segunda-feira, 23 de julho de 2018

Principais redes de rádio brasileiras ampliam suas transmissões com imagens pela internet

A colunista Vera Magalhães entrevista o presidente da Fiesp Paulo Skaf, durante o Jornal da Manhã, da Jovem Pan: a melhor transmissão com imagens pela internet (Foto: Reprodução/Internet)

Quem é internauta já percebeu que a presença das grandes redes de Rádio voltadas para o jornalismo cresce cada vez mais. Com a exceção da CBN, cuja proprietária - Grupo Globo, tenta emplacar uma plataforma própria de vídeos na web sem muito sucesso ainda, as demais emissoras agora se esforçam para estar presentes 24 horas transmitindo ao vivo com som e imagens em redes sociais como o You Tube e Facebook.

Na madrugada desta segunda feira, a Jovem Pan, que é a que melhor explora essas novas plataformas - e que chegou a ter um pico de 90 mil telespectadores ao vivo pelo YT - começou a transmitir ininterruptamente das 22h às 6h a programação da Jovem Pan News apenas em áudio. Essa forma de emissão já explorada desde o ano passado pela Rádio Justiça, de Brasília. No caso da emissora oficial do poder judiciário, a audiência média dificilmente passa dos "100 ouvintes/internautas", mas tende a crescer muito em transmissões que interessam a um grande número de pessoas, como as reuniões de plenário do Supremo Tribunal Federal.

Programa "Jornal Gente" transmitindo ao vivo do estúdio da Rádio Bandeirantes: engatinhando nas transmissões pela internet (Foto: Reprodução/Internet)
Band News FM e Rádio Bandeirantes - Sem a sofisticação a qual já chegou a Jovem Pan, as estações do Grupo Band Rádio também está nas plataformas de vídeos. A Rádio Bandeirantes recentemente começou a transmitir os programas vespertinos com som e imagem - inclusive na época da Copa do Mundo, direto de Moscou as rádios mostravam imagens de seus estúdios no centro de imprensa. 

Rede CBN e Rádio Globo - Embora não faça transmissões ao vivo pela internet com frequência, a CBN coloca na rede o conteúdo de alguns programas previamente gravados e de seus podcasts eventualmente gravados com imagens. Como cerca de 70% de sua programação seja transmitida em rede - a maior parte do tempo da filial de São Paulo e às vezes, da sede no Rio de Janeiro - talvez fique difícil definir de onde sairá a geração de conteúdo de imagens.

Programa "Jornal Gente" transmitindo ao vivo do estúdio da Rádio Bandeirantes: engatinhando nas transmissões pela internet (Foto: Reprodução/Internet)
Com a Rádio Globo a situação é um pouco diversa da de sua co-irmã. Ali, pelo menos 80% da programação seja gerada do Rio de Janeiro (o que causa uma grande antipatia dos ouvintes de São Paulo e, por conseguinte, dos da região Sul e Sudeste também).

Ricardo Sam e Gislaine Martins comandam o "Três em Um", da Rede Transamérica Pop: restrições nas execuções de música na internet provocam momentos curiosos nos intervalos das transmissões (Foto: Reprodução/Internet)
Transamérica Pop - A Rede Transamérica Pop, apesar de não ser uma emissora dedicada ao jornalismo como as demais, também faz sua transmissões pelo You Tube. É o caso de todas as edições dos esportivos locais "Papo de Craque", "Hastag da Bola" e agora o "Dois em Um", que é transmitido para a toda a rede Pop. A transmissão é um tanto quanto curiosa porque na hora em que entra a grade musical, o sinal que está indo ao ar pelo rádio é cortado e o internauta escuta o som ambiente do estúdio. Tudo isso causado por uma certa restrição que a plataforma digital sofre por conta dos direitos autorais sobre fonogramas e imagens oriundas de filmes e programas de televisão. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Não tinha uma imagem melhor para colocar? A Vera Magalhães está de olhos fechados.