quarta-feira, 27 de julho de 2005

A programação da Globo FM é farta.....

.....farta locutor, farta programas especiais, farta um roteiro cultural decente de todas as principais cidades do país, farta até comerciais. Tá piro do que no tempo em que era um reles "vitrolão abandonado". Aí, pessoal da Globo Fm, mexam esses trseiros gordos e vamos agitar, né? A sorte de vocês é que, nem sempre dá para ouvir a Paradiso FM pela internet. Mas não é bom abusar da sorte, certo?

Globo FM pela internet

Cine Paradiso

Apresentação de José Wilker. O programa é meio massante porque o Wilker fala sem parar, mas vale pela trilha sonora do programa. Para uma quarta-feira em que o futebol predomina no rádio, tá bom demais da conta, né?

Cine Paradiso
Paradiso FM - 95,7 - Rio de Janeiro
Quartas - 22h
http://www.paradisofm.com.br

Jazz Masters arrebenta

É O MELHOR PROGRAMA DE ACID JAZZ DA FACE DA TERRA. Traz o melhor da Balck Music moderna e é comandada por dois caras que são do ramo e conhecem tudo da matéria em questão. De quebra são meus amigos, sorte minha. Pare de ouvir agora essas coisas que parecem que tocam Acid Jazz/R&B moderno e ouça o Jazz Masters.

Quarta e Sexta, 20h.
Sábados, 20h.
Apresentação: Sergio Scarpelli e Paulo Mai.
Eldorado FM - 92,9 - São Paulo
http://www.radioeldorado.com.br

segunda-feira, 25 de julho de 2005

Sony BMG terá que pagar US$ 10 mi por causa de "jabás" em rádios

NOVA YORK (Reuters)

A Sony BMG, maior empresa de música do mundo, vai pagar 10 milhões de dólares para fechar um acordo numa investigação aberta pelo Estado de Nova York sobre a maneira como a gravadora influiu sobre as canções tocadas nas rádios. A informação foi divulgada pelo secretário de Justiça Eliot Spitzer na segunda-feira.

Segundo fontes familiarizadas com o assunto, Spitzer intimou as quatro maiores companhias de discos do mundo -- Universal Music Group, EMI Group, Warner Music Group e Sony BMG -- a prestar informações sobre o chamado "jabá" nas rádios.

A investigação diz respeito à prática de longa data de se pagar a promotores independentes para ajudar a fazer canções serem tocadas nas rádios, um esquema conhecido pelo apelido de "payola" em inglês e "jabá" em português.

Pelo acordo fechado pela Sony BMG, a empresa concordou em deixar de fazer pagamentos a estações de rádio para ter suas músicas tocadas, disse Spitzer.

Num briefing para a imprensa, Spitzer disse: "Nossa investigação mostra que, contrariando a expectativa dos ouvintes de que as canções são escolhidas em função de sua popularidade e seus méritos artísticos, o tempo de exposição das canções frequentemente é determinado por pagamentos sigilosos feitos às estações de rádio e seus funcionários."

Spitzer também enviou intimações judiciais a algumas empresas de rádio, como a Clear Channel Communications, a Infinity Broadcasting, da Viacom, e a Cox Radio. Todas as três proibiram o uso de promotores independentes.

Indagada sobre o assunto, uma representante da EMI falou de uma declaração feita pela empresa em seu relatório anual, confirmando a investigação de Spitzer sobre a promoção de discos nas estações de rádio de Nova York, e disse que a empresa está cooperando com a investigação.

A empresa disse: "A EMI adota uma política escrita rígida que proíbe práticas ilegais de promoção nas rádios. Ela não tem conhecimento atual de qualquer razão para crer que o grupo poderá sofrer qualquer impacto financeiro."

A Clear Channel disse: "Estamos cooperando plenamente com o gabinete de Spitzer e esperamos que seja constatado que nossas práticas estão em conformidade com as leis." A Infinity se negou a comentar, exceto por afirmar que suas estações não empregam promotores independentes. A Cox Radio não pôde ser contatada para ouvir seus comentários.
--------------------------------------------
É, o bicho pega na terra da novela América!
Aqui no Brasil, dizem alguns, as gravadoras estão tão mal das pernas que nem dinheiro pro jabá têm mais. Dizem que atualmente o "jabá está em crise".
Pode até ser, mas ainda há um ou outro jabazinho aqui e ali, é só prestar bastante atenção nas programações das rádios que você descobre por sí próprio.

domingo, 24 de julho de 2005

Quanto custa um anúncio no rádio?

Estamos atualizando este post porque muita gente o tem procurado. Infelizmente, não há mais uma tabela central com todos os preços básicos de anúncio para rádio. Algumas emissoras colocam em seus sites a tabela de preços básica de 30 segundos; Outras apenas os "midiakits", sem mencionar o valor dos patrocínios dos programas; há ainda agências de publicidade e representantes comercial que colocam a valor dos preços das emissoras que representam e assim por diante.

Em breve, colocaremos um link do site do nosso portal em que você verá quanto as emissoras costumam cobrar por 30 segundos de inserção comercial.



Rádio USP apresenta o programa Ensaio Acadêmico

Do Portal da Revista Imprensa

A Rádio USP, 93.7 FM, vai apresentar, no dia 29 de julho, o Ensaio Acadêmico, um programa inédito com professores da Universidade que, além de se dedicar à docência e à pesquisa, também fazem música.

O programa reúne quatro professores, especializados em suas áreas de pesquisas, mas que amam a música e, sempre que podem, tiram um tempo para o instrumento. O curioso é que, embora professores da USP, eles não se conheciam e, a partir desse encontro, resolveram formar um quarteto, que é composto por Oswaldo Massambani (violino), do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas; Walter Pontuska (violino), do Instituto de Física; Waldemar Setzer (flauta), do Instituto de Matemática e Estatística; e Milton Kanji (viola), da Escola Politécnica.

