terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Polícia descobre rádio pirata na Zona Sul de SP

Do G1, em São Paulo

A polícia fechou uma rádio pirata na Zona Sul de São Paulo na tarde desta segunda-feira (1). A emissora transmitia músicas evangélicas em uma freqüência de FM. Foram apreendidos uma antena de 10 metros de altura e equipamentos para a transmissão.

Segundo o delegado responsável, Marco Antonio Bernardino Santos, da 5ª Seccional da Zona Leste, a polícia acredita que o estúdio onde os programas eram gravados esteja localizado em um raio de 300 metros do local.

Apesar das buscas, o local não foi encontrado. “É como procurar agulha em um palheiro. São muitas casas na região, e a antena que fica no estúdio e emite o sinal para a antena maior [localizada nesta segunda-feira] é muito pequena, não é visível”, afirma. Um homem que disse apenas alugar a casa onde foi instalada a antena foi detido. Segundo a polícia, ele é pastor evangélico, e há suspeitas de que ele esteja envolvido. “A voz dele é igual à do locutor que aparece nas gravações que temos. Acreditamos que ele tenha um envolvimento maior do que alugar a casa”, diz Santos.

A antena clandestina estava instalada próximo a uma antena de telefonia celular. Vizinhos da rádio disseram à polícia que a emissora prejudicava a cobertura telefônica e o sinal de televisão.
---------------------------------------
Já vimos que o negócio agora é chique. As rádios piratas usam links de FM, ou seja, o estúdio não fica junto à antena transmissora. O sinal sai de uma antena localizada no estúdio e vai para a antena. E de lá, para os nossos ouvidos já tão sofridos.

E a Santa Ifigênia continua cheia...

2 comentários:

Anônimo disse...

E aqui no interior de SP, em Barretos, a coisa anda feia. Sao mais de 15 radios pirata, pra uma cidade de 110 mil hab, com 3 emissoras comerciais locais, Band FM, Transamerica Hits e Jovem Pan FM...
Eh de chorar, e nada acontece de a justica fechar essas porcarias.

Zona Sul disse...

Eh de chorar mesmo, essa situação parece que piora a cada ano

Jeniffer