Investimento no jornalismo leva Rádio Jovem Pan ao 1º lugar no Ibope

Raquel Sherazade e Joseval Peixoto apresentam o Jornal da Manhã, da Jovem Pan: bons resultados do ‘Jornal da Manhã’ bons resultados são reflexo do investimento realizado pela nova direção no jornalismo (Divulgação)


As rádios Jovem Pan FM 100.9 e Jovem Pan AM 620 vivem um bom momento com os resultados obtidos em consequência das mudanças implantadas no último ano com Tutinha Carvalho assumindo a Presidência da emissora.



De acordo com Gilberto Gonçalves de Souza (Giba), Consultor de Pesquisas da “Jovem Pan”, os últimos números recebidos pelo Ibope*, em 07/01, revelam que a emissora alcançou a liderança de audiência no horário nobre do jornalismo no rádio – 07h30 às 09h30 – no período de outubro a dezembro/2014 em São Paulo. Nessa faixa horária o ‘Jornal da Manhã’ é transmitido pelas emissoras AM e FM e o noticioso é ouvido por 108.799 ouvintes (média/minutos). A emissora segunda colocada (CBN FM 90.5 e AM 780), somando as audiências de suas sintonias (AM e FM), alcança 107.794 ouvintes (média/minutos).

Os bons resultados do ‘Jornal da Manhã’ são reflexo do investimento realizado por Tutinha no jornalismo da “Jovem Pan”, como a contratação de novos profissionais, por exemplo. Rachel Sheherazade e Marco Antonio Villa são os recém-contratados do programa, além da equipe de jornalistas da redação da “Jovem Pan” que aumentou.

A Rádio “Jovem Pan” fechou o ano de 2014 com bons índices de audiência em São Paulo também na faixa das 18h às 19h, sendo líder no horário em que é transmitido ‘Os Pingos nos Is’. Apresentado por Reinaldo Azevedo, Mona Dorf e Patrick Santos, o programa, focado em política e economia, foi uma das grandes apostas da emissora em 2014 com a criação de uma nova faixa horária de notícias, e que caiu no gosto popular e tem constante repercussão com os comentários e análises de Reinaldo.

‘Os Pingos nos Is’ alcança 81.819 ouvintes (média/minutos) enquanto a emissora segunda colocada (Band AM 840) tem audiência de 65.483 ouvintes (média/minutos). Houve um crescimento da Jovem Pan de 21% quando comparamos as audiências do período de outubro a dezembro/2014 com agosto a outubro/2014.

O futebol, segmento também tradicional na emissora, mostrou, segundo a mesma pesquisa do Ibope, crescimento de 47% na audiência das transmissões em AM e FM na faixa horária das 21h à 00h das quartas-feiras, comparando o período de outubro a dezembro/2014 com junho a agosto/2013. Nesta mesma faixa horária, a Jovem Pan é líder de audiência com 31.548 ouvintes (média/minutos).

*Fonte: Instituto Ibope/EasyMedia4

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Postagem original:


Do site Peças Raras (2009)

Há mais de 30 anos, "Amanhecendo", de Billy Blanco, serve de trilha sonora para os ouvintes da Jovem Pan AM. A música é transmitida tradicionalmente às 7 da manhã. Acompanhe boletim veiculado na Malaveiaweb sobre o tema. Em breve, nas comemorações da semana da comunicação, você confere uma entrevista com o diretor da tradicional emissora paulistana, Antonio Augusto Amaral de Carvalho, o Tuta (Marcelo Abud).

Nota deste blog: hoje a Jovem Pan é uma rádio que veicula 24 horas por dia de notícias.
PS.: A Pan resolveu copiar a CBN, infelizmente. Ainda bem que a Bandeirantes e a Eldorado pularam fora desse esquema, graças a Deus (comentário do editor).

Comentários

Marcos Lauro disse…
Eu tenho esse disco do Billy Blanco. Tem Peri Ribeiro, Elza Soares e muita gente boa.
Anônimo disse…
A criação da CBN deve mesmo ter sido algo revolucionário mesmo...não é a toa que a BAndeirantes tem seu canal de fm e as outras transmitem seus jornais matutinos também por fm mas sem colocarem repetidoras em tempo integral.

WAGNER MAUÁ SP
Ubirajara Paulino de Sillos disse…
Este deveria ser o hino de São Paulo. parabens Jovem Pan por manter em sua emissora, temos fé de que nunca a tire do ar, pois a ouvimos diariamente as 7:00 horas e a introdução, durante toda a sua programação, esse verdadeiro hino e sinfonia "Amanhecendo" - parte da obra "Sinfonia Paulistana" do compositor e poeta gaucho Billy Blanco, pois mesmo não sendo paulista compos essa verdadeira obra prima não só para os paulistas e paulistanos, porque ela serve de referencia para o brasileiro, pois sampa é retratada fielmente nessa canção. Infelizmente Billy nos deixou e subiu para o andar superior recentemente. Ubirajara - Cidade de Santos-SP, 12/7/2011.-
Antonio Zanni disse…
Queria somente informar ao senhor Ubirajara Paulino de Sillos, que o compositor William Blanco Abrunhosa Trindade, (Billy Blanco) (Belém - PA, 08 de maio de 1924 — Rio de Janeiro, 08 de julho de 2011), era arquiteto, músico, compositor e escritor. Segundo consta na contracapa do álbum Sinfonia Paulistana, Bily Blanco levou aproximadamente dez anos para concluir a "Paulistana", composta em homenagem à sua esposa, uma paulista quatrocentona. *["Sinfonia Paulistana" foi concluída em 1974, depois de dez anos de trabalho.É composta por quinze canções, cantadas por Elza Soares, Pery Ribeiro, Cláudia, Claudette Soares, Nadinho da Ilha, Miltinho e pelo coro do Teatro Municipal de São Paulo. A produção foi de Aloysio de Oliveira, com orquestra regida pelo maestro Chico de Moraes. As músicas se chamam "Louvação de Anchieta", "Bartira", "Monções", "Tema de São Paulo", "Capital do Tempo", "O Dinheiro", "Coisas da Noite", "O Céu de São Paulo", "Amanhecendo", "O Tempo e a Hora", "Viva o Camelô", "Pro Esporte", "São Paulo Jovem", "Rua Augusta" e "Grande São Paulo". Em "Monções, destaca-se o carimbó épico, e em "O Tempo e a Hora", a fusão entre bossa e pop. O jornal O Estado de S. Paulo definiu o refrão de "Tema de São Paulo" como o "que mais define o paulistano". Desde o ano em que foi concluída a suíte, essa música, a mais famosa da suíte, faz parte da trilha sonora do Jornal da Manhã, noticiário matutino da Rádio Jovem Pan.] Nota: o texto entre [] foi copiado por mim da Wikipédia, que pelo que eu me lembre, deve ter sido transcrito da própria contracapa do referido álbum "Sinfonia Paulistana", que também possuo, mas que estava no HD do meu outro computador.