quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Jovem Pan causa estranhamento ao relembrar título do Corinthians

O corinthiano Marco Antonio Ribeiro, editor deste blog, deve estar comemorando muito o décimo aniversário da conquista de seu clube de coração do 1º Mundial de Clubes organizado pela Fifa. A Jovem Pan não esqueceu da data e colocou um especial em seu site. Só não foi possível compreender uma coisa: o aúdio dos gols das partidas disputadas pelo Timão na primeira fase está com a narração de José Silvério, que era o titular das jornadas esportivas na ocasião (clique aqui, aqui e aqui para conferir). No entanto, para a grande final, estranhamente, foi disponibilizado um aúdio com a narração de Nilson Cesar, evidentemente recriado agora, uma vez que o Silvério também narrou aquela partida. Por que não colocar todas as narrações de José Silvério de uma vez?

4 comentários:

Marco Ribeiro disse...

Rodney.

Sou corintiano com muito orgulho, sim, já disse isso, embora nenhum leitor tenha me perguntado aqui. Qual é o problema? Isso te incomoda? Se você torce para um time que nunca venceu nem aqueles antigos torneios intercontinentais, o problema é todo seu. O seu clube deve ser tão inexpressivo que você prefere falar do grande Corinthians em vez de falar dele, mesmo que o assunto não seja tão significante nem para os blogs de futebol. Muito obrigado. Aliás, nem precisa dizer para quem você torce. Eu e o leitor não estamos interessados em saber o seu time, seja lá qual for. Afinal, esse é um blog para discutir as coisas do rádio. Se falamos de futebol é porque ele também faz parte do rádio, como dezenas de outros temas. Só isso.

Rodney Brocanelli disse...

Relaxa, Marcão, vc anda muito bravo.

Marcos Lauro disse...

Chi, será que os áudios se perderam?

Alexandre disse...

Stalinismo radiofônico à moda do seo Tuta.
A Jovem Pan, infelizmente, tem esse hábito: os seus ex-funcionários, principalmente os oriundos da equipe de esportes, são relegados ao esquecimento após a saída da empresa. Vejam os casos do próprio José Silvério, Milton Neves (ok, ele saiu brigado da emissora), Flávio Gomes, etc. A Jovem Pan, como instituição, pensa que é o "umbigo" do rádio brasileiro. Fora dele, nada existe. Esta "dublagem" do título (título?) mundial do Corinthians é apenas mais um exemplo.
Parabéns ao blog, fonte confiável de informações sobre o rádio, este veículo tão aviltado por pessoas que desconhecem a sua força e o seu funcionamento.