Além de acadêmicos, todos já tiveram passagens pela música, seja em orquestras, seja em conjuntos musicais. O professor Massambani, por exemplo, fez parte de uma orquestra enquanto cursava mestrado no Canadá; Milton Kanji, por sua vez, era integrante do conjunto Musicantiga, e Walter Pontuska tocou no conjunto Musifisica.
O programa será veiculado a partir das 8h e tem apresentação de Milton Parrom e produção de Alaíde Rodrigues.

Mais informações com Alaíde Rodrigues, através dos telefones (11) 3032-9154 e (11) 3091-3960.

Adriana Cruz
Assessoria de Imprensa da USP

Jazz Masters na Revista Caras??

Não!!! Não fomos expulsos de nenhuma festa da Cicarelli. Nem fomos escalados por Gloria Perez para uma participação especial no núcleo Miami da novela América ...rs. Deixando as brincadeiras de lado, o Jazzmasters é o destaque do rádio na Revista RSVP do mês de agosto. Para quem não sabe, a RSVP é uma revista mensal distribuída para todos assinantes da revista Caras e tem uma tiragem de 70 mil exemplares. Queremos agradecer a revista por este grande apoio e convidar a todos para dar uma conferida na reportagem. Ficou bem legal!

Grande abraço
Paulo Mai e Sérgio Scarpelli
Programa Jazz Masters
Eldorado FM 92,9 MHz
São Paulo

"Transalouca" invade "O poderoso Magrão"

Neste domingo, dia 24, às 16h, pela TV Gazeta, "O Poderoso Magrão" volta com força total...e muito charme! Isto porque o apresentador Roberto Manzoni recebe a visita da BBB Antonella e suas Felinas, que revelaram tudo o que tinham direito para o padrinho em uma entrevista muito descontraída.

O alto astral do programa continua com a presença polêmica e divertida do pessoal do Transalouca, programa transmitido pela rádio Transamérica: Ruy Balla, Antonela, Fuzil e Renata Relenta. A principal atração musical fica por conta do compositor e cantor Gustavo Lins, que provou ainda mais seu talento, cantando sucessos que fez para grupos como Os Travessos, Kelly Key e Exalta Samba.

E mais:uma performance incrível de Graciela Pischner, uma das seguranças do Poderoso Magrão!
Mais informações: www.opoderosomagrão.com.br

Claudio Dirani
São Paulo - SP
clddirani@uol.com.br

sexta-feira, 22 de julho de 2005

Gazeta continuará com o vitrolão até quando?

O que será que a Fundação Casper Líbero pretende fazer com a sexagenária Rádio Gazeta AM? Está à espera de um novo inquilino? Vai fazer uma programação de 24 horas de esporte? Vai transformá-la numa "rádio-laboratório" para os alunos de sua faculdade? Espera a chegada do tão falado AM digital? De todas, a primeira opção ainda é a pior. O que não falta são idéias para melhor usar essa e outras emissoras de AM, por hora transformadas em "rádios de aluguel".

quinta-feira, 21 de julho de 2005

Site ObaOba! cadastra DJs e bandas!

É uma dica interessante, independente de você trabalhar em rádio ou não!
O site ObaOba (acho que todo mundo conhece, principalmente os baladeiros!!) está cadastrando bandas e DJs. O intuito é formar um banco de dados no qual donos de estabelecimentos possam se basear na hora de escolher as atrações da sua balada. Na verdade, é uma espécie de classificados que, POR ENQUANTO, é gratuito!! Eu escreví: POR ENQUANTO!
Faça seu cadastro em: http://www.obaoba.com.br/index_classificado.asp.

quarta-feira, 20 de julho de 2005

É um tal de mente, desmente; confirma, desconfirma...

No dia 5 de julho, postei nesse blog um manifesto da radialista Monica Sampaio. Nele, a profissional se mostrava revoltada com a Rede Globo de Rádio, que teria demitido o radialista Francisco Barbosa para a entrada do ex-participante do reality show Big Brother Brasil Jean Wyllys, dirigido por Marlene Matos.
Magaly Prado publicou no jornal Agora, no dia 11 de julho, uma notícia que serviu de resposta a essa afirmação. Reproduzida aqui no blog, a notícia apresentava a gerente executiva da Rádio Globo, Michelle Marino, afirmando que Marlene Mattos ocuparia o horário deixado por Francisco Barbosa, mas com mulheres ao microfone. Michele aproveitou também para desmentir o boato de que a emissora carioca estaria "vendendo" ou "alugando" horários na grade.
Para finalizar: hoje, na Folha Online, saiu a seguinte nota:

No rádio
Jean, vencedor do "Big Brother Brasil 5", está negociando para ter um programa na rádio Globo. Se ele acertar com a emissora, deve ser dirigido por Marlene Mattos.

Comando
Marlene será responsável pelo conteúdo de alguns programas da rádio Globo. A diretora assinará contrato hoje.

Então, dá pra saber onde está a verdade desta história toda?

Band News FM - Paradiso come pelas beiradas

A Rádio Paradiso, do Rio de Janeiro, inicia campanha, criada pela Hiato, com o mote "Paradiso Única". As peças buscam aproveitar a mudança de sua principal concorrente, a Globo FM - agora CBN FM, o que também aconteceu com a Fluminense FM, hoje Band News. A idéia é mostrar que a emissora é a única da cidade voltada totalmente ao público classe A.

