terça-feira, 4 de maio de 2010

50 mil computadores ligados na Rádio Globo

O jornalista e narrador Gustavo Villani, da Rádio Globo, de São Paulo, divulgou uma informação interessante pelo Twitter. Segundo ele, 50 mil computadores estiveram conectados ao streaming do site da Rádio Globo durante a transmissão de São Paulo x Universitario, partida válida pela Copa Libertadores da América. Na sua mensagem Villani diz que este foi o recorde de audiência na Internet em 2010. Ele não especificou qual seria o recorde anterior.

É bem verdade que se trata de um número bastante expressivo e um dos poucos dados divulgados até agora sobre audiência de rádio pela Web na história. O unico senão, lembrado pelo companheiro Marcos Lauro, é que não há auditoria. Já está na hora de arrumar um jeito se contabilizar de forma oficial esse publico que fica on line.

4 comentários:

RÁDIO BASE URGENTE disse...

Só 50 mil? É pouco, esse blog aqui tem 100 mil acessos, kkkkkkkk. Vamos combinar, né, gente? Com tantas emissoras de rádio transmitiando futebol em AM, FM, ondas curtas, internet, o site da Rádio Globo ia ter 50 mil ouvintes sozinha?
Justo ela que tem uma rede de 30 emissoras espalhadas pelo país e a concorrência ferrenha da Tv aberta, Tv por assinatura e um montão de outras coisas, webrádios e podcasts inclusive, para dividir a atenção dos internautas?

E outra: se existissem realmente 50 mil pessoas ouvindo, certamente elas seriam todas são-paulinas. É de se supor que a torcida tricolor tenha condições financeiras de assistir ao pay-per-view da partida, pelo menos é o que acha o "imaginário futebolístico".

Uma vez que ele não especifíca que tipo de "audiência" é essa - se simultânea, se as pessoas entraram no site, ou se entraram no site e saíram sem ouvir, se são visitantes únicos, etc, o mais plausível é pensar que isso talvez seja o número de visitantes ao longo do dia até a hora do jogo.

Além do mais, no dia em que a Rádio Globo pela internet tiver essa audiência toda, o Sistema Globo de Rádio pode encerrar as transmissões de suas emissoras AM e devolver as concessões para o governo, não é mesmo? Afinal, porque gastar tempo e dinheiro com rádios convencionais se a internet dá mais bibope, como menos gastos? É cada bobagem que a gente ouve..... e a gente ainda para para ouvir, kkkkkkk

Rodney Brocanelli disse...

Bom, Marcão, deixa eu fazer o contraponto. O servidor de streaming tem como contabilizar o número de computadores que estavam conectados no momento da partida. Acredito que sejam esses os dados aos quais o Villani estavam se referindo.

Deixe-me citar exemplos de possível tipos de público que possam ter acessado ao site da Globo:

-Gente que ainda estava nos escritórios e no trampo (a partida começou as 19h30)

-Gente que só tem uma televisão em casa, sem acesso à tv a cabo, mas que tem um computador. Apesar da popularizção da tv a cabo, ainda não é todo o tipo de público que tem acesso à mesma.

-Gente que mora no exterior. Esse tipo de público é o que mais acessa rádios pela internet.

-Gente de outros estados interessados na partida.

Ou seja, público tem. Seria bacana se o Villani pudesse falar mais sobre esses dados.

Marcos Lauro disse...

É um número relevante, com certeza. Mas carece de mais detalhes.

RÁDIO BASE URGENTE disse...

Além de carecer de mais detalhes, se juntar todo esse pessoal aí, mal chegaria 5 mil, o que seria muito. Se fosse o jogo de hoje à noite, Corinthians X Flamengo, os times com as duas maiores torcidas, algo perto desse valor seria plausível. È de se supor também que, se o são paulino está no carro dele, no meio do trânsito, é muito mais fácil ele ligar o rádio do automóvel do que fazer um malabarismo enorme para acionar o laptop, iphone, ou qualquer outra engenhoca "móvel". Isso sem contar que o sinal da internet móvel ainda não é lá essas coisas aqui no Brasil, dependendo da hora e do lugar.

Até onde se sabe, o público que a Rádio Globo, segundo seu perfil de audiência, não é tão adepto de ouvir rádio pela web. Ainda. Se a Rádio Globo tinha 50 mil ouvintes conectados nesse momento, a CBN certamente teve 70 mil, a Eldorado/ESPN, 80 mil, a Bandeirantes e Jovem Pan, uns 90 mil e por aí vai. Não é nenhum absurdo, uma vez que o público da CBN e Eldorado/ESPN é ávido consumidor de internet e a Bandeirantes e Jovem Pan é uma marca forte fora de São Paulo e no exterior. Ainda sim não é possível porque essa audiência seria maior que a de qualquer emissora à noite.

E ainda fica questão principal: 50 mil são paulinos de todo o país e, quiçá, no exterior, deixariam de assistir ao jogo pela tv paga e pelo rádio para ver pelo site da Rádio Globo? Pouco provável. Ou será que juntaram-se milhares e milhares de corintianos, palmeirenses, santistas, etc para secar o tricolor pela web? Bom, eu acho que esses aí tinham mais o que fazer, não é mesmo?