalistas durante marcha

Do Portal Imprensa

O pré-candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, se irritou com jornalistas ao ser questionado sobre a continuidade do programa "Bolsa Família" e a divisão dos royalties do pré-sal, durante a 13a. Marcha em Defesa dos Municípios.

De acordo com o blog Toda Mídia, um repórter da Rádio Nacional perguntou a Serra se iria acabar com o programa Bolsa Família. O candidato reagiu de maneira ríspida: "Por que a pergunta? Porque disseram para você que eu vou acabar? Então eu gostaria de saber a fonte. Isso é uma mentira total." Em outro momento, se irritou ao ser questionado sobre a sua posição quanto aos royalties do pré-sal.

A Marcha, que começou na última terça-feira (18) e terminou nesta quinta (20), reuniu prefeitos em Brasília (DF) para fazer reivindicações ao governo para seus municípios e trocar experiências. O evento foi promovido pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Um vídeo sobre a trajetória de um prefeito para pedir liberação de recursos para seu município seria exibido no evento. Porém, devido à pressão exercida pela campanha de Dilma Rousseff, os organizadores da Marcha não passaram o filme. José Serra foi um dos que criticou o cancelamento, dizendo que o vídeo "foi tirado provavelmente a pedidos".

EBC cria manual para a cobertura das eleições

Da Redação do Comunique-se

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) deve adotar a partir das próximas semanas um manual para a cobertura das eleições. O guia exigirá isonomia dos repórteres e proibirá reportagens sobre a vida pessoal dos candidatos, uso de off e manifestação de preferência eleitoral, como a utilização de botons. A estatal também define normas para a divulgação de pesquisas e dá prioridade para as realizadas pelos maiores institutos. A data para o lançamento ainda não foi definida.

De acordo com a empresa, o manual está sendo analisado pelo Conselho Curador da EBC, que poderá fazer alterações. A estatal informa que a criação do guia está prevista desde setembro de 2009 e nega que tenha sido motivada por uma recente crítica de José Serra, pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, a um repórter da Rádio Nacional. Na quarta-feira (19/05), Serra se irritou com o jornalista que perguntou se ele pretendia acabar com o Bolsa Família. O tucano questionou a fonte da informação e disse que a hipótese era uma mentira.

Após o incidente, a presidente da EBC, Teresa Cruvinel, entrou em contato com a assessoria de Serra para informar sobre a criação do manual e afastar a ideia de uso político das emissoras da estatal.

Para o ouvidor da EBC, Laurindo Leal Filho, o guia será positivo para a estatal. “É um manual de jornalismo da empresa, para deixar mais clara a forma de atuação da empresa e normatizar o trabalho dos jornalistas".

Laurindo também negou que o manual seja uma resposta à critica do tucano, e considerou a pergunta do repórter da Rádio Nacional pertinente.

“Foi uma pergunta comum, perfeitamente cabível, porque a oposição fez duras críticas ao Bolsa Família”, explicou.

Polícia indicia publicitário que operava rádio pirata há 10 anos em Poá


Do Diário de Mogi

A polícia civil de Mogi das Cruzes indiciou ontem ontem o publicitário Ajalmar Santos de Alencar, de 32 anos, que mantinha há 10 anos uma rádio pirata em sua casa localizada na Vila Júlia, em Poá, na região leste da Grande São Paulo.

A emissora clandestina havia sido descoberta, no fim da tarde de terça-feira, pelos policiais do Garra (Grupo Armado de Repressão de Roubos e Assaltos), que receberam denúncia da Anatel. Na sua estação pirata, Ajalmar tinha anunciantes. Ele ainda resolveu realugar ilegalmente 8 linhas da empresa Intelig, além de fazer uma rede de transmissão de internet, também de forma irregular.

O delegado Rodrigues Leite explicou que as ondas da emissora interferiam em outras rádios e na comunicação entre as aeronaves que sobrevoam aquele espaço aéreo. Ontem, a autoridade o indiciou por crimes na esfera de telecomunicações. No Garra, Ajalmar chorou, mas reconheceu estar errado, pois já fora flagrado uma vez pela Anatel e voltou a montar a rádio pirata, que transmitia para as cidades Poá e Suzano.

BBC anuncia falsa morte de monarca

Do Jornal de Notícias

Um animador de rádio da BBC anunciou em directo que a rainha de Inglaterra estaria morta, sendo de imediato interrompido por um superior. A BBC lamentou o sucedido e informou que vão ser tomadas medidas.

A empresa pública de comunicação social britânica BBC viu-se a braços com um escândalo após um dos seus animadores ter anunciado, em directo, a morte da rainha Isabel II.
Danny Kelly, a trabalhar há 10 anos na redacção das West Midlands da BBC, disse aos ouvintes ter um anúncio importante a fazer. "Peço desculpa pela interrupção da emissão, mas a rainha Isabel II morreu", disse o animador, ao mesmo tempo que se ouvia o hino nacional inglês.

O anúncio da morte da monarca inglesa foi imediatamente interrompido por um produtor da BBC, que alertou Kelly para a situação incorrecta que a frase gerara. "Não podes anunciar uma coisa dessas!", disse Mark Newman.

Só então Danny Kelly terá contextualizado a afirmação, dizendo que se referia a um seguidor do seu perfil no Facebook que teria adoptado o nome de Isabel II. Mais tarde, Mark Newman brincou com o mal-entendido. "Príncipe Carlos, pára de ligar para aqui, desimpeça a linha!", disse o produtor.

As reacções em Inglaterra fizeram-se sentir de imediato. De acordo com o jornal "Daily Telegraph", a directora do grupo supervisor de comunicação social MediaWatch classificou a situação como sendo de extremo mau gosto. "O facto de ter sido a rainha e de terem feito aquela afirmação com toda a pompa e circunstância torna tudo muito pior. A emissora nacional passou dos limites", explicou Vivianne Patterson.

Já Charlie Jacoby, um conhecido perito em assuntos da família real britânica, afirmou ao "Daily Mirror" que Danny Kelly não tem noção das proporções que a brincadeira pode atingir. "Os ouvintes tiveram o choque da vida deles e esta brincadeira de mau gosto vai, com certeza, voltar-se contra este animador parvo".

O Palácio de Buckingham não fez comentários sobre a situação. No entanto, face à onda de indignação, a BBC já fez saber que lamenta o sucedido.

"Confirmamos que Danny Kelly fez um comentário indecoroso sobre a rainha durante o seu programa de rádio na BBC WM", declarou um porta-voz do grupo de comunicação social. "Ainda que fazendo parte de um fait-divers sobre uma rede social na Internet, e contextualizada prontamente em directo, a afirmação foi totalmente inapropriada e a BBC pede desculpas pelo sucedido. Não houve quaisquer intenções de ofensa. A BBC WM leva este assunto muito a sério e estão a ser tomadas medidas".


--------------------------

Para o leitor ver que até a melhor emissora de rádio do mundo pode cometer erros como esse. No mínimo é preocupante tal episódio, mas faz parte da profissão de comunicador. Afinal, só erra quem faz.

sábado, 22 de maio de 2010

Nesta sábado na Rádio Base Urgente, na USP FM......

RÁDIO BASE - N°80 - 22 DE MAIO DE 2010
01 - NARCOTIC LOVE - SHOW ME HEAVEN (3:51)
02 - SILVERIO PESSOA - SENTEI NO TAMBORETE (NA BOLEIA DA TOYOTA) (3:19)
03 - BLUSH - OBRA DE ARTE (4:13)
04 - RESISTENCIA PUNK - SOCIEDADE HIPÓCRITA (2:15)
05 - SUGAR KANE - LADO OPOSTO (4:00)
06 - BLACK SONORA - TENSÃO E ALÍVIO (2:50)
07 - COPACABANA CLUB - IT´S US (3:25)
08 - COPACABANA CLUB - UP (2:02)
09 - EDUK - UP (2:01)
10 - POLLYANNA - TUDO QUE EU QUERO (6:59)
11 - LUANA GIAMPIETRO - PRA SWINGAR (5:32)
12 - CIDALIA CASTRO - LABIOS DE MEL (4:38)
13 - MAGAZINE - TIC TIC NERVOSO (3:39)

Sábado, 14 horas, Rede USP de Rádio
USP FM - 93,7 MHz - São Paulo
USP FM - 107,9 MHz - Ribeirão preto
Pela Internet:
http://www.radio.usp.br

Ouça a USP FM também pelos blogs:
Blog do Programa Rádio Base Urgente
Blog dos Universitários do Kariri

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Ainda o Elimination

A grande novidade sobre a história do Elimination, é que o narrador Daniel Oliveira, irá conceder neste sábado uma entrevista ao radialista André York, da Rádio Banda B, de Curitiba. O papo ocorre como parte da série Narrador Esportivo, dentro do programa Arremate Final. Começa às 21h.


*

A história do Elimination repercutiu em diversas outras mídias: sites de Internet, rádio e televisão. Queremos destacar aqui em especial um trecho do Redação Sportv, da quinta-feira, dia 20 de maio, em que André Risek, Victor Birner e Renato Maurício Prado falaram sobre o assunto. Risek, inclusive, citou o blog Rádio Base. Graças a ajuda de Guga Mendonça, da equipe Expressão da Bola, conseguimos disponibilizar para o leitor parte dessa conversa, ainda que apenas em aúdio.





