Morre Vital Dias, o da moto, que inspirou primeiro hit dos Paralamas

Vital dias, primeiro baterista da banda Paralamas do Sucesso, que inspirou o primeiro sucesso do grupo nas rádios brasileiras - "Vital e Sua Moto" - morreu vítima de câncer (foto: Reprodução / Veja.com)


Vital Dias, conhecido por ter inspirado a canção Vital e Sua Moto, grande sucesso do início da carreira do Paralamas do Sucesso, morreu nesta terça-feira, no Rio de Janeiro. O baterista, o primeiro da banda liderada por Herbert Vianna, tinha 55 anos e foi vítima de um câncer. Dias era amigo de Vianna e de Bi Ferreira, baixista do Paralamas, desde os tempos do curso pré-vestibular. 

Os três colegas decidiram criar uma banda, mas Vital não levou a carreira tão a sério quanto os outros e acabou substituído por João Barone, até hoje o titular das baquetas do grupo.

A banda confirmou a morte do músico em seu site oficial. "Descanse em paz, Vital. Primeiro baterista a tocar com Bi e Herbert, tema do primeiro sucesso dos Paralamas e um grande amigo da banda nesses anos todos. É com grande tristeza que comunicamos a perda do nosso velho amigo Vital Dias, que faleceu nesta terça-feira no Rio de Janeiro. Estamos solidários e mandamos nossos pensamentos mais elevados para sua esposa, filhos e amigos nessa hora difícil." Da Veja.com 

-------------------------------------------------------------
Em tempo:

O ano era 1983. Em um rádio que tocava a mesma trilha sonora de ponta-a-ponta do dial, inspirada na lista de sucessos da revista "Billboard" americana, "Vital e Sua Moto", foi o segundo "hit" lançado e divulgado por uma emissora de rádio dita então alternativa: a extinta Fluminense FM, de Niterói. 

Reza a lenda que Maurício Valladares, produtor da emissora e amigo do grupo, em um belo dia de primavera de 1982 chegou com um fita cassete debaixo do braço com uma gravação rústica "ao vivo" da canção que entraria definitivamente para o cancioneiro nacional. 

A música caiu no gosto do ouvinte carioca e para ser tocada no resto do país - em uma época em que o Rio de Janeiro tinha uma importância cultural muito maior para o Brasil do que tem hoje - foi um apenas um pulo. 

Involuntariamente, este sucesso dos Paralamas foi um dos primeiros passos - se não o primeiro - para que de forma bem tímida se começasse a mudar a indústria fonográfica do país e seu modo de produção, tal como conhecemos hoje.

Comentários