Oswaldinho da Cuíca fala sobre a evolução das escolas de samba



O ícone do samba Oswaldinho da Cuíca e o rapper MSário, ex-integrante do grupo Pentágono, estão no Manos e Minas, apresentado por Max B.O. A atração também mostra o projeto TV Doc Capão, da comunidade de Capão Redondo, na cidade de São Paulo. O programa da TV Cultura vai ao ar de sexta-feira, 8 de maio, para sábado, dia 9 de maio, à 00h00. Rapper paulistano, MSário foi o fundador do grupo Pentágono, que nos anos 2000 inovou ao lado de grandes nomes do rap nacional, como Criolo, Emicida, Projota e Rael. Ele conta como surgiu o conjunto e sobre os 12 anos que permaneceu no grupo.  Em carreira solo, MSário  fala de seu primeiro CD, Sangue de Leão, e dos 15 anos de trajetória na música.

Max B.O entrevista o ícone do samba  Oswaldinho da Cuíca. Aos 75 anos de idade, ele conta detalhes de sua carreira de cantor, compositor e ritmista. Com sua larga vivência, o músico dá uma aula sobre a evolução das escolas de samba, que têm sua origem nos blocos de carnaval. Ele também explica como surgiram as figuras do mestre sala e porta bandeira. A conversa inclui ainda o lançamento de seu livro Batuqueiros da Paulicéia. Outro destaque da edição vem com o videorrepórer Rodney Suguita, que mostra o projeto TV Doc Capão, canal da comunidade de Capão Redondo, na cidade de São Paulo. Há histórias inspiradoras e trabalhos dos moradores  que incentivam os jovens a participarem da vida no bairro.

Comentários