Leia mais:

Jogadores do Santos reclamam do Elimination dito por Daniel Oliveira

Elimination? - O post que deu origem a tudo

Podcast Sambarbudo #14 - Pedro Henrique Araújo completou o álbum da Copa!



Programa comemorativo! Pedro Henrique Araújo, o homem das músicas nacionais deste podcast, completou o álbum da Copa!

Um programa alegre, divertido e... clean*

*no podcast, eu, Marcos Lauro, falo "clear". Mas falo porque sou uma besta. O certo é clean mesmo!

Playlist:

Erasmo Carlos - Maria Joana;
T.Rex - Bang a Gong (Get it On);
Quinto Andar - Melô do Piratão;
New Order - Bizarre Love Triangle.

Fala, Povo!

Maria Cecília Arra, a Ciça, pediu David Bowie - Changes.

O mp3 é esse.








quinta-feira, 20 de maio de 2010

Jogadores do Santos reclamam do Elimination dito por Daniel Oliveira

A narração de Daniel Oliveira, da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, para um dos gols do Grêmio marcados na partida de ida da semi-final da Copa do Brasil, disputada na capital gaúcha, deu o que falar. Relembrando: após o terceiro gol de Jonas, Oliveira fez uma paródia para o sucesso musical da ocasião: Rebolation. O áudio foi divulgado aqui no Rádio Base na madrugada do dia 14 de maio e foi repercutido em nota do portal Vírgula na tarde do mesmo dia.

Ouça no player abaixo a narração de Daniel Oliveira:



Ao final da partida de volta, disputada em Santos na última quarta, vários jogadores do clube paulista antos, ouvidos pela imprensa, reclamaram bastante. "Eles cantaram o 'Elimination' e se deram mal", disse Robinho em reportagem publicada pelo portal Terra. Contudo, atribuiu-se a narração ao profissional errado: Pedro Ernesto Denardin, da Rádio Gaúcha, conhecido do público nacional por seu discurso após os gols do Internacional na partida contra o São Paulo, na Copa Libertadores de 2006. Pedro Ernesto pagou pelo que não fez. Ele não foi escalado para irradiar a partida entre Grêmio x Santos, em Porto Alegre.

No vídeo abaixo, Robinho cita várias vezes (e errôneamente) o nome de Pedro Ernesto.



Segundo reportagem do portal Terra, o aúdio foi usado na preleção feita pelo técnico Dorival Junior antes da partida.

No programa pós-jogo da Bandeirantes, de Porto Alegre, o narrador Daniel Oliveira e o apresentador Fabiano Baldasso comentaram sobre o burburinho causado pela narração. O plantão Paulo Pires chega a ler a nota publicada no Vírgula. Olvieira diz que o grande momento do futebol é o gol e que não gosta de gol com frase feita. Ele diz ainda que vai continuar com essa postura em suas narrações.



Fabiano Baldasso diz no trecho abaixo que o "Santos está certo em usar esse tipo de situação".



Para finalizar, nas despedidas, Daniel diz que vai fazer o "retornation" à Porto Alegre. E, para consagração total do blog, o plantão Paulo Pires cita o Rádio Base. Pena que ele errou o endereço na hora de cita-lo no ar.



*

UPDADTE (20.05) - Daniel Olveira se tornou relativamente conhecido do grande público ao fazer parte de um dos momentos mais engraçados do rádio esportivo brasileiro. Era ele o narrador da partida entre Bahia e Grêmio, válida pela Copa do Brasil de 2005. Ao ser ouvido pela reportagem, o jogador Marcinho foi sincero até demais quando revelou o motivo pelo qual foi substituido. Oliveira não aguentou e quase se acabou de tanto rir.



*

No próximo sábado, Daniel Oliveira, irá conceder uma entrevista ao radialista André York, da Rádio Banda B, de Curitiba. O papo ocorre como parte da série Narrador Esportivo, dentro do programa Arremate Final. Começa às 21h.

*

UPDATE (22.05) A história do Elimination repercutiu em diversas outras mídias: sites de Internet, rádio e televisão. Queremos destacar aqui em especial um trecho do Redação Sportv, da quinta-feira, dia 20 de maio, em que André Risek, Victor Birner e Renato Maurício Prado falaram sobre o assunto. Risek, inclusive, citou o blog Rádio Base. Graças a ajuda de Guga Mendonça, da equipe Expressão da Bola, conseguimos disponibilizar para o leitor o trecho dessa conversa.




*

UPDATE (22.05 - 22H30) O narrador Daniel Oliveira, da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, concedeu neste sábado uma longa entrevista à série Narrador Esportivo, dentro do programa Arremate Final, da Rádio Banda B, de Curitiba. Oliveira teve a chance de falar sobre sua carreira, mas ele não fugiu do tema Elimination e até deu uma "autorization" especial ao apresentador André York para entrar no assunto. Ouça no player abaixo.


terça-feira, 18 de maio de 2010

BandNews FM comemora 5 anos de sucesso nesta quinta-feira

A Rede BandNews FM, a primeira rede só FM exclusivamente jornalística do Brasil, completa cinco anos nesta quinta-feira. Lançada em 20 de maio de 2005, a emissora trouxe dinamismo e alto astral ao radiojornalismo, alcançando também quem não tinha o hábito de ouvir notícias pelo rádio.

Para comemorar o aniversário da emissora, o âncora Ricardo Boechat tem girado pelo Brasil para fazer transmissões especiais direto das ruas das cidades que deram início à Rede BandNews FM. Na última semana, o jornalista esteve no Rio de Janeiro, onde apresentou o principal jornal da manhã direto da praia de Copacabana e, em Porto Alegre, onde ancorou a programação direto do Chalé da Praça XV, no centro da cidade. Nesta quinta-feira, quando a BandNews FM comemora seu quinto aniversário, Ricardo Boechat e Luiz Megale ancoram a transmissão direto da Estação da Luz, em São Paulo, a partir das 7h. No dia 27, Boechat visita Belo Horizonte e apresenta a programação direto da Praça da Liberade.

"Transmitir os jornais de vários cantos do Brasil e no meio do público tem o objetivo de renovar nosso compromisso de ter abrangência nacional com força local, além de agradecer quase ´pessoalmente´ a audiência que não para de crescer", diz André Luiz Costa, diretor de jornalismo da rede.

A BandNews FM lançou uma programação inovadora, com conteúdo atualizado a cada 20 minutos, 24 horas. Está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, Brasília, Campinas e Ribeirão Preto. Atingindo as pessoas pelo rádio, internet e iPhone, a emissora se posiciona como uma rádio moderna que atrai cada vez mais o público jovem formador de opinião, ávido por novidades, e que procura jornalismo ágil para se manter informado.

A emissora também conta com um time incomparável de comentaristas e âncoras, como Boris Casoy, José Simão, Milton Neves, Mônica Bergamo, Dora Kramer, Juca de Oliveira, Antônio Lavareda, Ruy Castro, Demétrio Magnoli, Luiz Carlos Mendonça de Barros, Inês de Castro, Rosely Sayão, Eduardo Barão, Sheila Magalhães, Tatiana Vasconcelos, entre muitos outros.

"Lançamos novos talentos do microfone, juntando na equipe gente jovem com profissionais experientes que ainda eram inéditos no meio rádio", afirma André Luiz Costa. "A BandNews FM inovou, se tornou uma alternativa ao radiojornalismo tradicional e tem cativado cada vez mais ouvintes, até mesmo aqueles que não utilizavam o rádio para se informar sobre o noticiário. Ou seja, criamos um consumidor novo para o meio rádio e para o segmento jornalístico".


*

Clique aqui e acompanhe como foi a visita de Ricardo Boechat à Porto Alegre

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dois anos sem Antonio Carvalho

Parece que foi ontem. Clique o player abaixo e ouça um depoimento de Zancopé Simões, concedido durante o programa A Caminho do Sol na madrugada do dia 19 de maio de 2008.

domingo, 16 de maio de 2010

BBC de Londres tem seu dia de Rádio Camanducaia

do Golfe.esp.br

Parece piada, mas não é. Os mais velhos devem ser lembrar com saudades da "Rádio Camanducaia", um quadro criado pelo humorista Odayr Batista no Show de Rádio, da radio Joven Pan. A fictícia rádio do interior, comandada por Alberto Jr. tinha um repórter de futebol, o Alberto Neto, o locutor poeta, que vivia indo para o campo errado transmitir os jogos e reclamava que não tinha ninguém no estádio até ser cortado pela técnica.

Pois algo muito parecido aconteceu com James Pearce, correspondente da Rede BBC, de Londres, enviado a Augusta, na Geórgia, para cobrir a volta de Tiger Woods ao golfe, no Masters, no início do mês. Como Pearce não conseguiu se credenciar de última hora, usou seu "jeitinho inglês" e não perdeu a viagem. Assistia aos jogos pela televisão e pela internet e transmitia os boletins ao vivo para a BBC de um campo distante uma milha do Augusta National.