As peças aparecem em branco, apenas com a assinatura no pé. Outro trabalho mostra o logo da rádio acompanhado pelo mote e a frase "Não é para qualquer música". As peças estarão em relógios de rua, nas revistas Vizoo, Vogue, Flash e Caras, além de filmes veiculados na Globosat e nos cinemas do Rio de Janeiro, que seguem a mesma idéia. (Meio e Mensagem)


Viram? Não disse para não perder essa briga por nada desse mundo? Até agora nem sei por que a JB FM, líder de audiência no segmento adulto no Rio, e a Antena 1 carioca não entraram nessa pendenga. Estariam dormindo em berço esplêndido? Não é de se admirar que a Paradiso venha crescendo a passos largos.

Band News - rede contrata 5 colunistas

A rádio Bandnews FM, especializada em jornalismo, fechou acordo com cinco novos colunistas: o ator Paulo Autran, o gourmet Ista Wessel (especialista em carnes), o ex-jogador de futebol Tostão, o colunista da Folha de S.Paulo José Simão e o jornalista Chico Barbosa (especialista em automóveis). Paulo Autran é o mais recente contratado e vai interpretar crônicas, poemas, trechos de romances e artigos num programete de cinco minutos chamado Quadrante. "Uma das atrações do programete é o fato de ter estilos variados. Só vou ler coisas que me agradem e tenho a pretensão de que essas coisas também agradem ao ouvinte em geral" , afirma Autran. O programa irá ao ar de segunda-feira a sexta-feira, às 17h17 e às 22h17. (Meio e Mensagem)

Como se vê, este é mais um ranking da guerra entre a Bandnews e a CBN. Qual será o próximo lance da Central de Notícias? Não perca essa briga por nada desse mundo!!!!

De Antena Ligada

Por Alessandro Pereira

As rádios Cultura AM e FM (1200 Khz e 103,3Mhz) não mais apresentam o programa oficial “A voz do Brasil” às 19h, como a grande maioria das emissoras. Neste horário, vai ao ar um programa de política comandado por Paulo Markun, nos primeiros 30 minutos, e em seguida entra uma programação musical. A “Voz”, no AM, vai ao ar a meia-noite e na FM, no ótimo horário das 4 horas da madrugada. Conseguiram uma liminar que, tudo indica, já é sinal de uma briga entre o governo de São Paulo e a União.

A rádio Record(1.000 Khz) já dá sinais de que vai se tornar mais uma “só notícias” no dial. Por enquanto, transmite exclusivamente pela internet, de segunda a sexta, das 19h às 20h, o jornal “Record All News”, com a própria equipe da emissora. Ao que tudo indica, em breve a emissora irá transmitir somente notícias por 24 horas, exorcizando os cultos religiosos que hoje ocupam boa parte da programção.

Paulinho Boa Pessoa, que no começo do ano mudou-se da Record para a América e logo foi para a Tropical FM, está agora na Capital (1040 Khz), comandando o horário das 21h às 23h, diariamente. Ao que parece, está só aguardando a tão propalada saída de Paulo Lopes para assumir o seu tradicional horário da manhã. A Capital se tornou a morada dos grandes comunicadores de grande sucesso de outrora.

As rádios Eldorado (700 Khz) e Cultura AM reservam boas surpresas nos fins de semana. Aos sábados, por exemplo, concorrem diretamente no mesmo horário os ótimos programas “Terra, Fogo, Água e Ar” e a reprise do “Nossa Língua Portuguesa”, há dez no ar com o professor Pasquale Cipro Neto. Conexão 2, Plug 700, Crônicas Musicais e Toda Música completam a programação.

Continua no ar, pela rádio Boa Vontade (1.370 Khz, SP e 940 KHz, RJ e rede), um bom noticiário que tem, como principal atração, simplesmente informar. É o “Panorama Nacional”, no ar em duas edições: às 7h10 e 20h10. Simples, bom e imparcial.

Programa Trip Musical

Nesta quarta-feira, 20 de julho, às 21h30, o programa Trip Musical continua contando a história do gênero musical que revolucionou o mundo no século 20: o rock and roll!!! Episódio: Rock and Roll uma história de sucesso parte I (1955-1969).

Nesse episódio a fase "inicial" do rock and roll. O rock clássico, primal, das vísceras de nomes históricos do ritmo como: Chuck Berry, Little Richard, Arthur "Big Boy" Crudup, entre outros. E é claro que ícones do rock mundial como Beatles, Rolling Stones e The Doors estarão presentes também!

Programa Trip Musical
Quarta Feira, dia 20 de julho, 21h30
Rádio Ufrgs - 1080 KHz
Porto Alegre - RS

sábado, 16 de julho de 2005

Você já foi pesquisado pelo Ibope? Parte 2

Band News: 11 dias e já é 10°lugar de audiência?

A Band News nasceu à meia-noite do dia 20 de maio. Os trabalhos de campo do IBOPE são encerrados, sempre, no último dia de cada mês. Logo, a nova emissora teve apenas 11 dias de respostas para forjar uma audiência própria, autêntica. Eu esperava com ansiedade pelos números de audiência e perfil que a Band News apresentaria em junho. Sabia que viria um resultado muito aquém de suas possibilidades, e por inconsistente que ainda fosse, diria algo importante sobre até onde a emissora poderia chegar.

Então veio a surpresa: Band News em 10º lugar com 76 mil ouvintes. Que milagre é este?
Claro que se trata de um equívoco, bem fácil de ser entendido. Nos bancos de dados do IBOPE, a Band News assumiu o código da extinta Sucesso. Semelhante ao da antiga emissora, o perfil 54% de 15 a 29 anos e 73% de CDE, apresentado em junho pela Band News, seria inconcebível para a realidade de uma emissora jornalística. Então, quem se responsabilizará por falha tão grotesca? Não acredito que tenha partido de dentro da Band News pedido para que a emissora herdasse os resultados da Sucesso.


