segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Futebol é com a Bandeirantes?

Houve um tempo que o slogan que dá título a este post não vinha com um ponto de interrogação. A Bandeirantes era a principal referência para os amantes do futebol, especialmente na época do "Escrete do Rádio". Aos poucos, ela veio perdendo essa característica e espaço para outras emissoras de rádio. O que aconteceu na última rodada do Brasileirão-08 serve como exemplo para isso.

A título de comparação, a Rádio Jovem Pan, teve São Paulo x Fluminense como partida principal. Além disso, a emissora colocou vários de seus profissionais para acompanhar as principais partidas da rodada Muitas delas valiam posições importantes nas duas partes importantes da tabela de classificação. Cada gol que saia era informado quase em tempo real pelo respnsável pelo posto, assim como a definição da tabela. Esquema bem profissional.

O que fez a Bandeirantes? Transmitiu a partida entre os dois tricolores, com narração de José Silvério, e um posto apenas para Portuguesa x Sport, com José Maia (!!!!!). As informações dos outros jogos vieram por Sergio Patrick, que atuou no plantão esportivo. Ulisses Costa devia estar de folga, pois não se ouviu sua voz durante a jornada. E olha que tinha jogo importante nessa rodada para ele fazer: bastava escolher entre Vitória x Palmeiras ou Atlético-MG x Santos.

Por causa de decisões editoriais como as descritas aqui é que não se pode concordar com o prêmio da Aceesp dado à Bandeirantes como melhor equipe de produção. Já escrevi aqui e em vários lugares: a emissora do Morumbi vive do carisma de seus profissionais, como Silvério, Milton Neves, Claudio Zaidan e Mauro Beting. Quero ver o que vai acontecer quando eles resolverem se aposentar.

2 comentários:

Alexandre Anibal disse...

Rodney, se me permite fazer uma correção, o jogo da Portuguesa foi contra o Sport.

Rodney Brocanelli disse...

Corrigido. Obrigado pelo aviso.