quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Tá no Inferno? Abraça o Capeta!!!!

O Garagem finalmente chegou ao site Show Livre que, ao que parece, pertence a operadora de celulares Oi, que possui atualmente uma rede de rádios. E fica a pergunta: por que o Garagem não vai logo de vez para a OI FM?

Um interlocutor me informou que, corre por aí, que o Garagem teria sido rejeitado por seu estilo politicamente incorreto, quando resolver quebrar CD de grupos e artistas que eles consideram insuportáveis. Não raro esses artistas fazem parte da programação da emissora.

O meu interlocutor pôs-se a defender a emissora dizendo que a operadora estava certa e que aquilo era um negócio, que o tmepo do Garagem na ex- Brasil 2000 tinha passado e tal.... Eu, por meu turno, disse qu era burrice tanta frescura politicamente correta para com o programa, uma vez que a OI FM é a ÚLTIMA COLOCADA no ranking de audiência, segundo os institutos de pesquisas.

Meu pensamento é "tá no inferno? abraça o capeta!!!". Se a rádio está em último lugar, então tem que bolar alguma atração ou atrações para alavancar a audiência ou chamar a atenção de seu público-alvo - os assinantes da OI. Meu caro "exa adversus" discorda.

Depois dessa peleja intelectual, me surgiu horas depois porque o Garagem não poderia ser veiculado pela OI FM, ao menos em rede:"o programa tem sotaque paulista demais, segundo seria o pensamento da galera do marketing da operadora. Tudo no Garagem tem sotaque paulista: o humor, a forma de condução do programa, as piadas, as brincadeiras,etc. não dá pra negar.

Se essa for a resposta à "suposta" tese, chego à conclusão de que eles estão sendo injustos e bairristas, uma vez que o excelente "Ronca Ronca", de Maurício Valadares, tem forte cacoete e sotaque cariocas, às vezes um pouco demais da conta para os ouvidos paulistas. Nem por isso o programa é ruim. Pelo contrário.

Portanto, senhores "gênios do marquetingue" da Oi, se essas especulações forem reais, deixem de frescura e escalem já o Garagem para salvar a vossa audiência em São Paulo, que anda de dar pena.

4 comentários:

Daniel Neves disse...

Isso para mim é uma surpresa. Não sabia que a Oi FM estava em último em São Paulo. E olha que, comparando com as outras, a programação musical dela é a melhor. É diferente do "mais do mesmo" das outras. Quais seriam os fatores para a baixa audiência? Fiquei curioso para saber ...
Bom... Para colocar um programa como o Garagem no ar (que eu gosto muito) precisa pesar os prós e contras. Pode atrair anunciantes como pode espantar anunciantes. A emissora avaliou se o risco compensaria. Normal. Ao menos ela não abandonou totalmente o Garagem. achou uma alternativa: colocar no Show livre. O site do programa está bacana, o áudio está ótimo, os vídeos estão bem legais... Se na internet o Garagem fizer bastante sucesso, ter audiência, surpreender, o caminho natural será o programa rolar na Oi FM. Talvez essa seja a estratégia.

Marcos Lauro disse...

Marcão, até onde eu sei, o Showlivre não É da Oi, é apenas um parceiro, assim como é do UOL (tanto é que o Garagem é gravado, por enquanto, no estúdio da TV UOL).

Daniel Neves disse...

Putz! Se Show Livre não é da OI, então desconsiderem tudo o que eu escrevi no final de meu comentário. Fica sem sentido.

Anderson Diniz Bernardo disse...

Sendo ou não sendo o Showlivre.com da Oi, não vejo porque uma rádio como a Oi FM não poderia ter o Garagem na grade. Não só por ocupar o último lugar no ranking do IBOPE, mas também por insistir tanto que é "livre"!

A questão do sotaque excessivamente paulista é besteira! Não tem melhor exemplo que o "Ronca Ronca" (e acho que não tem melhor programa na Oi FM). De qualquer jeito, é tão paulistano assim a ponto de ser abominável em qualquer outra cidade? Então deixa só pra São Paulo, ué! Daria pra encaixar em qualquer noite sem eliminar nenhum programa...