Por mais difícil que seja construir uma audiência competitiva, e será muito, os seus dirigentes não chegariam a este ponto. Afinal, quem enganariam? Os mídias? Os clientes diretos? A si mesmos? Penso que este lamentável equívoco, que resultou num dano imenso ao Rádio, possa ser proveniente de uma pequena falha na longa e complexa cadeia produtiva do IBOPE. Nela trabalham profissionais dos mais qualificados do país, cuja probidade não se contesta. Probos, porém humanos. Afinal, foi só um código errado...

E a história se repete... Quando às dezessete horas do dia 9 de abril de 2001, a freqüência 96,9 MHz adotou o nome Rádio Sucesso o IBOPE, a pedido da emissora, afirmou que continuaria a aceitar as menções dadas à Rádio Cidade, transformando-as em audiência para a Sucesso. O prazo inicial seria de três meses. Devido à tamanha dificuldade que os ouvintes tiveram em assimilar o novo nome e passar a respondê-lo aos entrevistadores do instituto, o prazo foi prorrogado pelo IBOPE até o final daquele ano. Só que a Rádio Sucesso era em tudo idêntica à Cidade, que mudou de nome, como todos sabem, por questões alheias a sua vontade.

Transferir as respostas da Cidade para a Sucesso foi uma medida que nem as concorrentes contestaram. Houve empatia e solidariedade com a emissora. Uma questão de justiça.
O caso de agora, porém, é completamente diferente. A Band News nada tem a ver com a Sucesso. E todas as emissoras de FM saíram prejudicadas: as que vieram atrás da Band News, por verem frustradas suas expectativas de galgar uma colocação no ranking, e aquelas à frente, por continuar sem saber o que aconteceria ao dial sem os 25 anos da Cidade/Sucesso.


E com todos estes resultados, nós, profissionais de rádio, ganhamos uma tarefa a mais: como explicar isso tudo para o mercado? Até a próxima. (Gilberto Souza, Rádio Agência)

-------------------------------------------------
Nota do IBOPE comenta Band News/Sucesso na última pesquisa, aqui

Dia 17, último,nosso colunista e diretor da Ab25+, Gilberto Souza, escreveu aqui no RA ( LEIA aqui ) sobre o que seria um equívoco do Ibope na divulgação da última pesquisa de rádio na praça de São Paulo envolvendo a alteração de Sucesso para Band News. Em relação a isso, o instituto enviou há pouco, um comunicado aos associados assinado por sua diretora comercial, Dóra Câmara.

Leia na íntegra:
"Quando uma emissora de rádio tem seu nome alterado, o critério adotado pelo IBOPE é manter o histórico da freqüência. O histórico só não será mantido se a emissora solicitar, se a nova emissora não for detentora da antiga marca ou se houver impedimentos legais ou contratuais.
Ainda por nossos critérios, o nome da emissora que será reportado no relatório será sempre o nome atual.

No dia 20 de maio de 2005 a rede Band News passou a operar no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo gerando as seguintes mudanças nos relatórios: - de Fluminense FM para Band News Fluminense FM na freqüência 94.9 Mhz - Rio de Janeiro - de Band Minas FM para Band News FM, na freqüência 89.5 Mhz - Belo Horizonte - de Band FM para Band News FM, na freqüência 99.3 Mhz - Porto Alegre - de Sucesso 969 FM para Band News FM, na freqüência 96.9 Mhz - São Paulo.

Ressaltamos que, como os bancos de EasyMedia3 trazem a média trimestral, os impactos totais dessa mudança só serão apurados no banco de julho a setembro de 2005, quando a audiência reportada será 100% da Band News. Ficamos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais."


A Rádio Agência acredita que os dados de pesquisa no geral, precisam analisar o novo contexto. Já que o Ibope passou a responsabilidade à diretoria da Band News, cabe a ela entåo solicitar a mudança desse histórico para podermos "enxergar" números mais exatos, com esse novo perfil qualificado da frequência 96,9 FM SP.

Você já foi pesquisado pelo Ibope?

Essa é agrande pergunta que os amantes do rádio sempre fazem a seus pares. Pela parte que me toca nunca, jamais, fui "sabatinado" sobre minha preferências radiofônicas por algum pesquisador deste instituto, ou conheça alguém já o tenha sido. Há alguns anos a Rede Transamérica questiona seus ouvintes para saber deles se eles já foram abordados pelo Ibope. A resposta é unânime e negativa.

Agora quem começa a contestar o levantamento de audiência mais famoso de nosso país é o Grupo dos Profissionais de Rádio, uma entidade formada por profissionais das áreas de marketing e comercialização das emissoras de rádio. E é uma "Briga de Cachorro Grande", como diria o meu colega e filósofo popular contemporâneo Pedrinho Barreto. Antes que algum zeloso diretor do referido instituto venha, como é de costume, contestar veementemente o que está aqui registrado neste blog, quero avisar a todos que vamos apenas reproduzir texto publicado no site da Rádio Agência, dos meus amigos Enio Martins e Paulo Mai. Portanto, senhores diretores do Ibope: "me incluam fora dessa e tira esse bicho de cima de mim", como costuma dizer o velho mestre José Paulo de Andrade. Até porque o melhor "da festa" virá quando as considerações de nossos atentos leitores chegarem em nossas páginas de comentários, assim espero.

Demorou mas, finalmente, o GPR contesta o Ibope

O Grupo de Profissionais de Rádio de São Paulo, que fala em nome de algumas emissoras da Capital, divulgou ao mercado uma carta aberta à Dóra Câmara, diretora comercial do Ibope, onde critica de forma direta a posição do instituto em relação à entrada da Band News em suas pesquisas.

