Chega ao Brasil biografia do "Rolling Stone" Ron Wood


Um dos grandes mercados no segmento editorial é o de biografias. A todo momento, a vida de um famoso, ídolo, gênio ou personalidade de destaque em qualquer segmento é  devassada ou revelada por páginas de livro e chega a ser inebriante para qualquer amante de literatura. Alguns gostam mais desse gênero, outros menos, mas a possiblidade de ter em mãos segredos de sucesso ou a trajetória de vida descrita com detalhes encanta uma infinidade de leitores. Pensando nisso, o selo Generale, da Editora Évora, traz a autobiografia de um ícone de rebeldia dos anos 1960/70 e que ainda hoje faz parte de uma das bandas mais populares e polêmicas do mundo. “Ron Wood, A Autobiografia de um Rolling Stone” traça uma história recheada de sexo, drogas e rock´n-roll, e detalha os bastidores da banda criada em 1962, mas que o guitarrista passou a integrar em 1974, com a saída de Mick Taylor.

O primeiro filho a nascer em terra firme narra que veio de uma família de ciganos da água e que foi criado em um apartamento próximo ao Aeroporto de Heathrow, em Londres. Enquanto crescia, suas habilidades para pintura e música se tornavam cada vez mais acentuadas. Fora da água, conta-nos sua vida em primeira pessoa e emociona os leitores com uma detalhada versão sobre os marcantes momentos que jamais pôde esquecer. Na apresentação da edição brasileira, Marcos Ottaviano, guitarista brasileiro e integrante da banda Blue Jeans, resume a importância do Stone - “Ron Wood é um artista importantíssimo na música. Foi baixista no Jeff Beck Group ... e tocou no The Faces (...)cujo som era uma pintura; há cores naquelas músicas. Já sua entrada nos Rolling Stones ampliou a abrangência de público do grupo, tornando o som da banda mais popular. Ron Wood é uma lenda do rock.”  Com o sucesso, vieram os excessos. E como o caos e a histeria sempre seguem Ronnie em suas aventuras pelos extremos do rock, as drogas tornaram tudo mais difícil. Seus relacionamentos, especialmente com Mick Jagger, Keith Richards e com as mulheres em sua vida ficaram cada vez mais complexos.

Para o artista plástico Ivald Granato, “a trajetória de Wood é intensa, generosa e cheia de altos e baixos. É um dos poucos na história a ter duas estatuetas do Rock and Roll Hall of Fame, pelo The Faces e pelos Stones. Neste livro, os leitores terão a oportunidade de conhecer a história desse menino adulto, my friend Ron Wood”. Este livro é um retrato fascinante não apenas dos Stones, como também dos maiores roqueiros dos anos 1960, e mais: de Eric Clapton a Rod Stewart, de Jimmy Page a Keith Moon, de Jimi Hendrix a Pete Townshend.  Um livro rico e revelador. Um passeio surpreendente pelo mundo do rock.

Sobre o autor - Ron Wood nasceu em 1947, em Londres. É guitarrista, baixista, compositor, vocalista e pintor.  Antes de integrar os Rolling Stones, em 1975, tocou nas bandas The Birds, Creation, Jeff Beck Group e The Faces. Lançou sete discos solo. Como membro dos grupos Rolling Stones e The Faces, ingressou, no Rock and Roll Hall of Fame, respectivamente, em 1989 e em 2012. Paralelamente à música, mantém uma sólida carreira de artista plástico. Atualmente, vive em Londres.

Sobre o livro:
Título: Ron Wood
Subtítulo: A Autobiografia de um Rolling Stone
Autor: Ronnie Wood
Origem: Britânico
Assunto: Biografia
Páginas: 400
Preço: R$ 64,90
Formato: 16x23
ISBN: 978-85-63993-51-9
Acabamento: Brochura
Edição: 1ª

Comentários