Ruído de fundo - A falta não seria tão grande se ele tivesse alertado o público disso. Mas ao invés de se dar por vencido, Pearce se fez de desentendido e, mesmo sem afirmar que estava no campo do Masters, agia como se estivesse lá. Tudo ia bem até que alguém estranhou os dois senhores de idade que apareceram de relance treinando putts ao fundo, durante uma de suas entradas ao vivo.

Pearce não se deu conta e escrevia em seu blog e em seu twitter. "Eu sempre sonhei vir para Augusta", afirmou. "Este ano eu finalmente consegui e a única razão para isso foi Tiger Woods". Pilhada em flagrante, a BBC limitou-se a afirmar que Pearce "fez todos os esforços para não dar a impressão de que estava falando ao vivo do Augusta National e que nas transmissões aparecia "Ao vivo de Augusta", a cidade".

Em tempo, Pearce: o British Open deste ano é no Old Course de St. Andrews, ok?

A voz da reflexão

Lendo o texto abaixo - POA*: Voz do Brasil de volta ao horário das 19h - proponho ao caro leitor, um momento de reflexão, diante da grita formada no Rio Grande do Sul por conta da volta da obrigatoriedade da exibição do programa "A Voz do Brasil", às 19 horas.
O fim do programa oficial dos poderes da República deve ser melhor pensado. As emissoras de rádio e tv são concessões públicas e quem as consegue, sabe que obrigatoriamente terá de transmitir " A Voz" e outros programas oficiais, como o pronunciamento do presidente da República, dos ministros e outras autoridades, sobretudo quando trata-se de mensagem de utilidade pública. Vale lembrar também que na "Voz do Brasil", os parlamentares e autoridades do judiciário prestam contas de seus atos, coisa essa que é justamente reclamada por todos os cidadãos, sem exceção.

O que devemos considerar como "odioso" é o fato de as emissoras de televisão não estarem obrigadas a formação de rede em determinado horário. Além disso, quando são obrigadas a fazê-lo, podem escolher a que horário colocar. Paradoxalmente, esta regra de flexibilização não vale para mensagens da propaganda eleitoral gratuita.

Quando lá pelo começo dos anos 90 a Rádio Eldorado de São Paulo começou a se mobilizar, tinha um motivo justíssimo. Afinal, a "Voz" entrava bem na hora em que ela e outras emissoras jornalísticas como ela prestavam serviço, bem na hora do "rush", do trânsito mais pesado. João Lara Mesquita, então diretor, mobilizou as demais emissoras e conseguiram ao menos flexibilizar o horário de exibição do programa na capital paulista, às duras penas.

Porém, algumas emissoras sem vocação jornalística ou com o forte inuito de prestar de serviço "abusaram" do direito conquistado e simplesmente aumentaram a sua grade musical ou começaram a falar de assuntos menos importantes que poderiam ser tratados em horários de maior audiência.

No fim das contas, pelo que tenho conhecimento, só as rádios Eldorado AM e FM, além da Rádio Bandeirantes AM conseguiram o legítimo de parar de transmitir a "Voz do Brasil" de uma vez por todas. As demais continuam fazendo o que fazem, desde que conseguiram jogar o programa para altas horas da madrugada.

Para 99% das emissoras instaladas no país não há motivo para se mudar o horário da transmissão da "Voz do Brasil", muito embora a flexibilização e a determinação de uma faixa horária seja o mais inteligente a fazer. Lembro me que, certa vez, quando era diretor da ex-Brasil 2000, Roberto Maia foi questionado por um ouvinte sobro o por quê a emissora não "birgaria" para tirar a "Voz do Brasil" do horário das 19 horas. Ele sabiamente disse que não era o programa oficial que tiraria a audiência da rádio. Ele entendia a briga das demais emissoras porque elas prestavam serviço a essa hora com o trânsito e tudo mais, mas que não era a da Brasil 2000. O tipo de programação da emissora era outra - já que era uma emissora educativa com finalidades culturais - e quem gostava da ex-Brasil 2000 não se incomodaria em voltar uma hora depois ou até mesmo ouvir a "Voz", que não deixaria de ser salutar. E que se fosse para transmitir lá pelas 3, 4 horas da manhã, já transmitia às 7 da noite e ficaria livre da "obrigação". Não sei se Maia mudou de opinião, mas seu pensamento se apresentava corretíssimo ao menos à epoca.

É preciso sempre tomar cuidado antes de se gritar contra o fim da obrigatoriedade da transmissão da "Voz do Brasil". Pelo país afora, ele é o único programa "decente" na grade de várias emissoras porque justifica uma das premissas da radiodifusão no Brasil, que é de prestar serviço.

A elegação de adminsitrações anteriores da Radiobras - hoje Empresa Brasileira de Comunicação, que gera o programa para todo o país - é que a "Voz" era o única forma para o morador do interior mais distante do país se informar sobre os atos do poder público, saber se haveria verba chegando para seu município, as últimas portarias baixadas e leis aprovadas de seu interesse. Não deixa de ser em parte verdade, pois as empresas comunicação privadas, por mais éticos e corretamente jornalísticos que sejam, acabam divulgando aquilo o que eles acham interessante o seu leitor / ouvinte / telespectador saber. Até aí nada de errado, desde que a edição seja feita baseados nos critérios éticos de seus profissinais. Paradoxalmente a "Voz do Brasil" acaba sendo uma espécie "versão do outro lado", do Estado, quase sempre retratado - não sem motivos - muito mais por suas mazelas do que por seus acertos.

Portanto, reforço o convite à reflexão: o que fazer com a "Voz do Brasil"?

-----------------
* POA: Baseado no texto em questão, suponho que seja a forma como alguns portoalegrenses chamam ou abreviam o nome de sua cidade. Levando-se em consideração que se só convencionou abreviar o nome dos Estados (no caso, Rio Grande do Sul seria RS), é bom lembrar que Poá (com acento na letra a) é um município localizado no Estado de São Paulo, além de uma marca de água mineral engarrada nessa cidade.

sábado, 15 de maio de 2010

POA: Voz do Brasil de volta ao horário das 19h

Por Edu Cesar
do site Papo de Bola


A péssima do dia foi a decisão do Ministério das Comunicações de revogar o efeito suspensivo que permitia às rádios afiliadas da AGERT (Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão) transmitirem a "Voz do Brasil" em horário alternativo. Assim, até que todas as instâncias tenham sido julgadas, terão de apresentar o programa oficial ao vivo, às 19h. Atualmente, aqui na Grande Porto Alegre, quase todas as emissoras mostravam o programa às 4h, sendo exceções BandNews FM (exibia às 3h), Cidade (às 5h), Farroupilha e FM Cultura (mostravam às 19h mesmo).

Consequências imediatas disso, por exemplo: a Gaúcha encerrou o "Gaúcha 19 Horas" de Cláudio Brito (mas anuncia para a partir de segunda-feira o novo "Gaúcha Fora do Ar", com Denise Cruz e Diori Vasconcellos, transmitido só pela Internet); a Guaíba fica empenhada na apresentação do "Em Cima da Notícia"; a Bandeirantes tem esporte nesta faixa; e a CBN não rodará mais para Porto Alegre os semanais "Notícia em Foco" e "Fim de Expediente". Simplesmente lamentável. Saem as alternativas de informação, esporte e entretenimento, e entram as notícias "oficiais" desde Brasília. Baaahhh!!!

Tudo bem que agora não preciso mais me preocupar em varrer a web de 4 às 5 por conta da "Voz" na maioria das AM/FM, mas assim também não!

Podcast Sambarbudo #13 - Uma edição supersticiosa



Se você não ouvir esse programa, você é emo. Ou vai virar um. E nem somos nós que estamos dizendo... é o Zé do Caixão. E uma coisa a gente te diz: praga do Zé do Caixão pega.

Playlist:

Herbie Hancock - Bring Down the Birds;
André Abujamra - Duvião (ah, não achamos o André no Provocações, programa do pai Abu, na Cultura);
Rodrigo Campos - Rua 3;
Isaac Hayes - Ikes Rap 2/Help Me Love.

Fala, Povo!

@caspach pediu Jorge Ben - O Circo Chegou.

Fica uma questão no ar: seria o Fala, Povo! uma armação? Teria sido @caspahc forçado a pedir uma música do Jorge Ben? Seria o Fala, Povo! uma especie de Pegadinha do Mallandro? Rá?

Baixe o mp3 aqui, sem retardatários.








sexta-feira, 14 de maio de 2010

Neste sábado, na Rádio Base Urgente......