Assim como o Rádio Agência o fez em duas oportunidades, a primeira em 17 de junho ( leia em nosso site) onde nosso colunista Gilberto Souza, comenta o equívoco do instituto na aferição de dados sobre a entrada da Band News. Na sequência, dia 22 de junho, a repercussão do texto fez com que Dóra Câmara lançasse um comunicado que pode ser visto na nossa home page.

Passado quase um mês do ocorrido vejo que Antonio Rosa Neto, presidente do Grupo, pelo qual tenho respeito, concorda com as afirmações de Gilberto Souza. Toninho Rosa, diz na carta ao Ibope, " ter identificado uma anomalia inconsequente" e explica: " quando uma emissora de rádio tem seu nome alterado, o critério adotado unilateralmente pelo IBOPE é o de manter o histórico da freqüência da emissora. Lamentamos profundamente esta decisão, que trará impactos negativos, não apenas nos investimentos equivocados dos anunciantes, mas ao possível erro estratégico a que os profissionais de mídia serão levados. " Logo depois ele diz: " os relatórios do Ibope (...) deveriam primar pela responsabilidade e profissionalismo, pois são referência ao negócio."

Na carta, ele critica a forma como o Ibope desconsidera itens mínimos como atenção e controle quanto à denominação das emissoras descritas no relatório. Realmente, é demais isso, uma brincadeira que não pode passar despercebida por ninguém e o presidente do GPR, embora tardiamente, fez o correto, tomou a mesma atitude que o Rádio Agência ao defender uma posição mais profissional do Ibope. Até porque um presidente tem responsabilidades a cumprir com seus associados, principalmente o Sistema Globo de Rádio, que não deve estar muito contente com a colocação ( irreal no momento ) da Band News em 12˚ lugar contra o 16˚ lugar da sua CBN.

Tem barulho bom na Gazeta AM

A Rádio Gazeta, emissora AM da Fundação Cásper Líbero de São Paulo, está com nova programação na faixa dos 890 KHz. A cinquentenária emissora, ao que parece, parou de veicular a programação da Comunidade Católica Canção Nova e está tocando o melhor da MPB, 24 horas por dia. Ainda fazem parte da programação os rádios jornais produzidos pelos alunos da Faculdade de Comunicação Casper Líbero e o programa esportivo "No Vestiário".

Muita gente nem desconfia, mas a Rádio Gazeta possuía, até o início dos anos 90, o maior acervo de discos e CDs entre as emissoras de rádio do país. Além do mais, tinha uma das melhores coberturas esportivas no rádio até meados da década passada, contando com a passagem de grandes nomes do jornalismo esportivo em seus microfones. Uma plêiade de programas diversos que marcaram época em outros prefixos também tiveram suas primeiras audições veiculadas ali nos 890 KHz.

Particularmente espero que esta nova fase não seja apenas "ouro de tolo" e que a Gazeta volte aos bons tempos do rádio AM em São Paulo. Tomara!!!!

sexta-feira, 15 de julho de 2005

O sinal da Cultura AM de São Paulo

A Rádio Cultura AM está aumentando e melhorando o seu sinal. Desde o começo do mês eles estão promovendo um reajuste em seus transmissores. Mas para que o sinal melhore ainda mais, eles precisam ouvir a opinião de seus ouvintes. Quem quiser colaborar com turma, pode falar direto com eles pelo telefone (11)3874-3081 ou mandar um email para falecom@radiocultura.am.br, e dizer como o sinal da emissora está chegando em seu receptor. Eu já dei a minha contribuição. Por enquanto, pelo menos aqui na minha área, o sinal continua fraco, cheio de chiados, mas já melhorou bem, em vista do que era. Vamos dar uma força para o pessoal da Rádio Cultura. Afinal, como dizia aquele antigo slogan da rádio: "Nosso patrocinador é você". Certo?

terça-feira, 12 de julho de 2005

Homenagem a Narciso Vernizzi

Só soube hoje de madrugada no site da rádio Jovem Pan da morte ,aos 86 anos, do lendário Narciso Vernizi, "O Homem do Tempo", slogan criado por Ney Gonçalves Dias que hoje está na Rede TV com o seu Repórter Cidadão.

Sinceramente, poucas vezes ouvi Narciso, até porque eu sempre acordava por volta das 6:30 da manhã e os tradicionais boletins meteorológicos eram sempre às 5:50, mas nas poucas vezes que ouvia me impressionava sempre a riqueza de detalhes que sempre permearam as suas previsões.

E foi com todo esse detalhismo, essa qualidade na informação que ele se tornou uma das lendas do rádio brasileiro. Foi o criador do Plantão de Esportes por onde tantos grandes comunicadores passaram e um dos primeiros a aliar meteorologia com qualidade de vida.

Caio Blinder disse que numa época nebulosa como agora, Narciso sempre se manteve íntegro, limpo e competentíssimo no que fazia. O próprio Narciso em depoimento recente confirmaria o que Blinder disse: "Em mais de 50 anos de carreira nunca recebi uma reclamação sequer de qualquer diretor sobre o meu trabalho.". É um profissional que fará falta. As manhãs serão mais estranhas, sei lá, ficará uma sensação de vazio, que talvez só mesmo o tempo poderá curar.

Muitos, em clima de pesar, prevêem um dia nebuloso, triste, com os ventos soprando mansamente como se dissesem adeus a Narciso. Particularmente, prefiro imaginar um dia ensolarado, de clima agradável, com céu de brigadeiro, anunciando tempos e dias melhores.


