quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Bizarro é pouco!

O G1 tem uma editoria chamada Planeta Bizarro, que traz notícias sobre fatos e pessoas estranhas.

Hoje, o rádio e a cobrança de direitos autorais foi tema de uma das notícias, originada do jornal inglês Daily Telegraph": Mecânico é proibido de ouvir rádio na oficina por não ter licença.

A história começa assim:

O mecânico Len Attwood, de 61 anos, não pode escutar músicas enquanto está trabalhando em sua oficina, em Witham (Reino Unido), a não ser que pague 44 libras (cerca de R$ 150) à sociedade dos direitos relativos à difusão de obras musicais e sua reprodução mecânica, segundo o jornal "Daily Telegraph".

Len Attwood disse ao jornal que foi informado pelo grupo que cobra royalties quando uma música é tocada em público que não poderia ligar os rádios dos carros que estavam na oficina para conserto, pois não tem licença para ouvir músicas no local.

Para provar que não só no Brasil a cobrança de direitos autorais, da forma que é feita, é bizarra.

Uma vez, o bar que funciona embaixo do meu prédio recebeu um "fiscal" do ECAD dizendo praticamente as mesmas da notícia acima. Caso não abaixassem ou desligassem o rádio, seriam multados.

É assim que funciona... punição para quem ouve rádio.

3 comentários:

Anderson Diniz Bernardo disse...

Tive uma disciplina sobre direito na faculdade, no ano passado... e só aí que aprendi que é ilegal colocar um CD pra tocar num estabelecimento público. MP3, então, nem se fala... mas mesmo um CD fere as leis de direito autoral.

Mas rádio é burrice!! O som já é "publicado", já tá distribuido pra quem quiser pegar - e, em última instância, as emissoras que pagam o ECAD!

As aspas no fiscal foram bem colocadas...

Roberto Maia disse...

Seria de fato uma boa medida se o dinheiro recolhido fosse distribuido e encaminhado para músicos e autores. Como efetivamente não é, tudo se torna uma palhaçada! Outra coisa gostaria de saber como são constuídos os cargos ocupados no ECAD;por nomeações, concursos?
E por final: se o ECAD fiscaliza quem fiscaliza o ECAD???

Anônimo disse...

Falou e disse Roberto: QUEM VIGIA O VIGIA?

WAGNER - MAUÁ - SP