RÁDIO BASE - N°79 - 15 DE MAIO DE 2010

01 - BANDA BLACK RIO - MENTE DO VILÃO (MANO BROWN - DU BRONX - KIMBLE) (4:38)
02 - GATO ZAROLHO - INÊS É MORTA (3:38)
03 - GATO ZAROLHO - O MÁGICO (3:46)
04 - DONA ZEFINHA - PEIA NOS CABOCO (3:05)
05 - DONA ZEFINHA - O PENSO (3:49)
06 - RADIO CABEÇA - ESPAÇONAVE (4:23)
07 - ZÉ CABEÇA DOIDA - AO ATAQUE (3:13)
08 - CABEÇA CHATA - SOTAQUE (3:32)
09 - CABEÇA CHATA - SEU PREÇO (3:17)
10 - CABEÇA CHATA - CABA NÓ CEGO (2:57)
11 - GUNJAH REGGAE - GUNJAH MEDITATION (3:29)
12 - LOBÃO - CANOS SILENCIOSOS (3:29)
13 - METRÔ - TI TI TI (2:59)
14 - PLEBE RUDE - PROTEÇÃO (EP) (4:31)

Rádio Base Urgente, o pop rock levado a sério.
Sábados, 14h, USP FM
http://www.radio.usp.br

Rádio Band News inicia comemorações de seu 5º aniversário

No próximo dia 20 de maio, a Band News irá comemorar seu 5º aniversário. Para comemorar, seu principal âncora, Ricardo Boechat, esteve apresentado o principal jornal da emissora na cidade de Porto Alegre. Acompanhe no vídeo abaixo os bastidores do programa.



Elimination?

Daniel Oliveira, narrador da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, estava particularmente inspirado durante sua narração para a primeira partida das semi-finais entre Grêmio x Santos, válida pela Copa do Brasil. Após o terceiro gol de Jonas, ele fez uma paródia para o sucesso musical da ocasião: Rebolation. Clique no player abaixo para ouvir. É mais um momento que entra para a história da rivalidade (que deve continuar a ser sadia) entre o futebol de São Paulo e do Rio Grande do Sul




UPDATE (20.05). Leia aqui toda a repercussão do Caso Elimination após a partida de volta entre Santos e Grêmio, válida pela Copa do Brasil, disputada em Santos.


UPDATE (21.05)

Leia mais:

Ainda o Elimination


UPDATE (22.05) O narrador Daniel Oliveira, da Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, concedeu neste sábado uma longa entrevista à série Narrador Esportivo, dentro do programa Arremate Final, da Rádio Banda B, de Curitiba. Oliveira teve a chance de falar sobre sua carreira, mas ele não fugiu do tema Elimination e até deu uma "autorization" especial ao apresentador André York para entrar no assunto. Ouça no player abaixo.


quinta-feira, 13 de maio de 2010

Rádio Capital volta a investir em Belo Horizonte

O empresário Nelson Morizono, proprietário das Rádios Capital em São Paulo e Belo Horizonte, autorizou o diretor-geral, Francisco Paes de Barros, a investir na emissora mineira com a compra de um novo e potente transmissor para difundir, programas de comunicadores populares, de jornalismo e de esportes. Em São Paulo, a Rádio Capital tem 32 anos e disputa a liderança com a Globo ao longo da programação, ocupando o primeiro lugar entre as emissoras AM em várias faixas. Já em Belo Horizonte, o investimento é uma demonstração de fé no potencial do Estado de Minas.

Comentário: Lembro que em 1982, a Capital, de Belo Horizonte, tinha uma equipe de esportes bastante atuante e que coordenou a cobertura da Copa da Espanha para a rede, com a participação de profissionais de São Paulo, como Dirceu Maravilha.

Datena: promessa de ser light na Rádio Bandeirantes



Ouça aqui a vinheta que está rodando na programação da Rádio Bandeirantes anunciando a estreía de José Luis Datena no Manhã Bandeirantes. Para não assustar os tradicionais ouvintes da emissora, o texto da chamada promete uma atuação mais light do apresentador à frente dos microfones. A conferir.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fundação Padre Anchieta anuncia novo presidente

Do Portal Imprensa

O ex-secretário da Cultura de São Paulo João Sayad é o novo diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura e das rádios Cultura AM e FM da capital paulista. A votação, realizada nesta segunda-feira (10) na reunião do Conselho Curador, contou com 35 conselheiros a favor, dos 39 presentes. Sayad assume o cargo em 14 de junho para um mandato de três anos e ficará no lugar de Paulo Markun, que abriu mão do cargo ao saber da intenção do secretário da Estado da Cultura em disputar a vaga.

Em um comunicado feito em 3 de maio, Markun disse ter se recusado a assumir a Presidência do Conselho Curador - hoje ocupada por Jorge da Cunha Lima - e garantiu voltar "com alegria" ao universo do jornalismo do qual sempre fez parte.

A eleição para presidente do Conselho Curador foi adiada e será remarcada antes de 14 de junho, fim dos mandatos, tendo em vista o surgimento de questionamentos jurídicos relativos a uma segunda candidatura apresentada ontem para o cargo.

Leia entrevista com João Sayad no Portal Estadão.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

As saias justas dos palanques eletrônicos


Por Fernando Mello e Marina Dias
Do Portal Veja.com

A campanha eleitoral ainda não começou oficialmente, mas os pré-candidatos à presidência da República já enfrentaram várias situações embaraçosas na corrida pelo Planalto. José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) resolveram trocar os tradicionais palanques por aparições em programas populares de TV ou em rádios pelo interior do Brasil. Em entrevistas a humorísticos, depararam-se com perguntas constrangedoras - algumas vezes, eles até se saíram bem da saia justa.

O cientista político Alberto Carlos de Almeida defende que os candidatos se comportem como "pessoas normais" diante dos novos desafios, dançando conforme a música - o que, no atual ritmo eleitoral, pode levá-los a improvisar alguns passos de "rebolation", a coreografia quebra-quadril do conjunto baiano Parangolé. Falta pouco para tanto: Serra e Marina já responderam perguntas cabeludas no programa CQC, da TV Bandeirantes. Dilma ainda não rebolou, mas já cantou alguns versinhos de El Dia que Me Quieras, famosa na voz de Carlos Gardel, para José Luiz Datena, da Band.

A moda de se expor em programas populares deve mesmo pegar entre os presidenciáveis neste ano. Com a restrição legal aos chamados showmícios, os palanques tradicionais perderão força. De acordo com Almeida, a escolha pelos programas de rádio e TV é indicador de um novo tempo nas campanhas, e também sinal de que o palanque de rua envelheceu. "Seu alcance é de algumas milhares de pessoas apenas, enquanto rádios e TVs atingem milhões de eleitores", diz.

José Eduardo Dutra, presidente do PT e coordenador-geral da campanha de Dilma, reconhece que a eficácia do "velho palanque" é cada vez menor em termos eleitorais. "Por isso, os candidatos se utilizam dos chamados palanques eletrônicos, muito mais efetivos para manter contato com a população e apresentar ideias de campanha."

Presidente do PSDB e coordenador-geral da campanha de Serra, o senador Sergio Guerra confirma que a estratégia tucana é privilegiar a inserção em rádios e TVs regionais. Assessores do ex-governador paulista mantêm contato com estações pequenas e médias, especialmente no Nordeste, na tentativa de encontrar um espaço na agenda do pré-candidato para as aparições. "Há temas nacionais vistos de maneira local e temas locais que devem ser vistos de maneira nacional", explica.

Os coordenadores afirmam não temer as saias justas que surgem nas entrevistas. Para Dutra, sair-se bem ou não das situações embaraçosas depende apenas de "jogo de cintura". "Se a brincadeira não for agressiva e o candidato se sair bem, haverá um efeito positivo, pois o eleitor verá um toque de humor no político. Mas existem também os casos em que ele pode ficar em uma situação ridícula: aí o efeito é completamente negativo."

Presidenciáveis encaram saia-justa no rádio popular

Um jornalista que chame um presidenciável de "pé frio" ou o atraia para uma saia-justa com perguntas maliciosas seria, muito provavelmente, evitado ao máximo pelos candidatos e suas assessorias. Mas num período em que os políticos ainda não podem fazer propaganda e se dirigir sem intermediários ao eleitorado, a mídia é sua principal arma e os tais jornalistas "inconvenientes" são até procurados pelos presidenciáveis.

Leia mais no Portal Estadão.

Padre Landell de Moura é tema de documentário no History Channel

(nota corrigida)

Uma dica para quem gosta dos documentários da tv por assinatura. O Detetives da História, do History Channel, vai apresentar em seu episódio da próxima terça, 18 de maio, as 21h, a trajetória do Padre Landell de Moura. Segundo a sinopse: "uma das maiores invenções de todos os tempos, o rádio, teria sido obra da mente de um brasileiro? Renata Imbriani mergulha numa investigação que questionará a crença universal de que o rádio foi inventado pelo italiano Guglielmo Marconi. Teria um padre Jesuíta brasileiro conseguido transmitir freqüências de rádio antes do inventor italiano?" #ficaadica

Alô rapaziada que cuida do site do History Channel. Vamos se ligar nas informações corretas.

Grupo Bandeirantes tem mais um sintoma de Datenodependência

da Folha de S. Paulo

José Luiz Datena vai voltar ao rádio, veículo no qual começou sua carreira. No dia 17, estreia como âncora do "Manhã Bandeirantes", na rádio homônima, com transmissão em AM e FM. O foco da programação será o cotidiano da cidade de São Paulo: obras, campanhas de saúde, trânsito, segurança etc. Mas sem tom policialesco.