Vitor Silva

A morte do Homem do Tempo

Morre o Homem do Tempo, Narciso Vernizzi
Faleceu nesta segunda-feira, aos 86 anos de idade, Narciso Vernizzi, o "homem do tempo". Uma marca no rádio brasileiro, uma marca da Jovem Pan. Há 57 anos, o nosso Narciso Vernizzi ingressou na Rádio Panamericana.

Randall Juliano lamenta morte de Narciso Vernizzi
Há 57 anos, Narciso Vernizzi ingressou na Rádio Panamericana onde foi secretário de programas e auxiliou locutores, como Hélio Ansaldo e Carlos Costa. Depois, apresentou programas de esportes amadores e futebol de várzea. No seu primeiro ano de Panamericana, trabalhou na cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres. Paulo Machado de Carvalho criou então o Plantão Esportivo e o chamou para chefiá-lo. Em 1963, Narciso começou a trabalhar com a previsão do tempo. À JP, Randall Juliano, que batizou o Instituto Jovem Pan, falou que o rádio brasileiro perdeu uma marca muito importante. “A Terra tem agora um homem bom a menos”.

Wilson Fittipaldi conhecia bem Narciso Vernizzi
A previsão do tempo de Narciso Vernizzi ajudou muito nas corridas de Emerson Fittipaldi. E as corridas eram transmitidas pelo Barão Wilson Fittipaldi, que, durante muitos anos, foi apresentador na Rádio Panamericana. Em entrevista à JP, o Barão disse que hoje é um dia triste e que a morte de Narciso Vernizzi é uma perda não só para o rádio mas para todo o jornalismo. Wilson Fittipaldi também contou histórias da época em que trabalhou com o ‘Homem do Tempo’.

Narciso Vernizzi será sepultado no Cemitério da Paz
Narciso Vernizzi, o Homem do Tempo, será velado a partir das 20h desta segunda-feira no Cemitério da Paz, que fica no bairro do Morumbi, em São Paulo. O sepultamento será amanhã, às 13h, no horário do Jornal de Esportes - uma homenagem de seus filhos ao primeiro plantão esportivo do rádio brasileiro.

Ney Gonçalves Dias: ‘Narciso foi pioneiro’O jornalista e apresentador Ney Gonçalves Dias foi uma das personalidades do jornalismo que trabalhou com Narciso Vernizzi e foi ele, inclusive, quem o apelidou de Homem do Tempo. À JP, Ney Gonçalves contou sua relação com Narciso e explicou por que ele foi pioneiro no rádio brasileiro.


Rua Meteoro, na zona sul, homenageia Narciso
Narciso Vernizzi deixou a esposa e seis netos, inclusive, um que leva o seu nome, Eric Narciso Vernizzi, que pretende fazer jornalismo. A família do Homem do Tempo veio de Veneza, na Itália, e Narciso viveu durante 30 anos em um sitio de São Roque, no interior de São Paulo. Pouca gente sabe, mas o pioneiro da previsão do tempo no rádio tinha contato direto com a força aérea argentina, por isso, falava tanto sobre Córdoba, Bariloche, já que, geralmente, as frentes frias que vêm para o Brasil entram pelo sul da Argentina. Outra curiosidade sobre a vida de Narciso é a rua no bairro do Brooklin, que foi rebatizada em seu nome. A rua se chama Meteoro, e trata-se de uma travessa da rua Padre Antonio José dos Santos, na zona sul.

Caio Blinder: “Narciso era uma referência”O jornalista e comentarista da Jovem Pan nos Estados Unidos faz seu relato sobre a figura de narciso Vernizzi em sua vida. “São Paulo, Jovem Pan e Narciso Vernizzi para mim são sinônimos”. Para Caio Blinder, Narciso era muito mais do que o homem do tempo. Era um homem de integridade, sólido, uma referência. “Que ele descanse em paz, nas nuvens”.

A íntegra desses depoimentos, você pode ouvir em Real Player, no site da Jovem Pan: http://www.jp.com.br

segunda-feira, 11 de julho de 2005

Resposta da Globo AM

Magaly Prado publicou hoje, em sua coluna no jornal Agora, uma resposta da Rádio Globo AM para os boatos que estão rolando sobre a emissora:


MARLENE MATTOS ESTÁ ESCOLHENDO LOCUTORAS

Marlene Mattos vai produzir uma nova atração na Globo AM, que está reformulando sua grade de programação. "Amigas Invisíveis" estréia dia 25, das 13h às 15h, de segunda a sábado, no lugar do programa do comunicador Francisco Barbosa, que deixa a emissora. "Estamos com uma programação provisória desde o dia 1º, com Francisco Carioca como interino até o dia 25", diz Michelle Marino, gerente executivo da Globo AM, em São Paulo. Ele conta que Marlene Mattos está finalizando os detalhes desta idéia e desmente os boatos do meio radiofônico que falam da entrada do ex-"BBB" Jean Wyllys. "Não é o Jean. Serão mulheres. E a Globo não vai vender nem alugar seus horários, como andam dizendo." Segundo Marino, Marlene Mattos está sendo contratada pela emissora.

-----------------------------------------------------

Com tanto profissional de rádio competente desempregado na área dando sopa, a Globo resolve chamar um "sapo de fora"? Não, deve ter mais alguma coisa que o Michelle não quais contar. Desde quando Marlene Mattos entende alguma coisa de rádio? Só por que um dia parece que ela foi sócia de uma rádio no Rio? Quem ela vai chamar? A Preta Gil? A neta do ACM? Xuxa, o nadador? A moça que apresenta o programa matinal na Band TV?

