Astro da extinta TV Manchete está de volta aos palcos de SP

O espetáculo "E por falar em sexo..." leva aos palcos do Teatro Ruth Escobar as desventuras dos relacionamentos na sociedade contemporânea (Foto: Divulgação)

Um retrato bem humorado e sensível sobre os relacionamentos e a solidão na sociedade contemporânea é a proposta da peça "E por falar em sexo...". A montagem traz o retorno de Victor Wagner. Há mais de dois anos longe dos palcos, o ator está de volta.
Wagner foi um dos grandes nomes da dramaturgia da extinta TV Manchete, na qual estrelou grandes produções como ‘Mandacaru’ e ‘Xica da Silva’, consolidando-se como um dos galãs da TV brasileira na década de 90.

A peça fica em cartaz nos palcos do tradicional Teatro Ruth Escobar, na cidade de São Paulo, entre os dias 8 de maio e 2 de agosto.  As sessões acontecem às sextas-feiras e sábados às 21h30 e domingos às 19h30.

Escrita e dirigida por Marcelo Medeiros, premiado dramaturgo e membro da Zauara, a peça narra a história de dois casais, seus sentimentos, conflitos e desejos. Entre divertidas situações, as personagens buscam a sua sexualidade e a verdade sobre seus próprios sentimentos em cenas marcadas pelo humor muitas vezes ácido e contundente, mas também construídos com muita delicadeza, além de uma pitada de sensualidade.

"E por falarem sexo"... traz uma reflexão sobre os relacionamentos, angústias e a solidão daqueles que vivem nas grandes cidades, em uma época na qual as relações passam a ser cada vez mais superficiais e fugazes.

A história da peça começa com o final do relacionamento de 17 anos entre Malú (Carol Hubner) e Otávio (Victor Wagner). Após a separação começam as descobertas em seus encontros com Mila (Danielle Salmória) e César (César Albanese), numa sequência de situações hilárias e muito sensíveis até o surpreendente desfecho da trama. Inspirada no texto ‘Sexo Oral’, do produtor teatral e dramaturgo Celso Cruz, a peça conta com um elenco de peso, com forte histórico em atuação teatral.
  
Outro nome de destaque da trama é Carol Hubner. Conhecida nacionalmente após vencer o reality Casa dos Artistas, no SBT, Carol é uma atriz multifacetada que transita com facilidade nos mais diversos gêneros de atuação. Além dos vários trabalhos no teatro, ela também estrelou a novela ‘Esmeralda’.

Elenco: 
Victor Wagner
Já atuou em produções marcantes como ‘Calígula’ e ‘E a vida Continua’. Na televisão fez ‘Xica da Silva’, ‘Mandacaru’ e ‘Tocaia Grande’, todas na extinta TV Manchete.

Carol Hubner
Atriz lançada nacionalmente como vencedora da Casa dos Artistas, atuou em diversas produções no teatro, TV e cinema, como: ‘Emília Sapo Junior’, ‘A Casa de Bernarda Alba’ e a Novela ‘Esmeralda’.

Danielle Salmória
Estudou no prestigiado conservatório britânico LAMDA e atuou em produções estrangeiras na BBC, como ‘The Bill’ e ‘Law&Order’.

César Albanese
Formado pelo Teatro-Escola Célia Helena, atuou em diversas peças como ‘A Paixão de Oscar  Wilde’ e ‘Agora é com elas’.  

Sobre a Zauara – Corpo de arte: Inspirada em um dos mitos mais imponentes da cultura ameríndia, a onça amazônica, a Zauara – Corpo de Arte foi fundada em 1996. As peças produzidas pela Zauara sempre enfocam fortes questões sociais, sendo muitas vezes peças de denuncia contra a violência e a discriminação social ou racial, cumprindo um papel de democratização do conhecimento pela arte. 

Ao longo dos anos, a trupe já encenou: ‘São Bernardo’, de Graciliano Ramos; ‘Jesus Homem’ de Plínio Marcos; ‘Quarto de Estudante’ de Roberto Freire; ‘Game Over’, ‘Vôo Noturno’ de Wilson Fumoy e ‘Vida de Droga’ de Walcyr Carrasco, "A Violência da Carne" e muitas outras. A Zauara também atua como  Fomentadora da discussão dramatúrgica, liderou também, mais de 70 leituras dramáticas da APART (Associação Paulista de Autores de Teatro).

Sobre Marcelo Medeiros
Dramaturgo de diversas peças teatrais como ‘Electra On-line’, ‘A violência de carne... Um manifesto quase Vegetariano’, ‘Vidas Peregrinas’ e do premiado ‘Anália Franco’, sempre impressionou pela crueza de seus diálogos e a ironia de seu humor. Sua carreira como diretor é marcada por encenações criativas e contundentes como em ‘Jesus Homem’, de Plínio Marcos, ‘A Casa de Bernarda Alba’, de Lorca, ‘São Bernardo’, de Graciliano Ramos, ‘De amor Encarcerado’, sobre o julgamento de Oscar Wilde, entre outras.

Ficha Técnica
Autor e Direção: Marcelo Medeiros. Assistente de Direção: Carol Ghirardelli. Direção de produção: Kauan Medeiros Produção Executiva: Flávia Primo. Coreografias: Saldanha Neto. Cenários: Deise Oliveira. Figurinos: Márcio Rodrigues. Light Designer: Néia Barbosa. Elenco: Victor Wagner, Carol Hubner, Danielle Salmória e César Albanese.

Serviço:
"E por falar em sexo...", da Zauara – Corpo de arte. De 8 de maio a 2 de agosto, as sexta-feira e sábados às 21h30 e domingos às 19h30. 
Onde: Teatro Ruth Escobar. Rua dos Ingleses, 209, Bela Vista, São Paulo. 
Sala: Gil Vicente Capacidade: 300 lugares. Censura: 16 anos Valor: R$60.00 (Inteiro) R$30.00 (Meia) 
Bilheteria: (11) 3289-2358. 
Site de vendas: Ingresso.com
Estacionamento: local ao preço de R$ 15,00 o período.

Comentários