Comentário: Nunca antes na história da telecomunicação deste país um grupo investiu tanto em um nome como a Bandeirantes tem feito com José Luis Datena. Além dois dois horários que ele tem na TV Bandeirantes, um programa no canal fechado Band Sports foi criado especificamente para ele, o Por Dentro da Bola (embora faça tempo que ele não apareça por lá - a vinheta de abertura ainda tem sua imagem). Não será surpresa se, em pouco tempo, ele estiver participando das programações da Band FM, Nativa, Sul América Trânsito e Band News. É a Datenodependência.

O camarada Edu Cesar lembrou na comunidade dos ouvintes da Bandeirantes no Orkut de algo que incomoda: é o segundo espaço que o Haisem Abaki perde na programação da rádio. Desde não muito tempo, ele tem dividido a apresentação do Primeira Hora com José Paulo de Andrade. Agora perde a apresentação de um programa do qual era titular desde a saída de José Nello Marques.

Existe a promessa de que não haverá tom policialesco nessa nova fase do Manhã Bandeirantes. No entanto, existe a expectativa para saber se Datena saberá se portar de maneira um pouco mais sóbria nesse veículo. Será bastante desagradável para o ouvinte ter de aturar certos maneirismos que o apresentador tem na televisão, especialmente o de ficar dando broncas no ar nas equipes técnicas e de produção.

sábado, 8 de maio de 2010

Programa Garagem entrevista Roy Cicala


Mas afinal quem é Roy Cicala? Ele é produtor, engenheiro de estúdio, compositor, músico e foi dono do Record Plant Studio. Já trabalhou com: John Lennon, Aretha Franklin, Madonna, Elvis Presley, Joan Jett, Elton John, Blondie, Bruce Springsteen, Sting, Frank Sinatra, Dire Straits, Jimi Hendrix, David Bowie, Harry Nilsson, AC/DC, Miles Davis, Chick Corea, Ray Charles, Queen, Aerosmith, J. Geils Band, Bon Jovi, Liza Minnelli, Roberta Flack, Patti La Belle, The Go Go’s, Van Morrison, Don McLean, The Who, Johnny Winter, Crosby, Stills, Nash & Young, Frank Zappa, Lou Reed, Prince, Santana, Sarah Vaughn e Charles Mingus. Não há mais o que escrever. Só escutar.

PERGUNTA
O novo estádio da Bahia para a Copa de 2014 que será uma homenagem ao Carlinhos Brown. O GARAGEM QUER SABER: QUAL O NOME DO ESTÁDIO DO CARLINHOS BROWN EM SALVADOR? PRÊMIO: Pacote 2 em 1 do Sisters of Mercy: CDs “Vision Thing” e “Some Girls Wander By Mistake”. E-MAILS PARA: programagaragem@uol.com.br

LETRAS TRADUZIDAS
Nipo homenageia John Lennon e traduz “#9 Dream”

FURADEIRA
Ana Maria Broca encontra Sugababes e Creed

MÚSICAS (todas gravadas ou produzidas por Roy Cicala):
1. AMBOY DUKES – “Journey To The Center Of The Mind”
2. JOHN LENNON – “#9 Dream”
3. FRANK SINATRA – “I Get a Kick Out Of You” (gravação inédita, ao vivo no Carnegie Hall, NY, nos anos 70)
4. PATTI SMITH – “Waiting Underground”
5. DAVID BOWIE – “Young Americans”
6. GEORGE HARRISON – “While My Guitar Gently Weeps” (ao vivo)
7. AC/DC – “That’s The Way I Wanna Rock’n’Roll”
8. KISS – “God Of Thunder”
9. JOHN LENNON – “Woman”
10. GARLAND JEFFREYS – “John Lee Hooker”
11. TALKING HEADS – “Memories Can’t Wait”
12. BLONDIE – “Hanging On The Telephone”
13. JOHN LENNON (w/ ELTON JOHN) – “Whatever Gets You Thru The Night”

DOWNLOAD:
Parte 1: http://audio.uol.com.br/uolmusica/garagem/2010/05/garagem20_p1.mp3
Parte 2: http://audio.uol.com.br/uolmusica/garagem/2010/05/garagem20_p2.mp3
PODCAST:
http://rss.musica.uol.com.br/garagempodcast.xml

RÁDIO UOL:
http://www.radio.uol.com.br/programa/garagem/edicao/3081888

Garagem número 20 já está no ar para ouvir e baixar.

Para ouvir, entre no blog do Garagem - http://programagaragem.zip.net/

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Podcast Sambarbudo #12 - Quer saber? É fácil gostar de mim...


Programa "douze" do podcast Sambarbudo. Pastelão, comédia e muito mais. Uma verdadeira pataquada.

E tem festa na quinta-feira. Dá uma olhada mais pra baixo.

Playlist:

Grupo Capote - Feira da Fruta (acompanha o vídeo do "Bátima", abaixo);
Henri Salvador - Question de Choix;
Emicida - Quer saber;
Jay Z feat. Alicia Keys - Empire State of Mind

Fala, Povo!

Luna Almeida pediu Jamiroquai - Virtual Insanity.

O mp3? Aqui, pô!











-----------------------------------------------

Sambarbudo Project no Clube Praga (flyer em breve)

Sambarbudo Project no Clube Praga, quinta, 13/5, Rua Rua Turiassú, 483, a partir das 23h. A entrada é R$ 5. Acompanhe no Twitter: @sambarbudo.

-----------------------------------------------

O vídeo do Bátima

Novidades (boas) sobre Flávio Guimarães


do blog FG-News

Boa tarde amigos leitores,
Venho mais uma vez agradecer a solidariedade e à atenção que todos tem prestado a meu pai, Flávio Guimarães. Quero agradecer de coração todas as orações e boas vibrações que vocês fizeram e mandaram pra ele. Todo o apoio e todo gesto de carinho. Com certeza tudo isso foi extremamente fundamental para a boa recuperação dele.
Então, gostaria de compartilhar as boas novas e pedir que comemoremos essa vitória!
Hoje meu pai se encontra ainda na UTI, porém nas melhores condições possíveis. A Unidade de Terapia Intensiva fornece melhores cuidados e maiores atenções, e por isso os médicos acham que ainda é preciso que ele fique por lá.
Agora vamos às novidades: ele já está bem mais lúcido, conversando, filosofando e até nos fazendo rir bastante com seu humor que ainda oscila (o que é absolutamente normal devido aos resíduos de alta quantidade de antibióticos e principalmente sedativos). Já está sentando durante o dia, completamente livre, e respira absolutamente sozinho. Não precisa mais de diálise graças ao nosso bom Deus e algumas portas de cateteres já foram fechadas.
Há ainda alguma infecção que os médicos não descobrem exatamente onde está localizada, mas os fortes antibióticos que estão sendo administrados conseguem estabilizá-la. Ele passa por coletas e exames diariamente e temos fé que, com a graças de Deus e com a ajuda de todos nós, essa infecção acabará de vez em breve. Além de meu pai, nós também devemos ser pacientes e crer que no tempo necessário ele estará de volta à rotina.
Gostaria de dizer que nós da família estamos muito contentes por descobrir tantos amigos e pessoas que realmente se importam com ele. Está sendo uma surpresa maravilhosa receber mensagens lindas e de super alto astral, inclusive de fãs, que acompanham seu trabalho há muito tempo. Há também mensagens da equipe do hospital, que não sabemos como descobriram o blog, mas que é realmente gratificante. Ontem também um colega conhecido de meu pai por não ter os contatos de casa, foi até o hospital para obter informações.
Portanto, nós só temos a AGRADECER muito, muito a todos por tanto carinho. E digo que, talvez, meu pai nem saiba que é tão querido assim, e com certeza irá se emocionar muito ao ler todas essas as mensagens.
Somos muito gratos e vamos comemorar essas bravas vitórias do Flavião.
Meu profundo e grande abraço,
Sabrina Mattucci.

Dos arquivos sonoros: os bastidores da Fórmula 1

Entre os anos de 1995 e 1996, a Rádio Capital transmitiu as temporadas da Fórmula 1. A equipe de esportes na época era comandada por Éder Luiz. O principal destaque era a presença do repórter Ricardo Setyon nos boxes entrevistando pilotos, mecânicos, jornalistas e chefes de equipes. Até então, as tradicionais emissoras que acompanhavam as corridas se faziam presentes apenas com narrador e comentarista nos autódromos. No player abaixo, é possível acompanhar um trecho de uma entrevista concecida por Setyon à Rádio Onze, em 1996, em que ele falou como surgiu essa oportunidade de atuar como repórter nos boxes e falou bastante sobre os bastidores de seu trabalho na época. Clique no player abaixo para ouvir.

Transamérica apoia corrida do Graacc

Do Blog da Magaly Prado

A Transamérica é a rádio oficial da 10ª Corrida e Caminhada do GRAACC– Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil, que acontece no próximo domingo, dia 9 de maio. A partir das 6h30, Solange Frazão, uma das colaboradoras do Programa 2 em 1, que vai ao ar de segunda a sexta, das 8h às 10h na Transamérica, fará o aquecimento com os participantes.

