quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Federação Paulista proíbe repórteres de trabalhar em campo

Por Eduardo Neco/Redação Portal IMPRENSA - Atualizado às 16h* de ontem

Reformas no regulamento do Campeonato Paulista 2010 de Futebol proíbe a entrada de profissionais de imprensa no campo de jogo no final do 1° tempo e no encerramento da partida.

Em entrevista a rádio Jovem Pan, o superintendente do São Paulo Futebol Clube Marco Aurélio Cunha declarou que a entrada de profissionais de Imprensa no campo não acarreta nenhum problema aos jogadores. A problemática, na opinião de Cunha, "é que alguns podem se sentir mais donos da informação", disse ele fazendo menção aos detentores do direito de transmissão das partidas.

Em reportagem veiculada em seu site, a Jovem Pan manifestou sua revolta em relação ao novo regulamento declarando que "atua há mais de meio século com seus repórteres esportivos dentro do campo de jogo e que durante essa trajetória jamais causou qualquer tipo de dano ao espetáculo".

A assessoria de imprensa da Federação Paulista de Futebol disse à reportagem do Portal IMPRENSA que, ainda na tarde desta terça-feira, se pronunciaria em seu site a respeito do novo regulamento.

Medida cautelar - Na esteira da proibição da Federação, seis jornalistas moveram ação de medida cautelar contra a decisão, mas seus pedidos foram indeferidos pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. "Não há verdadeira ofensa à garantia constitucional do livre exercício de qualquer profissão ou ao direito à informação, pois a imprensa pode ter acesso a outros setores do estádio de futebol e neles obter as entrevistas desejadas", escreveu na sentença o juiz da 42ª Vara Cível de São Paulo. No entendimento do Tribunal, a proibição "é uma medida que visa garantir a segurança dos torcedores, jogadores, árbitros e da própria imprensa".

-----------------------------------------

Realmente lamentável que a entidade responsável pela organização di futebol paulista queira tomar uma medida dessas. Como eles vão proibir o trabalho de seus maiores promotores? Ou será que esses "dirigentes" pensam que o futebol tem a força que possui sem a ajuda da imprensa escrita e do rádio?

Bem faz a Jovem Pan que, idignada, está brigando pelos seus interesses que são também o dos ouvintes: o de serem bem informados. Espero que as outras estações de rádio não fiquem ali quietinhas, na moita, esperando que uma brigue e consiga o que é direito de todas.

3 comentários:

Marcos Lauro disse...

E ainda tem erro no texto... Portal Imprensa já foi melhor.

Marco Ribeiro disse...

Pode ficar sossegado, Marcos, acho que corrigi todos, ou a maioria, antes de postar aqui.

Marcos Lauro disse...

Reformas (...) proíbe?