Supercombo no Lolapalooza 2016: ponto para USP FM

Supercombo, uma das bandas nacionais que se apresentarão no Lolapalooza 2016, em São Paulo. (Foto: Divulgação / T4F Produções)

Eis que ligo o rádio na 89 FM em uma tarde perdida dessas e ouço a canção piloto automático da banda Supercombo. Acho estanho pois a "Rádio Rock" não é muito pródiga em tocar bandas independentes nacionais em sua programação normal. Ao final da audição, o locutor anuncia: "Supercombo é uma das bandas nacionais que vão participar do Lolapalooza Brasil 2016....". Entre feliz e surpreso me lembro que o festival já está aí no mês que vem em São Paulo. 

Fui verificar o "setlist" dos dois dias de shows. Pelo menos metade dos artistas que lá se apresentarão já foram mostrados nos diversos programas de música pop da USP FM - emissora que gentilmente abriga e hospeda a "versão mais ou menos radiofônica" deste blog - entre eles, o Rádio Base Urgente.
Estão lá o Matanza, Bed Religion, Karol Konka, Eagles of Death Metal, Emicida, a alguns outros que eu teria de perguntar para os meus colegas de emissora. 

Entretanto a Supercombo é especial porque este missivista tocou suas músicas em pelo menos cinco oportunidades diferentes. Não que eu queira me "gambar", mas quero pensar que o "RBU" e a USP FM ajudaram a influenciar na escolha dos organizadores, considerando que os critérios foram principalmente os artísticos e o número de vezes que esta banda apareceu em emissoras de tv a cabo, streamings ao vivo, etc, também.

A USP FM pode não ser a líder de audiência no seu segmento, pode ter uma audiência considerada baixa no ranking geral dos institutos de pesquisa, mas é uma rádio que muita gente chamada de "formadores de opinião" - seja lá o que isso signifique - ouve e acompanha. Sem falsa modéstia, é uma das melhores emissoras educativas do país, se não a melhor, já que possui a programação mais eclética entre as rádios públicas. Sua programação é de música brasileira e um noticiário voltado para divulgar as atividades de Universidade de São Paulo. Mas abre espaço para produtores que mostram outras vertentes musicais diferentes da sua "vocação natural". Moisés da Rocha, Ricardo Corte Real, Sergio Sagitta, Régis Tadeu, Simone Moon, Cido Tavares, Laerte Sarrumor, Caio Ávila e tantos outros, estão lá, ou melhor, estamos lá semanalmente "fazendo a diferença". 

De minha parte, eu só tenho a agradecer pela extrema confiança em que depositam em minhas produções. Mesmo encarando dificuldades diversas que infelizmente todas as emissoras públicas enfrentam, mesmo não recebendo nenhum centavo da USP para fazer o que faço ali, eu e meus colegas "independentes" temos total autonomia para decidirmos sobre a linha editorial. Do contrário, seria impossível mostrar 5 % dos artistas que se apresentarão no Lolapalooza na Rádio Base Urgente, da USP FM. Parabéns, Supercombo. Parabéns, Lolapalooza. Parabéns, USP FM. E parabéns para nós também, né, gente?

Comentários

Conheci o Supercombo na 89, primeiro veio Sol da Manhã, gostei bastante, comprei o CD e aqui em casa sabemos todas as letras do CD Amianto.