A Corrida e Caminhada do GRAACC tem o objetivo de mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e a necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer. Para participar do evento, basta fazer a inscrição no site www.graacc.org.br. Toda a renda será revertida para o Hospital da instituição. A largada acontece em frente à Assembléia Legislativa, nos arredores do Parque do Ibirapuera. A prova terá duas modalidades diferentes, a corrida de 10 km e a caminhada de 4,3 km.

A Corrida e Caminhada do GRAACC é organizada pela Corpore, maior clube de corredores da América Latina. O evento tem como patrocinador master a Comexport – Companhia de Comércio Exterior, os patrocínios da Caixa Econômica Federal e MAN Latin America, e co-patrocínios McDonald's e Novartis Oncologia. Além da Rádio Transamérica, que distribui brindes para os espectadores da Área VIP e para os primeiros colocados de cada prova, a Corrida e Caminhada do GRAAC tem apoio da Central Nacional Unimed, Fundação Orsa, Johnson’s Softlotion, Natural da Terra Hortifruti, Nutrella, Prefeitura do Estado de São Paulo, Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo, Shopping Eldorado e da Sabesp.

Serviço
10ª Corrida e Caminhada do GRAACC. Dia 9 de maio, a partir das 7h30. Inscrições e informações: www.graacc.org.br

O rádio entre as montanhas


Do Blog Magaly Prado

Na próxima segunda-feira, 10 de maio, às 20h, na Assembleia Legislativa de MG, em Belo Horizonte, será lançado o livro "O rádio entre as montanhas - histórias, teorias e afetos da radiofonia mineira". Trata-se da primeira coletânea sobre o rádio em Minas, com organização minha e 13 textos sobre a radiofonia mineira.

O prefácio é do Eduardo Meditsch e a apresentação é do presidente da Assembleia Legislativa, Alberto Pinto Coelho. Os autores dos textos são: Ângela de Moura, Eduardo Costa, Elias Santos, Graziela Mello Vianna, Kátia Fraga, Marcelo Dolabela, Maria Cláudia Santos, Nair Prata, Sônia Pessoa, Valdir de Castro Oliveira, Vanessa Paiva, Waldiane Fialho e Wanir Campelo.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Dos arquivos sonoros: Minhocão - Maluf, deixe-nos dormir em paz

O elevado Costa e Silva, mais conhecido como Minhocão, voltou à pauta da grande imprensa após o prefeito Gilberto Kassab ter anunciado a intenção de acabar com ele. Se isso é apenas um desejo ou se tornará uma realidade, só mesmo esperando para saber.

Essa é uma ótima oportunidade para relembrarmos de uma campanha feita pela Rádio Onze, em 1996. Na ocasião, o então prefeito Paulo Maluf manifestou seu desejo de reabrir o elevado ao tráfego noturno. Até hoje, o Minhocão é fechado entre 21h e 06h, de segunda a sexta, e durante os domingos e feriados. Maluf não apresentou uma boa justificativa para tal intenção. Os moradores do entorno ficaram extremamente preocupados. O período noturno é o único no qual eles têm um pouco de sossego, sem o barulho dos carros.

A Onze decidiu manter posição contra a idéia do prefeito. Graças a iniciativa de José Roberto Borges. Ele redigiu o texto de um editorial veiculado durante a programação da emissora. Com isso, estava deflagrada uma campanha para a coleta de assinaturas de um abaixo assinado que teve o seguinte slogan: "Maluf, deixe-nos dormir em paz"



A sede da Rádio Onze ficava na Casa do Estudante, um prédio residencial que abriga aos estudantes da Faculdade de Direito que vem de outros estados. Bem ao lado do elevado Costa e Silva.

Nesse meio tempo, o então vereador José Eduardo Martins Cardozo, de oposição, enviou à Câmara dos Vereadores um projeto cuja intenção era manter o Minhocão fechado aos carros durante a noite. O mais surpreendente de tudo é que o mesmo foi aprovado pelos vereadores. E Maluf tinha uma massacrante base de apoio entre eles. Durante uma entrevista ao programa Conexão São Paulo, Cardozo falou sobre os bastidores da votação.



À margem da questão política, a Onze continuou com sua campanha e criando eventos para engrossar a adesão dos populares ao abaixo assinado. Numa manhã de domingo, chamamos o pessoal da Venturas e Aventuras para descer de rapel do prédio da Casa do Estudante até o Minhocão.



A Onze também se fez presente quando a Secretaria de Vias e Obras Públicas decidiu realizar estudos para aferir o ruído emitido pelos carros no horário de pico. Numa manhã de um dia útil o Minhocão foi fechado para os automóveis e os técnicos subiram até a via com seus equipamentos. Não se sabe se tais estudos tiveram alguma influência na decisão final do prefeito Maluf, mas aquela situação toda não deixou de ser um evento midiático.



Não demorou muito para Maluf desistir de seu plano inicial. Ele sancionou o projeto do vereador Cardozo. Em uma outra chamada veiculada durante a programação, a Rádio Onze agradeceu a participação dos moradores do centro de São Paulo.

A Rádio Bandeirantes completa hoje 73 anos

A Rádio Bandeirantes (AM 840 e FM 90,9) está presente na cobertura dos principais fatos da história do Brasil e do mundo desde 6 de maio de 1937, marcando o radiojornalismo brasileiro com prestação de serviço e qualidade na informação

A inovação sempre foi uma das características da Rádio Bandeirantes. Em 1939, entrou no ar o primeiro programa esportivo feminino do rádio brasileiro, produzido por Ary Silva. Outra iniciativa que revolucionou a forma de veiculação publicitária foi adotada em 1955 pelo Professor Bascaran, um argentino radicado no Brasil. O impacto do Sistema RB-55, que concentrava em 3 minutos os intervalos comerciais, foi ainda maior devido à abrangência nacional da emissora, alcançada dois anos antes.

O Mundial de 58, na Suécia, narrado por Pedro Luiz e Edson Leite com comentários de Mário Moraes, deu um novo formato às transmissões esportivas. A equipe obteve 95% de audiência, índice nunca alcançado nem mesmo na televisão.

A tradição e a credibilidade do jornalismo, a emoção do esporte e os mais variados programas que entretêm e informam fazem da Rádio Bandeirantes um dos veículos de comunicação de maior credibilidade do país.

Ouça no site da emissora trechos históricos de algumas transmissões que fazem parte do acervo do Cedom, o Centro de Documentação e Memória da Rádio Bandeirantes: http://www.radiobandeirantes.com.br/notas.asp?ID=298444

Rádios e tevês comunitárias descumprem a lei, denunciam senadores

Cezar Motta / da Agência Senado

Várias emissoras de rádio e televisão comunitárias no Brasil estariam descumprindo a legislação que permitiu sua criação - atuando muito acima da potência permitida ou como emissoras comerciais com fins lucrativos. A denúncia foi feita pelos senadores Hélio Costa (PMDB-MG), Roberto Cavalcanti (PRB-PB), Gerson Camata (PMDB-MG) e Papaléo Paes (PSDB-AP), em reunião da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), nesta quarta-feira (5).

"Os canais comunitários de rádio, autorizados por decreto ministerial, têm limite de potência de 0,25 kw. Alguns, no entanto, compraram transmissores de 1 kw e estão invadindo o espaço alheio, prejudicando outras estações e agindo à margem da lei" disse Hélio Costa, que foi ministro das Comunicações até 2 de abril último. Ele informou ainda que há dez mil emissoras de rádio piratas no país. Gerson Camata acrescentou que a freqüência acima do permitido pode levar até mesmo a acidentes aéreos, por interferir nas transmissões de rádio de aviões e aeroportos.

Segundo Hélio Costa, a legislação que cria a televisão digital no Brasil estabelece quatro tipos: o canal público, que substitui a Radiobrás; o canal educativo, o cultural e o de cidadania, que abrange os comunitários. Um canal digital de tevê comunitária, assim como as rádios comunitárias, explicou, deve atender ao interesse geral da sociedade e não pode ter controle de grupo econômico ou político. O descumprimento dessas regras foi apontado por Papaléo Paes em rádios comunitárias existentes em seu estado, as quais atuariam em defesa de grupos políticos ou com propaganda de empresas, o que é ilegal.

Na opinião do senador Roberto Cavalcanti, o revendedor que aceita vender transmissores de potência acima do permitido por lei a uma rádio comunitária deveria ser descredenciado. "Além disso, com o pretexto de apoio cultural, várias empresas estão anunciando seus produtos, como panelas e roupas, em rádios e tevês comunitários, o que os transforma em canais comerciais comuns, com fins lucrativos, o que é absolutamente ilegal", explicou.

Os transmissores de rádio e televisão vendidos aos canais têm que ser registrados e homologados pelo governo, mas, segundo Hélio Costa, é difícil a fiscalização, tendo em vista o grande número de rádios piratas em funcionamento no país. "É preciso que o concessionário cumpra a lei e não espere que a fiscalização vá lá reprimi-lo. O cidadão comum segue a lei porque é a norma social, não porque teme que o delegado vá lá prendê-lo", disse.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Cacique tira a camisa durante programa de rádio na França



Do portal G1

Um dos líderes indígenas mais conhecidos no Brasil e no exterior, Raoni Metuktire está em Paris, na França, para o lançamento de seu livro "Memórias de um chefe indígena".

