quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Sala de Redação

No ar desde 1971, o Sala de Redação é um dos programas mais tradicionais do rádio riograndense. Embora seja do segmento esportivo, a atração seria o que O Pulo do Gato é hoje para o rádio paulista, um referencial, uma tradição que passa de pai para filho.

A fórmula é bem simples. Em geral são quatro debatedores, mais um mediador, o genial Ruy Carlos Ostermann. Dois deles são torcedores assumidos dos grandes de Porto Alegre. Paulo Sant'Ana pende para o lado do Grêmio, enquanto que Kenny Braga defende o Internacional. Num passado não muito recente, os outros dois integrantes da mesa eram, digamos, neutros. Mas talvez para realçar mais a divisão, a direção chamou Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, ex-diretor do tricolor, e Adroaldo Guerra Filho, mais um colorado confesso. O cometarista Wianey Carlet, que não diz seu time de coração, nem sob tortura, participa eventualmente, cobrindo uma ausência aqui ou ali.

As vezes, rolam momentos de tensão e discussões feias, que quase terminam em sopapos para todos os lados. O YouTube traz alguns registros disso. Abaixo, Wianey Carlet e Kenny Braga perdem a linha. E um intervalo comercial foi providênciado para se tentar acalmar os ânimos.



Em outra ocasião, Paulo Sant'Ana tenta proferir um último comentário antes do programa terminar, mas o mediador Ruy Carlos Ostermann não permite. Mesmo com o microfone desligado, Sant'Ana resmunga e Ruy responde: "vai pra casa..."



Aqui, Wianey Carlet se insurge contra os internautas que divulgaram uma foto sua tirando um cochilo em plena redação da Rádio Gaúcha. Carlet tenta contar a história, mas se irrita com as interrupções. Sobra até para a mãe de quem vazou a foto na web.



Aqui é só aúdio. Um momento de humor involuntário. Lauro Quadros, um dos ex-integrantes fixos do Sala, deixa seus colegas espantados ao lembrar de coisas do Grêmio na trajetória fracassada no Campeonato Brasileiro de 2004.

Get this widget | Share | Track details



O Sala de Redação vai ao ar de segunda a sexta, sempre entre 13h e 14h, na Rádio Gaúcha.

5 comentários:

Anônimo disse...

Pra quem não tem como ouvir a Gaúcha, basta sintonizar em São Paulo a Jovem Pan, que resolveu fazer uma cópia deste programa também na hora do almoço. Lamentável.....

José Ramos Coelho

Rodney Brocanelli disse...

Tem uma diferênça, Zé. No programa da Pan não existe a figura do torcedor declarado.

Anônimo disse...

Tem todo razão, Rodney. E isto é lamentável. Por isso é uma cópia mal feita da Sala de Redação da Gaúcha.

José Ramos Coelho

Rodrigo disse...

Olá amigos...

Estou fazendo a minha monografia sobre o Sala de Radação e, pesquisando, encontrei o blog. Como ouvinte e fã do programa há vinte anos, me sinto com certa autoridade sobre o mesmo e, com isso, fico orgulhoso de ver o programa sendo citado em blogs de outros estados. Ah, e humildemente quero fazer umas observações: O programa começou em 1971 e o Lauro Quadros ainda é integrante fixo do programa até hoje.
Forte abraço a vocês e continuem sempre falando, discutindo e valorizando o nosso bom, velho e insubstituível rádio.

Música e Computação - Leandro Mohr disse...
Este comentário foi removido pelo autor.