Depois o Sistema Globo de Rádio não sabe porque algumas de suas "iniciativas" não dão certo.... (Marcos Ribeiro)

Morre o jornalista Narciso Vernizzi, o "homem do tempo"

Fonte: Folha Online

O jornalista Narciso Vernizzi, 86, morreu nesta segunda-feira em São Roque (59 km a oeste de São Paulo), vítima de falência múltipla dos órgãos. Conhecido como o "homem do tempo", Vernizzi trabalhava havia 57 anos na rádio Jovem Pan.
Divulgação
O jornalista Narciso VernizziSegundo informações da rádio, o jornalista sofreu uma fratura exposta após ter levado um tombo, no início da semana passada. Vernizzi foi submetido a uma cirurgia mas, durante a operação, sofreu um aneurisma. Ontem, o jornalista teve uma hemorragia, seguida de complicações no fígado e rins.Casado com Alice de Aguiar Vernizzi, teve dois filhos: Sérgio e Celso Vernizzi, ambos jornalistas.

sexta-feira, 8 de julho de 2005

Rapin' Hood na Eldorado!

Corre que ainda dá!
O rapper Rapin' Hood bate um papo com Paulo Lima, apresentador do programa Trip FM. Parece que o cantor cruzou com o Roberto Jefferson numa ponte aérea... o que será que rolou, hein?

quinta-feira, 7 de julho de 2005

WAGUINHO DEIXA A COORDENAÇÃO DA METROPOLITANA FM

Wagner Rocha, 39, o Waguinho, deixou ontem a coordenação artística da Metropolitana FM, 98,5 Mhz, São Paulo.
A saída, repentina, se deve a divergências com a direção da rádio. "Não acreditava nas idéias e nas mudanças propostas. Por isso, resolví sair", disse à Rádio Base. Waguinho deixa a Metrô após fazer uma coordenação que melhorou a posição da emissora no IBOPE e, atualmente, estava fazendo um trabalho para a consolidação dessa melhoria.
Por enquanto, Waguinho não pensa em procurar outra emissora. Pretende aproveitar pelo menos uma semana para descansar e se preocupar somente com sua produtora, a Multiplay. "Ainda estou me acostumando com a novidade. Estava muito corrido o meu dia a dia".

quarta-feira, 6 de julho de 2005

CBN censura cantoria de parlamentar

Essa eu não entendi. Se alguém entendeu, por favor, desenhe pra mim. No programa do Jô desta madrugada, transmitido pela rádio CBN, o entrevistado era nada mais, nada menos, que Roberto Jefferson e suas denúncias contra o PT. No final da entrevista, o apresentador pediu ao parlamentar que cantasse o hit número 1 em Brasília: "Nervos de Aço". Pois bem. E não é que quando Roberto Jefferson começou a soltar sua voz a CBN simplesmente cortou o aúdio do programa e colocou uma trilha de BG?

Será que é proibido tocar música lá? Será que o operador da rádio odeia Lupicínio Rodrigues? Ou será que Roberto Jefferson pode denunciar o que quiser, falar o que bem entender, mas cantar não pode? Aliás, diga-se de passagem, ele consegue desafinar mais do que o Clodovil.

O fato é que, se é proibido tocar na CBN, no programa do Jô essa regra não vale. Todas as atrações musicais que se apresentam lá tem seus números reproduzidos na rádio. Pode ser que algum diretor do Sistema Globo de Rádio tenha resolvido proibir qualquer número musical depois das Festas Juninas. Vai saber, né?

terça-feira, 5 de julho de 2005

Desabafo!

RADIALISTA É DEMITIDO PARA QUE EX-BBB ASSUMA!

O radialista FRANCISCO BARBOSA, com cerca de 30 anos de profissão, foi demitido na última 5a. feira, dos quadros da RÁDIO GLOBO AM, porque a empresária MARLENE MATTOS comprou seu horário (das 13h às 15h, do pgm BOA TARDE GLOBO), para colocar no lugar, um programa comandado pelo EX-BBB, JEAN WILLYS, que não é RADIALISTA.
Escrevi um artigo que postei no meu blog (www.monicasampaio.blogger.com.br) sobre o assunto e gostaria que vocês dessem uma lida.
É muito desrespeito profissional.
Assim, o Rádio está entrando no mesmo declínio das TVS abertas, que não têm o menor critério profissional ou cultural (apenas comercial) em colocar programas e "apresentadores de programas" no ar.
Nós, RADIALISTAS, estamos "passados".
Um abraço carinhoso a todos! E boa sorte FRANCISCO BARBOSA! Que você consiga encontrar logo um outro emprego, para continuar sustentando os seus filhos e a sua família, com a mesma dignidade de sempre.


Mônica Sampaio
Radialista, Escritora e Consultora para Comunicação Interpessoal
www.monicasampaio.kit.net
www.monicasampaio.blogger.com.br
monicasampaiomelo@gmail.com

---------------------
É, Mônica! Infelizmente, sabemos que o esquema funciona assim: chegou com grana, compra o horário e bota quem quiser no microfone.
Como a nossa classe não é unida o suficiente para mudar este quadro, veremos essa situação se repetir por mais algumas vezes.

sábado, 2 de julho de 2005

É melhor pingar do que secar

Está lá no site da Globo FM, desde hoje à tarde:

Foram tantas as manifestações de carinho dos nossos ouvintes que o Sistema Globo de Rádio decidiu investir para manter a transmissão da Globo FM na internet e na SKY.

A Globo.com disponibilizou um grande número de streams para você continuar sentindo a Globo FM. Os mesmos locutores, notícias, informações culturais e as mehores promoções continuam no ar.

Convidamos você a continuar conosco e juntos escrevermos mais esse capítulo de inovação e sucesso na nossa história.