Vestido com camisa e blusão, o cacique kaiapó surpreendeu os jornalistas durante a gravação de um programa de rádio, em seu primeiro dia no país, quando resolveu tirar a roupa. Ao responder uma questão sobre seu modo de se vestir, Raoni explicou que, quando está fora da aldeia, geralmente usa roupas normais.

"Quando eu andei na cidade, eu usa camisa (sic)", disse ele ao tradutor, que achou graça de sua reação e riu. "Em casa, na minha aldeia, eu não preciso disso, não preciso de nada." Raoni ainda desabotoava a camisa e o tradutor perguntou se ele estava com o corpo pintado. Entusiasmado, o cacique respondeu que sim e, depois de quase um minuto se despindo, pôde mostrar o desenho que havia feito no peito.

O líder kaiapó representa uma das principais vozes indígenas contra a construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. Famoso internacionalmente após sua aproximação com o cantor Sting, a partir da década de 1980, Raoni deverá se encontrar, em sua passagem pela Europa, com o presidente Nicolas Sarkozy e com o ex-presidente francês Jacques Chirac para conversar sobre a usina.

Em entrevista ao canal TF1 no fim de semana, o líder disse estar pronto para a guerra contra a construção da usina. "Já pedi aos meus guerreiros para se prepararem para a guerra e também falei sobre isso com outras tribos do Alto Xingu. Não vamos deixar essa barragem ser construída. Vamos matar todos os brancos que construírem essa barragem", disse ele.

TSE recebe pedido de suspensão de programa eleitoral de TV e rádio do PT

do Portal IMPRENSA

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu parecer do Ministério Público que defende a suspensão do programa eleitoral para a TV e rádio do Partido dos Trabalhadores (PT) como forma de punir a legenda por suposta propaganda antecipada em favor de sua pré-candidata à Presidência, a ex-ministra Dilma Rousseff.

Segundo o MP, que também requisitou multa ao PT, a transmissão da peça deveria ser suspensa durante todo o primeiro semestre em razão da legenda ter supostamente usado a propaganda para a promoção do nome Dilma e ligar projetos do governo a atuação da ex-ministra, de acordo com informações do Portal Terra.

Os petistas, de acordo com representação do PSDB e do DEM enviada ao MP, teriam utilizado o espaço de propaganda para "ilegal comparação entre as atuações de governos sob a direção de agremiações adversárias".

CBN entrevista pré-candidatos à presidência da República

A rádio CBN já deu início à cobertura das eleições presidenciais de 2010. Nas próximas semanas, a emissora recebe em seu estúdio de São Paulo três dos pré-candidatos à presidência da República. Os encontros acontecerão às segundas-feiras, das oito às nove horas da manhã, no Jornal da CBN.

O pré-candidato do PSDB, José Serra, abre a série de entrevistas no dia 10 de maio. No dia 17 é a vez de Dilma Rousseff, do PT, e na semana seguinte, 24 de maio, a CBN recebe Marina Silva, do PV.

O âncora Heródoto Barbeiro comanda a sabatina, que terá presença de Lucia Hippolito, Miriam Leitão e Sérgio Abranches, comentaristas do Jornal da CBN. Eles farão perguntas sobre política, economia e meio-ambiente. Ouvintes e internautas também são convidados a participar com questões enviadas por e-mail.

As entrevistas serão transmitidas não só pelas 28 emissoras que compõem a rede CBN, mas também pelo site www.cbn.com.br , que terá imagens ao vivo do estúdio.

terça-feira, 4 de maio de 2010

50 mil computadores ligados na Rádio Globo

O jornalista e narrador Gustavo Villani, da Rádio Globo, de São Paulo, divulgou uma informação interessante pelo Twitter. Segundo ele, 50 mil computadores estiveram conectados ao streaming do site da Rádio Globo durante a transmissão de São Paulo x Universitario, partida válida pela Copa Libertadores da América. Na sua mensagem Villani diz que este foi o recorde de audiência na Internet em 2010. Ele não especificou qual seria o recorde anterior.

É bem verdade que se trata de um número bastante expressivo e um dos poucos dados divulgados até agora sobre audiência de rádio pela Web na história. O unico senão, lembrado pelo companheiro Marcos Lauro, é que não há auditoria. Já está na hora de arrumar um jeito se contabilizar de forma oficial esse publico que fica on line.

Por falar em Rádio Continental...

Falamos há poucos dias da Rádio Continental de Porto Alegre.

E nesta quarta-feira, 5/5, o programa Sonoridades, Rádio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, apresenta a primeira parte da entrevista com o músico Wander Wildner. E, entre outros assuntos, Wildner vai falar sobre como era ser ouvinte assíduo da emissora e das bandas da época. É claro que os Replicantes também vão aparecer no bate-papo.

Serviço:
Sonoridades
Rádio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - 1080 khz ou pelo site
5/5, quarta, 21h.
Produção e apresentação: Guto Villanova e Mozart Dutra
Operação técnica: Cleber Mendes
Supervisão: Prof. André Prytoluk

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Rádio Camanducaia de volta ao dial

A Rádio Camanducaia, quadro de humor redigido e interpretado por Odayr Baptista está de volta ao ar. Será aos domingos, na Rádio Bandeirantes, em dois horários dentro do Domingo Esportivo Bandeirantes, apresentado por Milton Neves. Na verdade, Milton já vinha exibindo quadros antigos da Camanducaia dentro do Terceiro Tempo, veiculado nas madrugadas de quarta para quinta-feira. A repercussão foi tão boa que saiu o convite para que Odair gravasse quadros inéditos. A estréia aconteceu no último domingo, com as mesmas características de sempre: um humor interiorano e ingênuo, valendo para toda a família. Ouça aqui a reestréia da Rádio Camanducaia.

Jornalista quer criar centro de estudos de mídia alternativa


Do portal Vermelho.org

Em Salvador para participar de evento do Centro de Estudos Sindicais na Bahia, o jornalista Altamiro Borges conversou com o Portal Vermelho e apresentou o mais novo projeto em comunicação que está à frente: o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé.

Fundamentada no alicerce de democratização dos meios de comunicação, a entidade pretende uma atuação ampla no setor, desde a formação de jovens jornalistas ao fortalecimento dos pequenos meios e mídias alternativas. O Centro de Estudos será lançado no dia 14 de maio em São Paulo.

“A nossa idéia é criar um time permanente que vai estar antenado com a questão da democratização da comunicação no Brasil”, destacou Miro. Em pauta, um estudo sobre o panorama atual da comunicação comunitária no país, o papel dos meios de comunicação e a capacitação de comunicadores populares. Confira na íntegra:

Vermelho - De que se trata a entidade?

Altamiro Borges - Essa é uma idéia já de algum tempo, que ganhou força no processo do ano passado, da Conferência Nacional de Comunicação e que, agora, criamos as condições de viabilizar. É uma entidade com um Centro de Estudos sobre Mídia. A idéia é ajudar a fortalecer essas lutas pela democratização da comunicação; ajudar a fortalecer essas mídias alternativas já existentes, desde blog até rádio comunitária; promover estudos sobre a mídia, o que é que está rolando na mídia no mundo, no Brasil, na América Latina, mas não só na parte de diagnóstico, não só entender o que está tendo de concentração e manipulação, mas o que está pintando de novo; qual o papel da internet, das rádios e tevês comunitárias; entender essa chamada nova mídia e ajudar também na formação de comunicadores, desde os estudantes de jornalismo para que não sejam formados só com a mentalidade de querer ser a Fátima Bernardes e o William Bonner e, sim, dizer qual o compromisso ético do jornalista, qual é o papel do jornalista contemporâneo. Então, vai desde a formação de jovens jornalistas até formação de comunicadores populares. Nós temos no Brasil, hoje, 3,8 mil rádios comunitárias; se você colocar uma média de 10 pessoas em torno de rádio comunitário, você tem 38 mil comunicadores populares no Brasil em rádios. E como formar essa galera, a partir da experiência concreta dela? Então, são esses os objetivos concretos da entidade: fortalecer a luta pela democratização da comunicação, fortalecer a mídia alternativa, investir em estudo e pesquisa, e ajudar na formação de comunicadores.

V – Por que a escolha do nome Barão de Itararé?

AB- Nós resolvemos dar o nome em homenagem a um grande jornalista brasileiro, falecido na década de 70, Apparício Torelly, vulgo Barão de Itararé; uma belíssima figura que é considerada o criador da imprensa alternativa no Brasil e, também, o pai do humorismo no país, por sua irreverência e humor ácido à flor da pele. O próprio Barão de Itararé é um título que ele mesmo se deu. Itararé foi uma guerra que nunca houve durante a Revolução de 30; então ele é o Barão de uma guerra que nunca houve.

V – Como funcionará o Centro?

