Mamparra se apresenta hoje no Puxadinho


A palavra Mamparra vem para o português brasileiro de um dos quimbundos de Angola. Significa lá um grupo reunido, uma festa. No Brasil, virou um bando de vagabundos ou ainda preguiça, trapaça, trambique, furto e por aí vai. A banda Mamparra carrega tudo isso, dos dois lados do Atlântico. Músicos da grande São Paulo: capital, Cotia com um tanto de Bahia. Linha amarela, verde. Da São João com a Ipiranga até Itapuã. E vice versa. Tupi pra todo lado. Deste mapa vem as principais referências. Tropicalismo e Vanguarda Paulista. De repertório autoral, o bando banda abre espaço pra tocar Itamar, Macalé e Gil. Mamparros também, ora pois.

Maiana Monteiro na voz;
Gustavo Borges na guitarra;
Guilherme Fischer no baixo;
Felippe Rodrigues na bateria.

Serviço:
Espaço Cultural Puxadinho da Praça
Rua Belmiro Braga, 216, Vila Madalena
Sábado, 23/11
Happy Hour Autoral
Show: Mamparra 
Porta: 17h / Show 18h
Entrada: 5,00
Forma de pagamento: Dinheiro ou cartão
Acesso para pessoas com deficiência física no piso térreo


Exibir mapa ampliado


Comentários