Pois é, quem não chora, não mama. Foram tantas as manifestações de repúdio à idéia do fim da Globo FM nesse e em outros sites de opinião sobre rádio, que o Sistem Globo resolveu voltar atrás. Quer dizer, não era bem isso que a gente queria. Afinal, o carioca que não tiver internet ou assinatura da Sky, não vai poder ouvir a Globo FM. De qualquer maneira é melhor pingar do que secar, como dizia minha saudosa mãezinha.

Sem querer, na base do susto, eles estão criando a primeira emissora de FM exclusivamente via satélite e via internet do Brasil. Claro que valu muito a opinião de nós ouvintes. Acho que nem o Sistema Globo de Rádio se deu conta disso. Espero que consigam adaptar a linguagem da rádio aos "novos" meios de comunicação. Pelo menos no que depender dos leitores deste blog, a nova Globo FM não vai virar um fiasco como foi a Musical MPb. com.

sexta-feira, 1 de julho de 2005

A Kaiser banca!

Segundo a Folha Online, a cervejaria Kaiser vai reservar cerca de R$ 180 milhões para investir em marketing nos próximos meses. O primeiro "agraciado" será o programa Pânico na TV, que receberá o patrocínio da marca.
Ontem, ouvindo a 89 FM, pude conferir a nova peça publicitária para rádio da cervejaria, que tem duração de mais de 2 minutos (?!?!). Na verdade, é uma música do grupo Funk Como le Gusta (aquela do refrãozinho "Vem, vem Kaiser, vem") que é executada com vinheta da Kaiser na introdução e com a "assinatura" da marca.
Foi no mínimo "diferente" ouvir Funk Como le Gusta na 89 FM, mas é, sem dúvida, uma iniciativa muito criativo!

A Jovem Pan também vai...

... transmitir o Live 8, amanhã, a partir das 10h da manhã, horário de Brasília.

Fato curiososo: se 89 FM e Jovem Pan vão transmitir o evento, porque as duas, no ar, dizem que é "transmissão exclusiva"??? Fica parecendo briguinha de criança!

Globo FM - Buááááááááááááá......

Há poucos instantes, estava tentando escrever algo com vão objetivo de demover os gerentes do Sistema Globo de Rádio de assassinarem a Globo FM e colocarem um link da CBN em seu lugar. Entrei na COmunidade da Globo FM, li alguns lamentos, desabafei minha ira naquele espaço, mas isso é torturante. Eu, os funcionários e os demais ouvintes dos 92,5 MHz, no Rio ou pela internet, estamos nos sentindo como bois indo para o abatedouro.

Houve quem sugerisse que a "sacrificada", deveria ser a 98 FM. Concordo plenamente com essa idéia. Afinal, a 98 FM é uma rádio zumbi, erguida sobre os restos mortais da lendária Eldo Pop. Ultimamemnte a 98 finha se dedicando a uma programação musical popularesca e - que o diabo seja surdo - decadente e esclerosada. Se a 98 fosse pro saco, não faria falta alguma, pelo menos aqui na internet. Mas isso é tolice, um sonho tolo porque, a julgar pela qualidade do rádio atual, a 98 deve estar dando um faturamento astronômico para o Sistema Globo de Rádio e uma notoriedade microscópica.

Mas quem se preocupa com notoriedade, credibilidade e esses conceitos tão abstratos? Que se foda a decência, o negócio em rádio é faturar a qualquer preço. Já que fazer radiojornalismo em FM dá mais dinheiro do que notoriedades, façamos outra CBN FM. A Globo FM, ora só uns gatos pingados que perdem tempo ao ouvi-la. O povão quer ouvir música rente ao chão. A massa mais esclarecida, notícia o dia todo. Afinal, quem ouve tanta notícia? Que eu saiba, só meu amigo Beto Silva, de Arapiraca, Alagoas, que por sinal é jornalista (só sendo jornalista para gostar de ouvir notícia o dia todo).

O Sistema Globo de Rádio, a exemplo de outras corporações grandes e pequenas do meio, tem o maldito vício de mexer no que está certo. Mexer errado ainda por cima. É um mistério a dupla transmissão AM/FM em São Paulo estar dando certo. Alguém poderia dizer que a nova CBN gerará mais empregos. Só se for para o cara que vai plugar a saída da CBN AM na mesa do FM. Ao menos a Band teve a decência de contratar mais gente para abrir uam rádio nova. Foram poucas, mas contratou. Mas não se deve comemorar porque parte dos antigos funcionários das emissoras compradas pelo grupo foram demitidos. Ou seja, foi quase que trocar seis por meia dúzia.

Gostaria que este texto tocasse os corações e mentes dos algozes da futura finada Globo FM e os fizesse perceber a cagada que eles vão fazer: perderão um grande número de ouvintes e os entregará de bandeja, de graça, de presente à JB FM e principalmente à Paradiso, que espertamente voltou a transmitir seu sinal pela internet, depois que foi anunciado a morte da concorrente mais próxima. Mas sei que esse apelo é em vão. Porém, como dizia o saudoso Vandir dos Santos, para vida tudo tem um jeito. Só não se tem jeito para a morte.

De resto, só me resta pedir licença ao prezado e caríssimo leitor e chorar. Buáááááááááááááááááááa.....

PS: No momento em que ouço "Oye, como vá", de Carlos Santana, na Globo FM Rio. Daqui a duas semanas estarei ouvindo, se tiver saco, o Bonde do Mensalão, Propinoduto Rock Clube, Companheiros da Blindagem e outras bandas (e bandos) do mundo da notícia.

Quem é ele, esse tal de Rock'n Roll?

Alguém sabe quem é o Ricardo, um rapaz que está escrevendo um livro sobre os 20 anos da 89 FM?