AB - Nós estamos construindo a entidade, que vai ter um Conselho Consultivo muito amplo para ajudar a definir os passos. Quem está nesse Conselho, por exemplo, é Luis Nassif, Luiz Carlos Azenha, Rodrigo Viana; todas as entidades vinculadas à Rede Pública e à Rede Comunitária; o coordenador-geral da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), José Luiz Sóter; o presidente da Associação Brasileira de Canais Comunitários, Edivaldo Amorim Farias; Regina Lima, presidente da Associação de TVs Públicas, Educativas e Culturais; Orlando Guilhon, presidente da Associação de Rádios Públicas do Brasil. Também todos os sites e publicações progressistas do país; Carta Maior, Revista do Brasil, Retrato do Brasil, Revista Fórum. Na verdade, até agora era montar o alicerce. No dia 14 de maio, no Sindicato dos Engenheiros em São Paulo, a gente lança a entidade e, a partir daí, começamos a pôr em prática, a concretizar. O coquetel de lançamento vai ser precedido de um debate sobre mídia e eleições, com a presença do Paulo Henrique Amorim; Leandro Fortes, da Carta Capital; e Maria Inês Nassif, jornalista do Valor Econômico.

V – Como está o andamento das atividades?

AB- De imediato, realizamos um convênio com a Abraço para formação e pesquisa sobre como está a rádio comunitária no Brasil. Está pintando também uma parceria com a Associação Brasileira de Inclusão Digital, que é quem mexe com todos os pequenos provedores de internet, para ver como fortalecer essa galera na luta contra os gigantes da telefonia. Também já estão surgindo parcerias em outras áreas para a formação de jovens estudantes; nós já estamos começando a caminhar para ver projetos de estudo e temos a idéia, por exemplo, de produzir um livro sobre a rádio comunitária no Brasil, entender o que está rolando na difusão da rádio comunitária no país. Há a idéia de produzir também uma pesquisa sobre o sistema público de comunicação.

V - E de que forma todas essas práticas que vocês estão pretendendo incorporar à entidade poderão, de fato, contribuir em torno da democratização dos meios de comunicação, que foi uma das principais bandeiras levantas durante a Conferência Nacional de Comunicação?

AB - Se a nossa entidade conseguir ter um pique de atividades, formar jovens estudantes, estudar o que rola em rádio e tevê comunitária, entender melhor como se dá a comunicação popular, a comunicação sindical, comunitária, estudantil. Se ela fizer isso, vai contribuir para criar uma militância pela democratização da comunicação. Se a gente consegue agregar toda essa galera em formação, em pesquisa, a gente consegue ir criando um time permanente, não um time esporádico, não um time para uma conferência; mas um time permanente, que vai estar antenado com a questão da democratização da comunicação, que é a contribuição que a Barão de Itararé pode dar.

Justiça nega pedido contra radialista paraibano

Do portal Imprensa

O prefeito de Sousa (PB) Fábio Tyrone Braga (PTB) perdeu ação contra o radialista Levi Dantas, apresentador do programa "Cidade Notícia", da Rádio Líder FM. O prefeito o acusa de usar a emissora para difamá-lo. A ação, segundo o site PB Agora, foi movida também contra o ex-vice-prefeito, André Gadelha Neto (PMDB). No processo, Braga pede que Gadelha seja proibido de participar dos programas da Rádio Líder a fim de comentar sua administração.

No entendimento do juiz Henrique Jácome de Figueiredo a ação é improcedente. Salientou, ainda, que o Juizado Especial que recebeu a denúncia do prefeito não era juízo apropriado para resolver a demanda. Ao portal Diário do Sertão, Levi Dantas disse que não fez comentários sobre a "vida pessoal de qualquer pessoa ou autoridade". A reportagem do Portal IMPRENSA procurou o prefeito de Sousa para comentar a decisão, mas não conseguiu contato com a prefeitura no final da tarde desta sexta-feira, dia 30.

Justiça proíbe rádio de citar prefeito de forma caluniosa

Do portal Imprensa

A Justiça da comarca da cidade de Aquidauana (MS) proibiu a rádio comunitária FM Pantanal de fazer menção pejorativa ao prefeito Fauzi Suleiman (PMDB). O prefeito ajuizou ação após a rádio - administrada por correligionários do ex-prefeito Felipe Orro (PDT) - ter divulgado notícias supostamente difamatórias e caluniosas contra o político.

Em Antecipação de Tutela Inibitória, o juiz José de Andrade Neto determinou multa de R$ 10 mil para cada menção injuriosa contra Suleiman de forma direta ou indireta, informa o site Aquidauana News. Ao Portal IMPRENSA, a FM Pantanal informou que ainda não foi comunicada oficialmente da decisão e, que ao ser notificada, irá informar quais medidas serão tomadas pela direção da emissora.

Fauzi Suleiman declarou à reportagem que divergências políticas fazem parte do jogo democrático, mas que atos difamatórios devem ser punidos. Questionado sobre suposta censura à FM Pantanal, o prefeito argumentou que apenas requisitou que a emissora "se restrinja a fazer comentários objetivos". "De maneira nenhuma. Pode criticar, só não pode desrespeitar e fugir dos critérios de informação jornalística", avaliou.

Governo aumenta despesas com publicidade em ano eleitoral

Do portal R7

O governo federal aumentou em 81% suas despesas com publicidade nos três primeiros meses deste ano eleitoral na comparação com o mesmo período do ano passado, afirma ao Contas Abertas, que se dedica a fiscalizar gastos públicos.

No período, foram gastos R$ 196,8 milhões sem contar as estatais. Enquanto R$ 155,2 milhões foram aplicados em publicidade de utilidade pública e R$ 41,7 milhões em campanha institucionais, voltadas para a divulgação de atos, obras, programas, metas e resultados de governo.

De 2000 a 2009, o governo federal e suas empresas estatais gastaram R$ 10,8 bilhões, em valores atualizados pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), com a veiculação de anúncios publicitários em televisão, jornal, rádio, revista, internet, outdoor e outros meios. As empresas de televisão receberam 60% desses recursos.

Rádio Esperança, pioneira no interior sergipano, completa 43 anos

Do Faxaju

Na data de 1º de maio além do dia do trabalho, Estância comemora também o aniversário da Rádio Esperança que faz história em Sergipe, sendo a primeira emissora do interior sergipano. O seu fundador o Dr. Jorge Prado Leite sempre foi um homem a frente de seu tempo com idéias inovadoras e ousadas, a 43 anos em 1º de maio de 1967, ele com seu espírito empreendedor inaugurou uma rádio que tem um papel fundamental na comunicação estanciana, e ao longo dos tempos vem ajudando a mudar o pensamento das pessoas, trazendo informações relevantes, tocando a boa música, sempre valorizando a música local e regional, transmitindo notícias com credibilidade e imparcialidade.

Na manhã deste sábado, muitas pessoas marcaram presença na festa de comemoração do aniversário, entre elas o fundador Dr. Jorge Prado Leite, sua esposa D. Angelina, o filho do casal e prefeito de Estância, Ivan Leite, que em nome da família falou da alegria de ter na cidade de Estância uma emissora que possui uma valorosa contribuição para a melhoria da comunicação, e tem como principal princípio a isenção partidária, além de ajudar a todos os ouvintes com suas informações, lembrou também que o dia era de extrema importância para o país por ser o dia do trabalho, parabenizando aos trabalhadores que todos os dias lutam por uma vida digna e justa, e que devemos sempre buscar a educação, pois ela nos eleva a uma perspectiva de valorização profissional e sucesso para obtermos êxito na vida.

O primeiro locutor da Rádio Esperança João Muniz também foi prestigiar o aniversário e falou emocionado do seu orgulho em ter pertencido a uma empresa onde sempre se sentiu acolhido e tratado com respeito, salientando que talvez nem mesmo seu pai tivesse sido tão bom para ele quanto o Dr. Jorge Prado Leite, que classifica como um homem de caráter invejável e com um grandioso coração, muito sensibilizado Muniz agradeceu de público a oportunidade que lhe foi concedida no passado e que para sempre colherá os frutos deste caminho que trilhou.

Todos os participantes da festa apreciaram as apresentações de várias Bandas que foram abrilhantar e enriquecer a manhã de muita animação e alegria, por celebrar a existência de uma instituição que há 43 anos presta um grande serviço ao município de Estância.

ANJ e Abert cobrarão imprensa livre de presidenciáveis

Da Agência Estado

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão (Abert) vão procurar os principais candidatos à Presidência para cobrar deles um compromisso com a liberdade de imprensa no País. Em agosto, a ANJ convidará os presidenciáveis José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) a assinar a Declaração de Chapultepec, uma carta de princípios que coloca a "imprensa livre como uma condição fundamental para que as sociedades resolvam seus conflitos, promovam o bem-estar e protejam a sua liberdade".

"Vamos convidar os presidenciáveis a participar do 8º Congresso Brasileiro de Jornais, o maior evento do setor, para que eles se posicionem sobre a importância dos meios de comunicação na sociedade brasileira", disse Ricardo Pedreira, diretor executivo da ANJ.

A Abert não definiu a data em que procurará os candidatos, mas quer ouvir deles a promessa de que haverá respeito à liberdade de expressão no País. "Queremos que eles assumam esse compromisso", disse Luís Roberto Antonik, diretor geral da entidade que representa as emissoras de rádio e TV. Os planos das organizações foram revelados às vésperas do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, comemorado hoje. A data será marcada, no Brasil, por eventos no Rio de Janeiro e em Brasília.