quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Radialista cria Museu do Rádio em Rondônia

Editado do Diário da Amazônia

Praticamente com 50 anos na comunicação, sendo 29 deles em Ji-Paraná, considerado um dos pioneiros do rádio jiparanaense, Valdemar Camata quer agora contar a história do rádio no Brasil e em Rondônia. Para tanto ele já começou a colocar em prática um dos seus mais ambiciosos projetos, a criação do Museu do Rádio. O radialista afirma que já conseguiu mais de 30 peças antigas, e espera contar com o apoio dos companheiros do município e do Estado.

Natural do Espírito Santo (ES) e irmão de um dos mais renomados políticos nacional, Gerson Camata, Valdemar Camata chegou em Rondônia para fixar residência em Ji-Paraná há 29 anos, onde começou a trabalhar na Rádio Alvorada (AM), a primeira emissora da BR-364. Depois passou pela Clube Cidade FM, Rádio Ji-Paraná (AM), e atualmente, tem o seu programa “Trabuco” na Rádio Itapirema (AM).

Para apoio, doação de equipamentos antigos e informações, o número é (69) 8112 7587.

Um comentário:

ricardinho disse...

Olá, gostaria de saber o endereço da Oi fm Campinas, alguém poderia me informar?
Obrigado.
Abraço, Ricardo!